Após receber 26 votos dos 29 membros da Academia Norte Riograndense de Letras, o Jornalista Cassiano Arruda Câmara foi eleito para a Cadeira de número 04 da instituição de cunho literário e linguístico, que reúne uma quantidade limitada de membros efetivos numa tradição iniciada no Século XVII com a Academia francesa.

Cassiano ocupa a cadeira que foi do Jornalista Agnelo Alves, falecido em 21 de junho de 2015. Nela também sentaram os escritores Virgílio da Trindade e Enélio Lima Petrovich.

Cassiano já escreveu dois livros.

“Um Repórter na Roda Viva: do Tipo Móvel ao Notebook”, foi lançado em 2002 para comemorar 30 anos de sua coluna “Roda Viva”, com uma viagem que vai da sua experiência como repórter do cotidiano. Sobrevivente da época heroica do jornalista provinciano, anos sessenta, revela-se testemunha e partícipe da evolução da nossa imprensa, com o grande salto da moderna tecnologia do off-set, que chegou ao Diário de Natal, o primeiro jornal do Nordeste e o segundo do Brasil a operar com a Off-set.

“Hotel de Trânsito”, foi lançado em 01 de julho de 2009, para contar histórias da ditadura, quando inclusive o jornalista foi preso juntamente com o então prefeito de Natal, Agnelo Alves, que participa do livro com um texto de próprio punho dando sua versão e interpretação dos fatos políticos da época.

z