O deputado estadual Agnelo Alves (PDT) protocolou agora há pouco na Assembleia Legislativa um requerimento para apurar o contrato entre o Governo do Estado e o Banco do Brasil.

O parlamentar requer ao governador Robinson Faria e ao titular da Seplan, Gustavo Nogueira, informações sobre a renegociação do contrato firmado com o Banco do Brasil para administrar os pagamentos realizados pelo Governo do Estado.

Agnelo quer saber a destinação dos recursos.

O Executivo dispõe de um prazo de 30 para enviar resposta ao parlamentar. Caso contrário, o governador poderá responder por improbidade administrativa.

Detalhe: O Governo do Estado renovou, de forma antecipada, o contrato com o Banco do Brasil. Para a renovação, o banco vai pagar R$ 145,5 milhões, quantia inferior aos R$ 230,4 milhões, que foram assegurados ao Estado em 2012, ano da última prorrogação. A Secretaria de Planejamento informou ontem que a operação custaria ao Brasil do Brasil R$ 286 milhões. Mas serão abatidos 148,5  milhões “considerando que o contrato só venceria em 2018”. O valor, portanto, tem um desconto de 51% em relação ao que o BB pagaria, se a prorrogação fosse no encerramento do contrato.

Foto: João Gilberto

z