No mesmo release que comunica a desistência de implantar um Hospital de Campanha na Arena das Dunas, o Governo do RN anuncia medidas alternativas para suprir a falta de leitos, utilizando a estrutura da Liga Norte-Riograndense Contra o Câncer.

“Afora as desclassificadas por fugirem ao objeto do contrato, as empresas habilitadas apresentaram valores superiores aos praticados no mercado, algumas delas superiores aos R$ 60 milhões. Além de não serem inadequadas com a racionalização da despesa pública, seria incompatível diante da realidade orçamentária do estado”, justifica o Governo do RN sobre a desistência de implantação do Hospital de Campanha.

“Por outro lado, o caminho alternativo em torno da Liga Contra o Câncer, instituição reconhecida pela missão que desempenha com primor na área da saúde, apresentou um caminho que coaduna com as ações a se entrelaçarem no âmbito do Governo do Estado”, continua o release.

“A contratação com a instituição de filantropia se dará, em todos os seus serviços, pelo período de 6 meses e um valor total de até R$ 40 milhões. Isso não quer dizer que o Estado importará a totalidade dos valores, uma vez que somente pagará pelo serviço prestado. Serão disponibilizados 60 leitos, sendo 40 de UTI”, afirma o Governo do RN.