23 de junho de 2024
ComportamentoGastronomiaModa

Após vídeo do Chef Érik Jacquin dress code para frequentar restôs sofisticados entra em debate: pode um cliente de bermuda e regata?

Semana passada o Chef Érik Jacquin, que aqui é sócio do La Brasserie de La Mer, postou um vídeo saindo do mar de terno e gravata.

Ele tá louco? Não. E pra que isso? Pra chamar a atenção de um tema que acho ótimo: o dress code adequado de um cliente frequentar um bom restaurante, com comida e ambiente sofisticados.

O Chef afirma que ir a um restô chic exige-se uma adequação, ou seja, uma roupa adequada ao ambiente e ao estilo do mesmo, e que nos seus restaurantes estrelados, não fica bem um cliente ir de bermuda, regata e chinelo.

O que Você acha? Jacquin está certo?

Eu, particularmente, acho que está corretíssimo. Isso não é regra, é boa educação. No mundo inteiro, isso existe e não se permite falta de adequação nos bons restaurantes.

Nesses restôs, o maïtre existe pra “gerenciar” esse tipo de inadequação. Por isso, ficam postados na porta, averiguando lugares e possibilidades frente ao cliente que se apresenta.

Agora, há exceções em cidades mais descontraídas, quentes e praianas, e em horários. Se o restô for num shopping, se não for formal, se for num fimm de semana e num almoço, não vejo problema.

Entretanto, no jantar, seja aonde for e seja qual for o estilo, bermuda não é adequado.

Quanto a regata, não devia mais nem existir. Camiseta, sim.

E Você, o que acha?

Érik Jacquin em frente ao seu sofisticado President

2 thoughts on “Após vídeo do Chef Érik Jacquin dress code para frequentar restôs sofisticados entra em debate: pode um cliente de bermuda e regata?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *