Estado

Estado não respeita decreto do Município de Natal e fecha bares e restaurantes

Segundo relato das redes sociais, o Governo do Estado não respeitou o decreto do Município de Natal.

E fechou os poucos bares e restaurantes que estavam abertos neste domingo (07), no horário permitido pelo decreto da Prefeitura de Natal.

O Toque de Recolher foi total também em Natal.

Estado

Federação dos Municípios do RN pede que Governo do RN reavalie “toque de recolher” decretado para domingo

Nota da FEMURN sobre o novo decreto do Governo do RN:

A FEMURN reconhece o momento grave que vive o Rio Grande do Norte diante do agravamento da pandemia do COVID-19 e a necessidade da adoção de medidas de distanciamento social, entretanto, sugere ao Governo do Estado que reavalie o “toque de recolher” decretado para domingo.

Além de ter já previsto várias exceções que comprometem a eficácia da medida, o maior objetivo é desestimular o consumo da bebida alcoólica e, consequentemente, aglomeração em bares ou festas privadas, algo possível de ser alcançado – nos próximos dois domingos – através da edição da “lei seca”, algo que ocorre nos períodos eleitorais com boa adesão da população.

Assim sendo, em atenção às atividades econômicas que ocorrem no final de semana e atentos aos protocolos de higiene, máscara e distanciamento social, a FEMURN submete ao Governo do Estado a sugestão de reexame da medida anunciada quanto ao “toque de recolher integral” no domingo.

Estado

Sobre nota da CDL Natal, Agência de Fomento informa que liberou quase R$ 30 milhões na pandemia

Após a divulgação da nota da CDL Natal que sugeriu ao Governo do RN liberar crédito para os empresários via Agência de Fomento (AGN), a assessoria da instituição entrou em contato com o blog pra informar que a Agência de Fomento do Rio Grande do Norte (AGN-RN) financiou em quase um ano de pandemia um volume de recursos próximo de R$ 30 milhões.

Através das mais diversas linhas de crédito disponíveis na instituição, um total de 6.091 empreendedores foram assistidos por meio de apoio financeiro em condições especiais.

O investimento total chega a R$ 29,7 milhões entre os dias 24 de março de 2020 e 05 de março de 2021.

Estado

Em edição extra, Governo do RN publica novo decreto com aumento de restrições no RN

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte acaba de publicar, em edição extra, o decreto que dispõe sobre novas medidas restritivas relativas às atividades sociais e econômicas, para enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, no âmbito do Estado do Rio Grande do Norte e dá outras providências.

Veja Aqui a íntegra do decreto.

Estado

RN tem redução de 27,78% no número de homicídios registrados em fevereiro

O Rio Grande do Norte fechou o mês de fevereiro com uma redução de 27,78% no total de CVLIs (Condutas Violentas Letais Intencionais).

Segundo a Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (COINE), o mês de fevereiro de 2020 somou 144 mortes violentas, contra 104 ocorrências contabilizadas em fevereiro de 2021 – um total de 40 mortes a menos.

Estado

Comitê Científico do RN recomenda toque de recolher total aos domingos e antecipar horário nos outros dias para 20h

Em reunião por web conferência no dia 02 de março, o comitê de   especialistas da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) decidiu emitir uma série de recomendações para o enfrentamento à pandemia no Rio Grande do Norte.

As medidas apresentadas pelo grupo são frutos de uma avaliação criteriosa de reavaliação dos riscos epidemiológicos e da alta taxa de ocupação dos leitos críticos em todo o estado do Rio grande do Norte, levando em consideração ao aumento do número de internações e circulação de novas variantes do SARS-CoV2 no estado.

A análise do Comitê leva em conta a tendência da epidemia da Covid-19 no estado medida pelo indicador composto e a análise dos dados assistenciais do Regula RN, que mede a taxa de ocupação de leitos críticos e clínicos em tempo real.

A Região Metropolitana atingiu um platô no número de casos que se mantém alto por um período prolongado e há um indicativo de aumento de número de casos para os próximos dias. Considerando que a Taxa de Ocupação de Leitos Críticos encontra-se acima de 90%, já com 17 unidades hospitalares de referência com 100% de ocupação, indicando a saturação do sistema de saúde para os leitos críticos no estado e considerando a introdução de novas variantes do SARS-CoV-2 no Rio Grande do Norte.

Entre as recomendações:

– Ampliar as medidas restritivas em todo o território estadual, aumentado as estratégias de mitigação por um período de 21 dias, sendo passível de nova avaliação, devendo permanecer abertos apenas os serviços essenciais balizadas na Lei 13.979/2020 e nos Decretos Estaduais 29.583/2020, 29.600/2020 e 29.634/2020;

– As medidas de supressão adotadas devem ser realizadas de forma simultânea pelos municípios de uma mesma região de saúde, assim é necessária a divulgação efetiva de datas para início e nova avaliação do cenário, de modo que permita que a população se prepare para seguir as normativas;

– As medidas de supressão adotadas devem  ser  realizadas  de  forma simultânea pelos municípios  de  uma mesma  região de  saúde, assim  é necessária a divulgação efetiva de datas para início e nova avaliação do cenário,de modo que permita que a população se prepare para seguir as normativas;

– Normatizar a circulação nos espaços coletivos, ou  seja,  nos  serviços essenciais  estabelecidos  no  Decreto  Estadual conforme  orientações abaixo:

  • Definir horários prioritários para idosos, quando aplicável;
  • Definir horários de funcionamento para cada setor;
  • Restringir o quantitativo de pessoas por família;
  • Obedecer ao percentual de ocupação desses espaços de modo que seja possível  respeitar  o  distanciamento  social  dentro  do estabelecimento, evitando a ocupação máxima;
  • Reforçar o uso obrigatório e  correto  da  máscara  em  ambientes coletivos,  a  qual  deve  preferencialmente  ser  trocada  a  cada  3 horas;
  • Intensificar as fiscalizações, pelos municípios  em  cooperação com o Estado, para que se tenha o cumprimento das normativas estabelecidas,  de  modo  a  viabilizar  a  efetivação  das  medidas restritivas;
  1. Adotar medidas relacionadas  ao  funcionamento  do  transporte  público visando à redução do risco sanitário:
  • Aumentar a frota de transporte coletivo em horários de pico, para reduzir as aglomerações que ocorrem nas  paradas  de ônibus  e dentro dos transportes;
  • Respeitar as medidas  de   distanciamento   social dentro   dos ônibus,   de   modo que não seja permitida a   circulação   de passageiros em pé;
  • Reforçar o uso  obrigatório  e  correto  da  máscara  dentro  do transporte coletivo;
  • Aumentar a frequência de higienização dos veículos;
  • Realizar fiscalizações para verificar  o cumprimento  das  normas nas paradas de ônibus e nos veículos, com aplicação de sanções caso se identifique o não cumprimento das recomendações;
  1. Aquisição de  testes  rápidos  de antígeno por municípios  e  pelo Estado,de modo a facilitar e ampliar o diagnóstico para COVID-19;
  2. Todos os serviços essenciais devem cumprir com as normas sanitárias estabelecidas, de modo a:
  • Intensificar a triagem dos trabalhadores sintomáticos;
  • Realizar o  teste  de  diagnóstico  em  todos  os  trabalhadores sintomáticos;
  • Realizar rastreio de contatos;
  • Proceder com   a   notificação   nos   sistemas   de   notificação    recomendados  e acionar  a Secretaria  Municipal  de  Saúde  local para auxiliar na realização da investigação do caso e rastreio de contatos;
  • Afastar o  trabalhador  sintomático  e  seus  contatos  pelo  período recomendado de isolamento domiciliar;
  1. Intensificar a realização    das    notificações    de    casos    suspeitos, confirmados   ou   descartados   para   COVID-19,   assim   como   óbitos, independentemente do método de diagnóstico utilizado, no prazo de 24 horas, nos sistemas de notificação indicados;

      9. Adotar toque  de  recolhera  partir  das 20  às  06  horas  de  segunda  a sábado em  todo  o  território  estadual;  aos domingos  o  toque  de recolher aplica-se em horário integral em todo o território estadual, de modo que  só  será permitido o  funcionamento  dos  estabelecimentos  na modalidade delivery e take away;

  1. Restringir a venda  de  bebidas  alcoólicas  nos  finais  de  semana, assim como  consumo  em  locais  públicos  (como  por  exemplo  em  bares, restaurantes, conveniências, praças, praias) como estratégia de auxiliar na redução de aglomerações;

Estado

Segundo a Revista Época, Estado do RN reduziu leitos de UTI para Covid-19 de dezembro a janeiro

Segundo a Revista Época, Ceará, Maranhão, Piauí, Bahia e Rio Grande do Norte reduziram leitos de UTI contra a Covid de dezembro para janeiro.

Os dados constam de um levantamento da Impulso Gov, organização sem fins lucrativos que auxilia governos municipais e estaduais a melhorar a gestão do SUS.

No Ceará, a redução desses leitos foi de 5,7%, chegando à taxa de 6,4 leitos a cada cem mil habitantes.

No Maranhão, houve queda de 3,8% de dezembro de 2020 para janeiro de 2021, quando a proporção ficou em 5,8 leitos de UTI para Covid a cada cem mil habitantes.

O Piauí, por sua vez, perdeu 0,9% desses leitos no período, chegando à taxa de 9,8 leitos por cem mil habitantes.

A Bahia perdeu 0,74% e ficou com 9 leitos por cem mil habitantes.

Por fim, no Rio Grande do Norte a redução foi de 0,28%, alcançando a marca de 10,2 leitos de Covid por cem mil habitantes.

Estado

RN recebe do Ministério da Saúde mais 40.800 doses da vacina CoronaVac

O Rio Grande do Norte recebeu, na madrugada desta quarta-feira (03), 40.800 doses da vacina CoronaVac enviadas pelo Ministério da Saúde. As doses recebidas darão sequência ao plano estadual de vacinação e o público-alvo continua sendo os idosos.

Com o novo lote recebido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), será possível concluir 100% da vacinação dos idosos das faixas a partir dos 80 anos ou mais em todo Rio Grande do Norte e dar início a vacinação dos idosos de 75 a 79 anos de idade.

DISTRIBUIÇÃO 

A distribuição das doses da CoronaVac para as regionais de saúde do estado acontecerá a partir das 13h de hoje, na sede da Unicat, em Natal.

Chegada de doses CoronaVac - Foto: Elisa Elsie

Chegada de doses CoronaVac – Foto: Elisa Elsie

Estado

Governo Federal entrega 40 respiradores ao Governo do Estado

O Governo Federal, através do Ministério da saúde, realizou nesta terça-feira (02), a entrega de 40 respiradores da marca KTK à Secretaria Estadual de Saúde Pública.

A informação foi divulgada nas redes sociais pela superintendente do Ministério da Saúde no RN.

Estado

Assembleia reconhece renovação da calamidade pública do RN em razão da pandemia

No Diário Oficial desta terça-feira (02), a Assembleia Legislativa reconhece a renovação da declaração de estado de calamidade pública no Estado do Rio Grande do Norte, nos termos da solicitação da Governadora do Estado encaminhada por meio da Mensagem nº 003/2021-GE, de 22 de fevereiro de 2021.

Os efeitos vão até efeitos até 31 de dezembro de 2021 em razão da pandemia causada pelo Covid-19.

Estado

Primeiro fim de semana com toque de recolher no RN soma duas pessoas detidas por desobediência

O primeiro fim de semana de vigência do toque de recolher no Rio Grande do Norte foi considerado tranquilo pelas forças de segurança pública. Duas ocorrências policiais foram registradas até então, após o decreto publicado pelo Governo do Estado como medida de contenção da pandemia do novo coronavírus no estado.

Na noite do sábado (27), em Natal, um homem foi detido no bairro Potengi, na Zona Norte, ao se recusar a deixar o bar em que bebia. Passava das 22h45 quando a Polícia Militar chegou ao local e levou o homem para a Delegacia de Plantão. Já neste domingo, uma ocorrência semelhante aconteceu em São José do Campestre, onde um homem também resistiu ao cumprimento do decreto. Ele foi detido e levado para a Delegacia Regional de Nova Cruz.

