Diretor da Petrobras diz que venda de ativos “será mais vantajoso para o Estado”

O diretor executivo de relacionamento da Petrobras, Roberto Furian Ardenhgy, teve uma audiência nessa quarta-feira (26) com o ministro das Comunicações, Fábio Faria, para falar sobre a decisão da empresa de vender os ativos do Rio Grande do Norte.

Na reunião, a direção da empresa informou que as novas empresas vão produzir mais do que a atual situação produziria.  “Então, não faz sentido continuar lá. Será mais vantajoso para o Estado”.

O diretor também confirmou que a governadora Fátima Bezerra esteve com a direção da Petrobras há ano e que teria sido avisada que a empresa sairia do Estado.

“Temos um processo de desinvestimento junto ao TCU. O ativo é nosso, depois, a gente faz um leilão e vende o ativo com a autorização do TCU. Não é que o RN é ruim para investimento, é que precisamos sempre estar investindo em coisas novas. A Petrobrás vai continuar procurando petróleo em águas profundas, que é onde temos tecnologia (é a maior operadora internacional em águas profundas), e vamos abrir espaço para empresas privadas investirem também. Elas vão ao poço, são menores, tem mais estrutura, custa menos a elas. Os novos atores entram com muito mais apetite na rede de operação”, explicou.