Sem categoria

Nas ondas do rádio

Mais um programa qualificado…nas ondas do Rádio.

Os jornalistas Daniela Freire e Alex Viana, vão apresentar diariamente, o programa “Jornal da Cidade”, às 18h, na 94 FM.

Política, Cidades, Economia, Esportes e pautas de interesse do ouvinte serão abordados no decorrer do programa.

Com espaço também para entrevistas.

Sem categoria

Ministro da Integração autoriza dragagem do rio Pataxó

O ministro da Integração Nacional, Fernando Coelho Bezerra, confirmou à governadora Rosalba Ciarlini e aos parlamentares potiguares que acompanharam audiência na tarde desta quarta-feira (4) a autorização de investimentos na dragagem do rio Pataxó, afluente do rio Piranhas-Açu, com o propósito de minimizar as cheias na região do Vale do Açu.

 A governadora Rosalba Ciarlini estava acompanhada dos deputados federais Fábio Faria, Henrique Eduardo Alves, Fátima Bezerra, Sandra Rosado, dos senadores José Agripino Maia e Paulo Davim, e do ministro da Previdência Nacional, Garibaldi Alves Filho.

 

Sem categoria

Classe política unida pela ampliação da TV Assembleia

As perspectivas são de que até dezembro o Ministério das Comunicações libere a concessão do canal aberto da TV Assembleia para Mossoró e das FM´s Assembleia para Natal e Mossoró. Na última terça-feira, uma comitiva do Rio Grande do Norte foi recebida pelo ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, e pelo secretário executivo César Alvarez.

Participaram da audiência o presidente do legislativo potiguar, deputado Ricardo Motta, os deputados estaduais Fernando Mineiro e Larissa Rosado e os federais Henrique Alves, Fátima Bezerra, Fábio Faria e Sandra Rosado, além da diretora da TVAL, Geórgia Nery, e do secretário geral da Fundação Djalma Marinho, Cícero Torquato.

Uma sinalização de que há todo o interesse em agilizar os trâmites para a ampliação da rede de comunicação da Assembleia por parte do Ministério é a disponibilização de técnicos da pasta que ficarão em contato permanente com os técnicos do legislativo potiguar para orientar o prosseguimento dos processos

Sem categoria

STF investiga deputado por dois assassinatos

Eduardo Militão e Edson Sardinha/Congresso em Foco

De volta à Câmara 20 anos após ter concluído seu último mandato na Casa, o deputado Júlio Campos (DEM-MT) virou destaque nacional ao se referir ao ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal (STF), como “aquele moreno escuro”. Três semanas após aquela declaração, Júlio Campos passou à condição de único congressista brasileiro a responder atualmente pelo crime de homicídio qualificado na mais alta corte do país.

Tramita desde o último dia 15 no Supremo Tribunal Federal um inquérito (Inq 3162) que apura o envolvimento do deputado em dois assassinatos ocorridos em 2004. Segundo as investigações, o empresário Antônio Ribeiro Filho e o geólogo húngaro Nicolau Ladislau Ervin Haraly foram assassinados em São Paulo por causa de uma disputa por terras em Mato Grosso. O caso é relatado pelo ministro Marco Aurélio Mello.

Júlio Campos nega qualquer envolvimento com os crimes. “Ninguém que me conhece acredita nessa possível hipótese. Jamais cometeria um troço desses”, rechaça o ex-governador, ex-senador e ex-conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso, de volta à Câmara com 72.560 votos.

De acordo com a investigação, Júlio Campos é suspeito de ser o mandante dos crimes para se apropriar de terras com pedras preciosas. O processo se arrasta há mais de seis anos na Justiça. Subiu agora para o Supremo porque, como parlamentar, Júlio Campos só pode ser julgado pela Suprema Corte.

Sem categoria

Rosalba de volta ao Senado

Calma…

Não é bem o que vocês estão pensando.

Rosalba vai continuar governadora.