Nos dois casos, segundo a Polícia Civil, foi assinado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e os detidos liberados para irem imediatamente para seus lares.

O toque de recolher no Rio Grande do Norte teve início na noite do sábado (27), e deve seguir em todo o estado até o dia 10 de março.

Estado

Justiça mantém toque de recolher no RN

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) negou um mandado de segurança solicitado por um promotor do Ministério Público estadual contra o toque de recolher instituído pelo decreto estadual nº 30.383. Após informações prestadas pela Procuradoria Geral do Estado, ainda no plantão judicial, o desembargador Virgílio Macedo Junior indeferiu a liminar.

O documento diz que “durante o atual estágio pandêmico vivido pela sociedade mundial, diversas são as medidas adotadas pelos gestores públicos no sentido de conter o avanço da doença e, ao mesmo tempo, assegurar a atuação do sistema de saúde público e privado e gerar o mínimo de impacto econômico na sociedade.”

Hospitais de referência que estão com 100% dos seus leitos de UTI ocupados:

– Hospital Onofre Lopes e Hospital de Campanha, em Natal;
– Hospital Rafael Fernandes e Hospital Tarcísio Maia, em Mossoró;
– Hospital Maternidade do Divino Amor, em Parnamirim;
– Unidade Materno Infantil Integrada de São Paulo do Potengi;
– Hospital Manuel Lucas de Miranda, em Guamaré;
– Hospital Municipal Aluízio Bezerra, em Santa Cruz;
– Hospital Regional de João Câmara;
– Hospital Regional Lindolfo Gomes Vidal, em Santo Antônio;
– Hospital Regional Hélio Morais Marinho, em Apodi.

O Hospital Giselda Trigueiro está com 92,59% e o João Machado com 82,86% de ocupação. A mesma tendência é seguida pelos hospitais da rede privada.

Estado

Governo do RN publica novo decreto com medidas restritivas: toque de recolher, fechamento de parques públicos, clubes e suspensão de atividades religiosas e aulas presenciais

Está publicado o novo decreto do Governo do RN com medidas restritivas no Rio Grande do Norte e recomendações aos municípios:

A GOVERNADORA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, no uso das atribuições que lhe confere o art. 64, V e VII, da Constituição Estadual,

D E C R E T A:

CAPÍTULO I
DO TOQUE DE RECOLHER

Art. 1º Fica estabelecida medida de “toque de recolher”, com a proibição de circulação de pessoas em todo o Estado do Rio Grande do Norte, entre as 22h e as 05h do dia seguinte, como medida de diminuição do fluxo de pessoas em ruas e espaços públicos e mitigação de aglomerações.

§ 1º As forças de segurança do Estado do Rio Grande do Norte promoverão operações constantes com o objetivo de garantir a aplicação das medidas dispostas neste Decreto, com a finalidade de assegurar o distanciamento social e coibir aglomerações, sem prejuízo das ações complementares de fiscalização e planejamento a serem realizadas pelos municípios.

§ 2º Não se aplica as medidas previstas no caput deste artigo às seguintes atividades:

I – serviços públicos essenciais;

II – farmácias;

III – indústrias;

IV – postos de combustíveis;

V – hospitais e demais unidades de saúde e de serviços odontológicos e veterinários de emergência;

VI – laboratórios de análises clínicas;

VII – segurança privada;

VIII – imprensa, meios de comunicação e telecomunicação em geral;

IX – funerárias;

X – exercício da advocacia na defesa da liberdade individual;

XI – serviços de alimentação, exclusivamente para delivery; e

XII – serviços de transporte coletivo urbano.

§ 3º Em qualquer horário de suspensão da atividade prevista no inciso II do § 2º deste artigo poderão os estabelecimentos funcionar, desde que, exclusivamente, por serviço de entrega, inclusive por aplicativo.

§ 4º É permitido o deslocamento de trabalhadores entre seu local de trabalho e sua residência ou domicílio.

