Com o Hospital Deoclécio Marques fazendo praticamente só consulta de urgência, sem cirurgia ortopédicas, o Hospital Walfredo Gurgel está um caos.

Os servidores pedem socorro.

Corredores lotados, falta de medicamentos e profissionais aflitos.