Aproveitando sua estadia em Brasília, nesta terça-feira (3), Rosalba voltou a sentar em das poltronas valiosas do Senado Federal, para acompanhar um pronunciamento do senador Paulo Davim, onde ele falou sobre Telemedicina, projeto implantado pelo Governo do Estado, em parceria com a Associação Médica do Rio Grande do Norte, que permite a realização de eletrocardiogramas nos 167 municípios do Estado.

Fotos: Rafael Carvalho

Paulo Davim fala e Rosalba escuta…

Um bate-papo com um ex-colega

Sem categoria

Em memória de Aluízio Alves

Na próxima sexta-feira, 6 de maio, completa cinco anos da morte do ex-ministro Aluízio Alves.

Sua irmã, Madre Alves, organizou uma missa em memória de sua alma, às 19h, na Igreja do bairro Cidade da Esperança, em Natal.

Por isso o motivo do cancelamento do ato político em que o ex-deputado Álvaro Dias iria se filiar ao PMDB, em Caicó.

Sem categoria

Samba de criolo doido

Parece brincadeira…

Na segunda-feira (2), a jornalista Laurita Arruda divulgou no seu Território Livre, que o ex-deputado Álvaro Dias iria retornar aos braços do PMDB, em ato político a ser realizado em Caicó, na próxima sexta-feira (6).

No mesmo dia, chegou a informação ao blog de que o ato havia sido cancelado.

Nesta terça-feira (3), o próprio Álvaro Dias confirmou em entrevista na Rádio Rural de Caicó, que iria se filiar ao PMDB na próxima sexta-feira (6), com as presenças de Henrique Alves, Nelter Queiroz e Walter Alves.

Agora….tudo já foi mudado…e cancelado, pelo menos em Caicó.

Álvaro vai ter a ficha abonada pelo vice-presidente da República, Michel Temer, no sábado (7), na sede do PMDB que fica no bairro de Candelária, em Natal.

Vamos aguardar qual será a próxima mudança.

Sem categoria

Deputado Nelter Queiroz e os ex-prefeitos de Caicó Roberto Germano e Silvio Santos são recebidos por Henrique

Não é somente o gabinete do senador José Agripino Maia, que está repleto de políticos do Rio Grande do Norte.

No gabinete da liderança do PMDB, estão o deputado estadual Nelter Queiroz, e os ex-prefeitos de Caicó, Roberto Germano (PC do B) e Silvio Santos (DEM), além do atual prefeito de Serra do Mel.

Sem categoria

Ricardo Motta é recebido por José Agripino e Felipe Maia

Neste momento, uma comitiva potiguar ocupa o senador José Agripino Maia: governadora Rosalba e o marido, ex-deputado Carlos Augusto Rosado, senador Paulo Davim, deputado federal Felipe Maia, presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Motta, e a jornalista Geórgia Nery.

Detalhe: Neste momento, Ricardo Motta está em uma reunião a portas fechadas com José Agripino e Felipe Maia, tendo como testemunha, apenas, o primeiro damo Carlos Augusto.

Sem categoria

Fátima Bezerra quer solução para enchentes de Ipanguaçu

Ontem (2), a deputada federal Fátima Bezerra registrou no plenário da Câmra dos Deputados, sua solidariedade à população de Ipanguaçu, que sofre com a cheia do Rio Pataxó.

No discurso, a deputada afirmou que já solicitou audiência com o ministro da Integração Nacional, Fernando Coelho, para tratar sobre as obras para a macrodrenagem do Rio Pataxó.

“O projeto executivo foi feito com recursos da União, através de Emenda nossa. Esperamos contar com a presença da governadora e da bancada federal do RN nessa audiência. A parceria entre os governos e a prefeitura será decisiva para resolver de vez esse problema”, afirmou a deputada.

Sem categoria

Robinson Faria afirma que Fábio Faria ou Gesane Marinho poderão disputar a Prefeitura de Natal pelo PSD

Ainda na entrevista concedida ao Repórter 98, o vice-governador Robinson Faria confirmou que o PSD possui dois nomes a serem analisados, para disputar a Prefeitura de Natal. Trata-se do deputado federal Fábio Faria e da deputada estadual Gesane Marinho.