CAPÍTULO II
DAS MEDIDAS DE SUSPENSÃO DE FUNCIONAMENTO

Art. 2º Permanecem vigentes as medidas de distanciamento social, no âmbito do Estado do Rio Grande do Norte, previstas no Decreto Estadual nº 29.583, de 1º de abril de 2020 e suas alterações posteriores, bem como aquelas dispostas nos protocolos sanitários setoriais, sem prejuízo da observância ao disposto no Decreto 30.379, de 19 de fevereiro de 2021 e das novas medidas restritivas estabelecidas neste Decreto.

Art. 3º Com o objetivo de conter a propagação do novo coronavírus (COVID-19) no Estado do Rio Grande do Norte, fica suspenso o funcionamento das seguintes atividades, a partir do dia 1º de março de 2021:

I – parques públicos, centros de artesanato, circos, parques de diversões, museus, bibliotecas, teatros, cinemas e demais equipamentos culturais.

II – eventos corporativos, técnicos, científicos, esportivos, convenções, shows ou qualquer outra modalidade de evento de massa, inclusive locais privado, como os condomínios edilícios.

III – atividades recreativas em clubes sociais e esportivos.

Parágrafo único. O disposto neste artigo não impede as atividades relacionadas à administração, manutenção e fiscalização.

Art. 4º Fica suspenso o funcionamento do Centro de Convenções de Natal, como medida de mitigação da propagação da pandemia da COVID-19.

Parágrafo único. Competirá à Empresa Potiguar de Promoção Turística (EMPROTUR) e à Secretaria de Estado de Turismo (SETUR) as medidas necessárias ao cancelamento dos eventos agendados para o Centro de Convenções.

Art. 5º Estão suspensas, a partir de 1º de março de 2021, as atividades coletivas de qualquer natureza como cultos, missas e congêneres em igrejas, espaços religiosos, lojas maçônicas e estabelecimentos similares.

§ 1º Fica permitida a abertura dos estabelecimentos de que trata o caput exclusivamente para orações e atendimentos individuais, respeitadas as recomendações da autoridade sanitária, especialmente o distanciamento mínimo de 1,5 m (um metro e meio) entre as pessoas, a limitação de 1 (uma) pessoa para cada 5 m² (cinco metros quadrados) de área do estabelecimento e frequência não superior a 20 (vinte) pessoas.

§ 2º Na hipótese do § 1º, fica o dirigente do templo responsável por assegurar o controle e a higienização do local, bem como por orientar os frequentadores acerca dos riscos de contaminação, sendo vedado o acesso de pessoas do grupo de risco para o novo coronavírus (COVID-19).

Art. 6º Fica proibido o transporte de passageiros em pé no âmbito do Sistema de Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipal de Passageiros do Rio Grande do Norte (STIP/RN), sem prejuízo do disposto no Decreto Estadual nº 29.927, de 14 de agosto de 2020, bem como, no que couber, as medidas previstas na Portaria nº 017/2020 – GAC/SESAP/SEDED, de 31 de julho de 2020.

Art. 7º Fica determinada a suspensão das aulas presenciais nas unidades das redes pública estadual e privada de ensino, incluindo instituições de ensino superior, devendo manter o ensino remoto.

Parágrafo único. As escolas e instituições de ensino fundamental das séries iniciais e do ensino infantil poderão funcionar em sistema híbrido ou por meio remoto, conforme a escolha dos pais ou responsáveis.

CAPÍTULO III
DAS RECOMENDAÇÕES AOS MUNICÍPIOS

Art. 8º No âmbito da política de regionalização do distanciamento social no Estado do Rio Grande do Norte, fica recomendado aos municípios a suspensão das seguintes atividades:

I – de segunda-feira a sexta-feira, após as 22h e até as 06h da manhã do dia seguinte, o funcionamento de restaurantes, lanchonetes, barracas de praia, praças de alimentação, praças de food truck, bares e similares;

II – de segunda-feira a sexta-feira, após as 22h e até as 06h da manhã do dia seguinte, a venda e consumo de bebidas alcóolicas em locais públicos, como conveniências e similares;

III – durante os finais de semana e feriados, o funcionamento de restaurantes, lanchonetes, barracas de praia, praças de alimentação, praças de food truck, bares e similares;

IV – durante os finais de semana e feriados a venda para consumo no local de bebidas alcóolicas, bem como seu consumo em locais públicos, como conveniências e similares;

V – suspensão das aulas presenciais nas escolas da rede pública municipal de ensino, com possibilidade de adoção do sistema híbrido ou por meio remoto para as escolas e instituições de ensino fundamental das séries iniciais e do ensino infantil.

