A governadora Rosalba Ciarlini entregou na tarde desta quarta-feira (16) à Assembleia Legislativa, o Projeto de Lei que autoriza o uso de recursos dos royalties pela produção de petróleo e gás natural como garantia do Estado para o Fundo Garantidor que dá liquidez para a construção do estádio Arena das Dunas.

Ela disse que a atual administração recuperou a credibilidade do Estado e conseguiu mobilizar investimentos. “Recebemos a administração com todos os cronogramas estabelecidos pela FIFA vencidos. Mas com muito esforço conseguimos restaurar a confiança e o crédito do Estado. Conseguimos recuperar o tempo perdido e avançar em todas as áreas referentes à Copa, inclusive instalando a câmara temática do meio ambiente”, declarou.

Arena das Dunas terá capacidade para 42 mil pessoas, com palco e recursos cênicos que permitirão configuração para utilização em eventos artísticos, proteção do gramado e reaproveitamento da água, além de oferecer espaço de convivência para a população.

A governadora explicou que o BNDES financiará R$ 300 milhões dos R$ 400 milhões orçados para a obra. A construtora OAS, que venceu a licitação para construir o estádio, vai arcar com recursos próprios no valor de R$ 100 milhões. A autorização solicitada à Assembleia inclui no Fundo Garantidor – também composto por imóveis de propriedade do Estado – R$ 70 milhões.

Os royalties do petróleo entram somente para cobrir os repasses que por ventura não forem feitos pelo Estado ao Fundo Garantidor.

Os comentários estão fechados.