Mas…apesar de já sugerir um desses nomes, o vice-governador deixou claro que o processo será comandado pela governadora Rosalba Ciarlini (DEM).

“Fábio Faria e Gesane Marinho serão dois nomes com envergadura dentro do PSD, para disputar a Prefeitura de Natal, mas eu quero deixar bem claro uma coisa: o processo será comandado pela governadora Rosalba Ciarlini”, disse Robinson Faria.

Sem categoria

Agnelo e Maurício estão em sintonia perfeita

Ninguém se iluda, nem se engane…

O deputado estadual Agnelo Alves (PDT), está em perfeita sintonia com o prefeito de Parnamirim, Maurício Marques (PDT).

Se um dia existiu divergência…foi um dia. Hoje não existe mais.

Tanto é que nesta terça-feira (6), para definir quem assumiria o controle do PSD em Parnamirim, Agnelo convidou Maurício para o almoço com Robinson.

Sem categoria

Robinson Faria confirma: “PSD de Parnamirim será entregue ao deputado Agnelo Alves”

Em entrevista agora há pouco ao Repórter 98, apresentado por Felinto Rodrigues e Robson Carvalho, o vice-governador Robinson Faria confirmou que vai entregar o controle do PSD de Parnamirim, ao grupo liderado pelo deputado estadual Agnelo Alves (PDT).

O acerto final ocorreu nesta terça-feira (3), durante um almoço no Restaurante Camarões do Midway Mall, entre o próprio Robinson Faria, o deputado Agnelo Alves e o prefeito de Parnamirim Maurício Marques.

Sem categoria

Assembleia discute assistência às famílias de pessoas com deficiência

Na manhã desta terça-feira (3), a deputada estadual Gesane Marinho, comandou uma audiência pública na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, onde foi discutida a assistência do Estado às famílias de pessoas com deficiências.

O deputado estadual Gustasvo Fernandes, também participou da discussão.

Segundo estimativas, o RN é o segundo estado do País em número de deficientes físicos, perdendo apenas para a Paraíba.

A cada 100 pessoas, 17,63 tem algum tipo de necessidade especial.

 

Sem categoria

Álvaro Dias confirma filiação ao PMDB na próxima sexta-feira (6)

O ex-deputado Álvaro Dias, acaba de confirmar em entrevista ao programa de Batata, na Rádio Rural de Caicó, que vai se filiar ao PMDB na próxima sexta-feira (6), em ato político a ser realizado na Câmara Municipal de Caicó, às 19h.

Além da filiação de Álvaro, será formada a juventude do PMDB de Caicó, sob o comando do jovem Leonardo Gomes.

As informações foram repassadas ao blog, agora há pouco, pelo vereador Lobão Filho.

Já confirmaram presença, o deputado federal Henrique Alves e os estaduais Walter Alves e Nelter Queiroz. O ministro Garibaldi Filho foi convidado mas ainda não confirmou presença.

Sem categoria

Domício Arruda cumpre agenda em Caicó

O Secretário Estadual de Saúde, Domício Arruda, está pernoitando em Caicó.

Logo cedo, Domício jantou com a médica-prefeitável e diretora da 4ª URSAP, Dra. Verônica Alcântara, na Praça da Alimentação…claro…no Beirute do amigo Pituleira.

Nesta terça-feira (3), Domício vai discutir o processo de estadualização do Hospital Regional, além de conhecer as instalações do Hospital do Seridó.

Sem categoria

Data indefinida para o retorno de Álvaro

O blog acaba de saber…

A data para o retorno do ex-deputado Álvaro Dias, ao PMDB, não está definida.

Nesta terça-feira (3), o ex-deputado estará em Caicó, conversando com aliados, para definir a data.

Ou seja…

Não será na próxima sexta-feira (6), como o próprio blog divulgou.

