Natal

Foto: Movimento de ambulância do interior no Hospital de Campanha de Natal

A movimentação de ambulâncias do interior no Hospital de Campanha de Natal é intensa nesses últimos dias.

A preocupação da Prefeitura de Natal, que não deixa de atender aos pacientes – mesmo sendo uma obrigação do Estado – é que a unidade hospitalar fique lotada e os doentes de Natal fiquem sem vagas para internação.

Ambulância

Natal

UTI do Hospital de Campanha de Natal está pronta no aguardo de pacientes

A montagem dos 20 leitos da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Municipal de Campanha foi finalizada nesta quinta-feira (28) e os espaços estão aptos a receber os pacientes que necessitem dos cuidados em casos mais graves da Covid-19, a partir da demanda gerada pelo sistema de regulação de saúde.

A estrutura conta com respiradores, doados pelo Governo Federal, bombas de infusão, monitores cardíacos, aparelho portátil de Raio X, mecanismo para uso de gases hospitalares com ar-comprimido, oxigênio e ponto para realização de hemodiálise. A equipe de plantão da UTI conta com médicos (intensivistas e hospitalistas), enfermeiros e técnicos de enfermagem.

De acordo com a direção do HMC, nos próximos 10 dias serão instalados o tomógrafo e o aparelho de Raio X fixos. Nesta quinta, o hospital está com 20 pacientes internados nos leitos clínicos na unidade e a expectativa é que mais seis sejam encaminhados para tratamento no local.

Desde o início da operação do Hospital Municipal de Campanha, 12 pacientes já receberam alta, após o tratamento no local. Nenhum óbito foi registrado na unidade até o momento. Caso seja necessário, há um necrotério no hospital.

Foto: Alex Régis

Foto: Alex Régis

Natal

Hospital de Campanha de Natal tem primeira alta de paciente recuperado da Covid-19

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS Natal) informa que na noite de ontem (18) o Hospital Municipal de Campanha deu alta ao primeiro paciente recuperado de Covid-19.

 A mulher, de 49 anos, foi admitida em 13 de maio proveniente da UPA Sul.

Em 18 de maio teve alta e seguiu para sua residência onde terá acompanhamento domiciliar pela USF Planalto.

Natal

Coronavírus: Hospital de Campanha de Natal recebe primeiros pacientes para internação

Pronto já a alguns dias para atender exclusivamente pacientes com Coronavírus, o Hospital de Campanha de Natal recebe os primeiros pacientes para internação na noite desta segunda-feira (11), após o Hospital Municipal ficar perto de atingir sua capacidade máxima.

Equipes de Saúde estão prontamente no local aguardando os pacientes que estão sendo transferidos de Unidades de Pronto Atendimento (UPA). Os profissionais foram contratados temporariamente pela Secretaria Municipal de Saúde.

Pacientes em estado mais grave serão atendidos no Hospital Municipal e o Hospital de Campanha ficará destinado aos casos de menor gravidade.

O secretário George Antunes está no local para acompanhar os primeiros atendimentos.

Natal

Prefeitura autoriza contratação temporária de profissionais de saúde para atuar no Hospital de Campanha de Natal

O prefeito Álvaro Dias autorizou por meio de decreto no dia 09/05, a imediata contratação temporária dos profissionais que já foram capacitados para trabalho no Hospital de Campanha de Natal, bem como a abertura de Processo Seletivo Simplificado de caráter emergencial.

A autorização se deu em virtude do Estado de Calamidade Pública.

As vagas a serem preenchidas são:

I – nível superior: enfermeiro, fisioterapeuta, farmacêutico, farmacêutico bioquímico, nutricionista, assistente social, psicólogo e engenheiro clínico;

II – nível médio (técnico): técnico em enfermagem, técnico em radiologia, técnico de laboratório e auxiliar de farmácia.

Natal

Entenda: Por que a Prefeitura de Natal rescindiu contrato de terceirização de mão-de-obra?

A Prefeitura de Natal rescindiu o contrato de terceirização de mão-de-obra do Hospital de Campanha, montado em um hotel da Via Costeira para o tratamento exclusivo de pacientes com Coronavírus.

Nesta sexta-feira (08), rescindiu o contrato com a empresa T&N Serviços em Saúde Ltda.

Entenda o motivo explicado pelo próprio Executivo de Natal:

O prefeito Álvaro Dias publicou decreto rescindindo o contrato celebrado com a empresa T&N Serviços em Saúde Ltda.

A empresa iria terceirizar mão de obra para atuar nas unidades de saúde do município no combate ao Covid 19.

A anulação se deu com base no artigo 78, inciso XII da Lei Federal nº. 8.666/1993.
A determinação do prefeito é para que a secretaria de Saúde faça outro chamamento público de caráter nacional para que haja maior competitividade no processo.

Não haverá solução de continuidade no funcionamento do Hospital de Campanha montado para atender pacientes da Covid 19, embora ainda não existam pacientes internados. O contrato de terceirização de mão de obra prevê o chamamento do pessoal na medida que houver necessidade do serviço.

Natal

Natal é a capital nordestina com menor contágio e mortalidade em Covid-19

Natal está entre as capitais do país com o menor número de infectados com o Covid-19 e também de mortes. O prefeito Álvaro Dias atribui o quadro positivo à antecipação, por parte da Prefeitura de Natal, de medidas de controle à pandemia, assim como a eficácia delas.

Segundo dados disponíveis nesta quarta-feira, 28/04, no Portal do Ministério da Saúde (com números computados até o dia 23 de abril), Natal é a cidade melhor posicionada na Região Nordeste em relação à letalidade do vírus, com 2,3% de mortes em relação aos casos confirmados e sétima posicionada entre todas as capitais do Brasil. E está entre as 15 melhores em relação aos índices de transmissão, levando em conta os casos confirmados por cada 100 mil habitantes.