VI – nos finais de semana e feriados, acessos às praias, lagoas, cachoeiras, balneários, clubes, rios e similares, bem como piscinas, inclusive aquelas em locais de uso coletivo.

Parágrafo único. O disposto nos incisos I a IV do caput deste artigo não impede a continuidade dos serviços de entrega (delivery) e retirada no local (take away).

Art. 9º Além das disposições previstas no artigo anterior, recomenda-se ainda aos municípios a adoção das seguintes medidas sanitárias:

I – realização de campanhas de divulgação e esclarecimento da atual situação pandêmica, inclusive da superlotação da rede hospitalar, bem como da necessidade de adoção de medidas sanitárias, utilização de máscaras, distanciamento social, dentro outros, com uso de linguagem simples e de fácil entendimento e utilização de meios de comunicação de fácil acesso à população, como carros de som, veiculação em redes sociais, dentre outros.

II – reorganização das feiras livres e similares, de modo a assegurar o distanciamento social, evitando aglomeração de pessoas e contatos proximais, mantendo as condições de higiene dos respectivos ambientes, observadas as recomendações da autoridade sanitária e o disposto no Decreto Estadual nº 29.583, de 1º de abril de 2020, e as alterações promovidas pelo Decreto Estadual nº 29.600, de 08 de abril de 2020;

III – disciplinar o funcionamento do transporte coletivo urbano, de modo a evitar aglomerações e demanda concentrada em determinados horários, conforme protocolos sanitários do setor, bem como o estabelecido no Decreto Estadual nº 29.794, de 30 de junho de 2020 e suas alterações posteriores.

CAPÍTULO III
DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

Art. 10. Com a finalidade de garantir o cumprimento das medidas sanitárias de enfrentamento e prevenção ao novo coronavírus, o Estado do Rio Grande do Norte disponibilizará suas forças de segurança aos municípios, por meio das operações do Programa Pacto Pela Vida, para coibir aglomerações, seja em espaços públicos ou privados, abertos ou fechados.

Art. 11. O descumprimento dos protocolos sanitários e das medidas estabelecidas neste Decreto poderá enquadrar-se nas infrações e penalidades constantes dos art. 268 e 330 do Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 (Código Penal), sem prejuízo da aplicação das multas previstas nos artigos 15 e seguintes do Decreto Estadual nº 29.742, de 04 de junho de 2020.

Art. 12. O disposto nos arts. 1º, 3º, 5º, 6º e 7º e no Capítulo II deste Decreto terão vigência até o dia 10 de março de 2021.

Art. 13. O disposto no art. 4º terá vigência por prazo indeterminado.

Art. 14. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, podendo ser prorrogado após a reavaliação dos indicadores epidemiológicos no Estado.

Palácio de Despachos de Lagoa Nova, em Natal/RN, 26 de fevereiro de 2021, 200º da Independência e 133º da República.

Estado

Agravamento da pandemia leva Governo do RN a suspender atendimento presencial

O agravamento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e a necessidade de reforçar as iniciativas de proteção à saúde da população levaram o Governo do RN a suspender o atendimento presencial externo nos órgãos e entidades da administração pública estadual direta e indireta a partir de segunda-feira (1º), conforme recomendação da Portaria Conjunta 01/2021 das Secretarias de Saúde e de Administração, publicada no Diário Oficial.

A iniciativa pretende reduzir a circulação diária, em torno de 80 mil pessoas, em localidades onde está sendo verificado aumento do número de infectados pela Covid-19.

Para tanto, será suspenso o atendimento presencial de todos os serviços que possam ser realizados de forma remota (telefone, internet, e-mail etc.), exceção daqueles considerados essenciais nas áreas de Saúde e da Segurança Pública. Também ficarão suspensos os serviços prestados nas unidades da Central do Cidadão.

