18 de maio de 2024
Política

Com apenas 30 anos, João Campos revela ações que lhe fizeram ser o prefeito de capital mais bem avaliado do Brasil

O prefeito de Recife, João Campos (PSB), é o entrevistado da semana das páginas amarelas da Revista Veja.

João foi eleito prefeito do Recife aos 27 anos, em 2020, após uma acirrada disputa contra a prima Marília Arraes — com quem já se reconciliou. Hoje, aos 30, é o prefeito mais jovem a comandar uma capital e também é o mais bem avaliado do país, com 81% de aprovação, segundo o instituto AtlasIntel. Ele ainda lidera com folga a corrida por um novo mandato na eleição deste ano, com mais de 60% nas pesquisas de intenção de voto.

Bisneto de Miguel Arraes e filho de Eduardo Campos, ex-governadores de Pernambuco, o prefeito é herdeiro de um dos mais longevos clãs do Nordeste. Ele afirma que a renovação política é difícil e critica a transformação pela qual passou o Congresso nas últimas eleições ao dizer que parlamentares de pouca idade não trazem obrigatoriamente mais frescor à política.

Na entrevista, Campos diz quais as ações de sua gestão foram mais bem-sucedidas e se reverteram em alta popularidade: “Eu sou obcecado por resultado. O reconhecimento é fruto do trabalho. Fico muito feliz de saber que uma das áreas mais reconhecidas é a educação. Prometi que triplicaria o número de vagas em creche. Em quarenta anos foram abertas 6500, mas eu entreguei 13 300 em apenas três anos e meio. Isso faz a diferença. Temos três grandes marcas: inovação, educação e infraestrutura social. Esses são os carros-chefe da gestão. Se as pessoas aprovam, é porque tem resultado chegando a elas”.