Após ser questionado por Juliana Celli e Eugênio Bezerra sobre os saques feitos ao Fundo Previdenciário, para pagar em dia o funcionalismo público, o governador Robinson Faria (PSD) foi enfático: “Não tenho culpa de ter herdado um Estado quebrado”. 

O olhar se voltou ao retrovisor? 

E a aliada Rosalba, de quem teve apoio para ser eleito? 

Detalhe: O Governador evitou falar em calendário de pagamento do salário dos servidores do Estado.