Estado

Previsão de chuvas para período março/maio no RN é de até 533 milímetros

A previsão do período de chuvas no RN em 2021 é dentro da média histórica ou pouco baixo, segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn).

O resultado da análise climática para o Rio Grande do Norte, para o período de março a maio de 2021, apontam precipitações de 533,8 milímetros(mm) no Leste; 479,2 mm no Oeste; 376,9mm, na região Central; 342,2 mm no Agreste.

Este cenário se deve a fatores físicos como a influência da temperatura dos oceanos, que embora esteja ocorrendo o fenômeno da ‘La Nina’ no Oceano Pacífico – a temperatura do Oceano Atlântico precisa subir entre 1 e 1,5 graus para favorecer a ocorrência de chuvas no semiárido nordestino – como informou o chefe da unidade instrumental e meteorologia da Emparn, Gilmar Bistrot.

Estado

Incra/RN triplica entrega de títulos de terra e estabelece metas para 2021

O Superintendente Regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – Incra/RN, Marcelo Gurgel, esteve em Brasília, na quinta-feira (25), participando de reunião com o presidente da instituição, Geraldo Melo Filho, e toda as Diretorias do órgão, para estabelecer o planejamento e as metas em 2021.

A pauta principal do encontro foi definir as metas para a emissão de títulos de domínio, o georreferenciamento e a aplicação de créditos aos assentados do RN, melhorando assim qualidade de vida destas famílias no campo.

“Em 2019, o Rio Grande do Norte concedeu 617 títulos de terra aos assentados, na nossa gestão em 2020, a equipe trabalhou incansavelmente e chegamos ao número de1.504 títulos emitidos. Hoje o Incra/RN atende mais de 20 mil famílias, distribuídas em 286 assentamentos pelo Estado. Para este ano, estamos fazendo um planejamento para aumentar e melhorar mais ainda esses números, seja através da titulação, da aplicação de créditos desbloqueios e georreferenciamento, trazendo assim a melhoria da vida dessas famílias que produzem no campo”, afirma Marcelo Gurgel.

Participaram da reunião, além da Superintendência do RN, as regionais do Piauí, Amazonas, Paraíba, Pernambuco e Rondônia. O encontro cumpriu todas as recomendações de prevenção da COVID-19, com respeito ao distanciamento social, uso de máscaras e utilização de álcool em gel para os participantes.

Estado

Estacionamento da CEASA-RN, sob nova administração, terá cara de estacionamento de shopping

Nos próximos dias o estacionamento da Central de Abastecimento do RN – Ceasa/RN – deixará para trás o caos e a desorganização que marcaram o local durante os últimos anos. Sob gestão da H.S. Serviços que vai cuidar da circulação rotativa de veículos, bem como da organização e do controle de entrada e saída nas dependências da sede, o novo estacionamento da CEASA-RN passará por melhorias estruturais em que o verdadeiro beneficiado será o público frequentador do local.

As mudanças já começam pela segurança sanitária. Todo e qualquer veículo ou pessoa que ingressar na Central, passará pelos cuidados de higienização recomendados devido à pandemia, com fornecimento e aplicação de álcool gel. O uso de máscaras e a sinalização para o distanciamento social, também serão contemplados. Mas, isso é só o começo.

A empresa atuará na organização e controle desde a portaria, manutenção das guaritas, máquinas, equipamentos, cancelas, sinalização vertical e horizontal, organização do trânsito interno e manutenção da malha viária, pré-requisitos que nortearam o edital de pregão eletrônico para terceirização do estacionamento e que foram preenchidos pela H.S. Serviços.

O novo estacionamento da CEASA-RN, que agora passará a funcionar em sistema 24 horas, conta com 76 mil m2 de área construída e 650 vagas. Em breve, mais 500 delas, cobertas, deverão ser abertas para motos, quase dobrando a capacidade atual disponibilizada.

Segundo a administração da H.S. Serviços, os dois fatores primordiais que pautaram a reforma, foram organização e segurança, já que a CEASA-RN se notabilizou pela falta de controle interno no que diz respeito a esses dois importantes quesitos.