Sem categoria

Projetos dos sonhos

É interessante…

Os pré-candidatos quando almejam chegar ao poder…só falam em projetos…lindos, belos e maravilhosos.

Quando chegam ao poder…os projetos viram sonhos, que não podem virar realidade.

E aí chegam os argumentos…meio que sem lógica.

É assim…e sempre será…infelizmente.

Sem categoria

O poder muda a pessoa

O psicanalista J. Lacan,observou que a partir do momento em que alguém se vê “rei”, ele muda sua personalidade. Um cidadão qualquer quando sobe ao poder , altera seu psiquismo. Seu olhar sobre os outros será diferente; admita ou não ele olhará “de cima” os seus “governados”, os “comandados”, os “coordenados”, enfim, os demais.

Estar no poder, diz Lacan, “dá um sentido interiormente diferente às suas paixões, aos seus desígnios, à sua estupidez mesmo”. Pelo simples fato de agora ser “rei”, tudo deverá girar em função do que representa a realeza. Também os “comandados” são levados pelas circunstâncias a vê-lo como o “rei do pedaço”.

La Boétie parecia indignado em perceber o quanto o lugar simbólico de poder faz o populacho se oferecer a uma certa “servidão voluntária”. Bourdieu chama-nos atenção para a força que o símbolo exerce sobre os indivíduos e grupos. Antes de ocupá-lo, o poder atrai e fascina; depois de ocupado tende a colar a alguns como se lhes fossem eterno. Aí está a diferença entre um Fidel Castro e um Nelson Mandela. O primeiro e a maioria dos ditadores pretendem se eternizar no poder, o segundo, mais sábio, toma-o como transitório, evitando ser possuído pelo próprio. (“Possuído”, sim, pois o poder tem algo de diabólico, que tenta, que corrompe, etc).

Uma vez no poder, o sujeito precisará de personas (máscaras) e molduras de sobrevivência. A persona serve para enganar a si e aos outros. A moldura, é algo necessário para delimitar simbolicamente a ação dele enquanto representante do poder. A ausência de moldura ou o seu mau uso fará irromper a força pulsional do sujeito que anseia por mais e mais poder, podendo vir a se tornar uma patologia psíquica. A história coleciona exemplos: Hitler, Stalin, Mobutu, Collor de Melo, Pol Pot, Idi Amim, etc.

No filme As loucuras do rei George III, da Inglaterra, somos levados a perceber duas coisas:  o quanto que as pessoas recusavam a idéia de um rei que perdeu a razão em função de uma doença e, que fazer para impedir alguém que representa o poder máximo de uma nação, devido a suas loucuras?

O poder faz fronteira com a loucura. Não é sem motivo que muitos loucos se julgam Napoleão ou o Rei Luis XV. Parece que há algo de “loucura narcísica” nas pessoas que anseiam chegar ao poder político (governante de uma cidade, estado ou país, ministro, membro do secretariado local), ou ao poder de uma instituição, empresa, departamento, pequeno setor de uma organização qualquer ou grupo qualquer. O narcisismo de quem ocupa o poder, revela-se na auto-admiração (o amor a si e aos seus feitos), na recusa em aceitar o que vem dos outros e no gozo que ele extrai do poder, que, levado ao extremo poderia revelar loucura. R. Kurz, é direto ao declarar queo poder torna as pessoas estúpidas e muito poder, torna-as estupidíssimas”.

O sociólogo M. Tragtenberg certa vez observou como muitos intelectuais discursam uma preocupação pelo “social”, mas estão  mesmo preocupados com a sua “razão do poder”. Há uma espécie de “gozo louco” pelo poder, que faz subir a cabeça dos que estão jogando para ganhá-lo um dia.

Do ponto de vista psicológico, observa-se que o poder faz o ocupante perder a própria identidade pessoal e assumir outra, contornada pela “fôrma” do próprio poder. Os cargos executivos (presidente, governador, prefeito, diretor, reitor, etc), tem uma fôrma própria, um lugar que marca uma certa diferença em quem a ocupa em relação aos cargos de segundo escalão (ministros, secretários disso e daquilo, chefes de gabinetes, assessores, etc). As “pequenas autoridades” dos escalões inferiores – mas com algum poder –  costumam ter atitudes mais protofascistas que as grandes. São mais propensas a “vender sua alma ao diabo” que as grandes para estar no poder.

O psicólogo Ricardo Vieira, da UERJ, de quem me inspirei para continuar seu artigo, levanta os quatro primeiros indicadores de mudanças que ocorrem com  as pessoas que chegam ao poder:

1) no modo de vestir: o terno, a gravata, o blazer e o tailleur que, antes eram utilizados em circunstâncias especiais, passam a ser usados cotidianamente, mesmo quando não é necessário utilizá-los. Alguns demonstram certo constrangimento em  trocar a surrada camiseta e passar a usar um blazer ou uma camisa de linho, pelo menos nas ocasiões especiais. Se antes usava um cabelo comprido, despenteado, logo é orientado a cortá-lo, penteá-lo, dar um trato. Na última eleição para prefeito de Maringá, um candidato foi orientado pelo seu marketeiro para mudar o cabelo enrolado por um penteado de brilhantina. Perdeu a eleição.

2) mudam as relações pessoais: os antigos companheiros poderão ser substituídos por novos, que o leva a sentir-se menos ameaçado. O sentimento persecutório de “ser mal visto”, precisa ser evitado a qualquer preço por quem ocupa o poder.

3) altera o tratamento com o outro, que torna-se autoritário com seus subordinados; gritos e ameaças passam a ser seu estilo. Certa vez, perguntaram a Maquiavel se era melhor ser amado que temido? O autor de O príncipe respondeu que “os dois mas se houver necessidade de escolha, é melhor ser temido do que amado”.

4) mudam os antigos apoios e alianças. Aqueles que o apoiaram  chegar ao poder, transformam-se em arquivos vivos dos seus defeitos. O poder leva a desidentificação com os antigos colegas de profissão. É o caso do presidente FHC e do seu Ministro da Educação Paulo Renato Souza, depois de executivos, ambos não se vêem mais professores.

5) Resistência em fazer auto-crítica. Antes, vivia criticando tudo que era governo ou tudo que constituía como efeito de governo. Mas, logo que passa a ocupar o poder, revela “sua outra face”, não suportando a mínima crítica. O poder os torna cegos e surdos a crítica. Uma pesquisa de Pedro Demo, da Universidade de Brasília, constata que os profissionais de academias apreciam criticar a tudo e a todos, mas são pouco eficazes na crítica para consigo mesmos. Enquanto só teorizavam, nada resolviam, mas quando passam a ocupar um cargo que exige ação prática, terá que testar a teoria; agora é que “a prática se torna o critério da verdade” . Por falta de referencial e por excesso de idealismo, é freqüente ocorrerem bobagens e repetições dos antigos adversários, tais como: fazer aumentos abusivos de impostos, aplicar multas injustas, discursos cínicos para justificar um ato imoral de abuso de poder, etc. Há um provérbio oriental que diz: “quem vence dragões, também vira dragão”.

Os sujeitos quando no poder protege-se da crítica reforçando pactos de auto-engano com seus colegas de partido. Reforçam a crença de que representam o Bem contra o Mal, recusam escutar o outro que lhe faz crítica e que poderia norteá-lo para corrigir seus erros e ajudar a superar suas contradições. Se entrincheirarem no grupo narcísico, o discurso político tornar-se-á dogmático, duro, tapado, e podemos até prever qual será o seu futuro se tomar o caminho de também eliminar os divergentes internos e fazer mais ações de governo contra o povo, “em nome do povo”.

Infelizmente assim é o poder: seduz, corrompe, decepciona e faz ponto cego e surdo nos seus ocupantes temporários.

*Raymundo de Lima, Psicanalista e Professor da UEM.