“Natal está entre as capitais com menores índices em razão das ações eficientes que a Prefeitura vem adotando em várias áreas para combater a doença. Estamos nessa linha de frente desde o primeiro momento”, destaca o prefeito da cidade, Álvaro Dias.

Entre as principais ações da gestão municipal, estão as interrupções nas aulas desde o início da proliferação da doença no Brasil, com a posterior distribuição de cestas básicas para as famílias dos alunos que ficaram sem o reforço nutricional diário realizado através da merenda escolar.

As ações sociais voltadas para a identificação, atendimento, acolhimento e nutrição de cidadãos em situação de rua também evitou que o vírus se alastrasse entre essa parte da população, assim como várias associações, conselhos comunitários e entidades da sociedade civil organizada que atuam junto às pessoas em vulnerabilidade social estão recebendo cestas básicas para fazer a distribuição aos que necessitam.

Em relação ao atendimento de pacientes contaminados com a Covid-19, a Prefeitura não mediu esforços para ampliar o número de leitos, comprar EPIs e, inclusive, pagou, de forma antecipada, o salário dos profissionais da saúde. O Hospital de Campanha, que está sendo viabilizado em tempo recorde, deve abrir suas portas na próxima semana, no antigo hotel Parque da Costeira. “Esperamos fazer muito mais para que a nossa população possa ter toda a ajuda possível para vencer essa pandemia”, encerrou o prefeito Álvaro Dias.

Atento às necessidades de saúde, mas também compreendendo o temor da população com a questão financeira das famílias, o prefeito Álvaro Dias, em acordo com Ministério Público e sociedade civil organizada, editou decretos com novas normas de funcionamento de setores econômicos na cidade, como as feiras livres.

Em apoio ao cidadão comum e à classe empresarial, afetada diretamente pela pandemia, a Prefeitura de Natal agiu também na área fiscal. Medidas de benefícios fiscais estão beneficiando 82% do universo de contribuintes da capital potiguar. Dentre as medidas tomadas, destaca-se a prorrogação de prazos para o recolhimento do Imposto Sobre Serviços – ISS – incidente sobre a atividade exercida por Profissional Autônomo, da Taxa de Licença de Localização e da Taxa de Vigilância Sanitária. Além disso, por força de Decreto municipal, algumas atividades essenciais tiveram seu direito garantido para abrir as portas.

Hospital de Campanha de Natal - Foto Manoel Barbosa (4)

Natal

Prefeito Álvaro Dias determina auditoria no processo de contratação de mão de obra emergencial para atuar no Hospital de Campanha de Natal

O Prefeito de Natal, Álvaro Dias, determinou uma auditoria no processo de contratação de mão de obra emergencial para atuar no Hospital de Campanha de Natal.

Veja a nota do prefeito à imprensa:

“Em virtude de notícias veiculadas nos últimos dias acerca do processo de contratação de mão de obra emergencial para atuar no Hospital de Campanha de Natal determinei que a Controladoria do Município instaure auditoria imediata no processo de seleção citado. Também determinei à Procuradoria do Município a análise sobre a legalidade dos atos praticados no âmbito da Secretaria Municipal de Saúde.

Tendo em vista a urgente necessidade da contratação de mão de obra a fim de que o Hospital de Campanha esteja em plenas de condições de atendimento, caso haja necessidade de internação de um grande número de pessoas acometidas pela Covid 19, determinei o prazo de 48 horas para a análise e posicionamento em relatório circunstanciado a ser encaminhado à Secretaria Municipal de Governo pelos dois órgãos de controle do município”.

Natal

Hospital de Campanha de Natal será inaugurado nesta semana

Com a estrutura montada, prédio todo adequado e feito manutenção, falta apenas poucos detalhes para a inauguração do Hospital de Campanha de Natal.

Serão 100 leitos de Clínica Médica para o tratamento de pacientes com Coronavírus e outros 20 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

O Hospital vai funcionar durante a pandemia no antigo Hotel Parque da Costeira, cedido à Prefeitura pela Justiça do Trabalho.

D25CC022-4A54-45CE-9B7D-120F1692B2CB

Natal

“Ampliação de oferta de leitos é necessidade urgente”, diz presidente do Conselho de Medicina ao visitar Hospital de Campanha de Natal

O Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Norte – Cremern visitou na manhã desta sexta-feira (17) as instalações do Hospital de Campanha de Natal, na Via Costeira. A visita faz parte de uma série de fiscalizações que vem acontecendo sob a perspectiva de abertura de novos leitos no combate ao coronavírus.

O Hospital de Campanha de Natal terá a capacidade para 100 leitos clínicos, mais 20 leitos de UTIs, podendo ser ampliado conforme a necessidade no enfrentamento da pandemia. Segundo a SMN, a previsão é que na próxima semana comece o funcionamento.

Na opinião do presidente Marcos Lima de Freitas, a abertura de novos leitos é necessária e urgente. “A ampliação na oferta de leitos é uma necessidade imediata para atender a demanda da Covid-19 e o departamento de fiscalização está cumprindo o seu papel, averiguando as medidas que estão sendo adotadas para auxiliar o pleno de conselheiros nas decisões a serem tomadas”, argumentou.

Natal

Vereadores visitam hospital de campanha que receberá pacientes com coronavírus em Natal

Os vereadores da Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Natal realizaram nesta segunda-feira (13) uma visita para verificar o andamento das obras no antigo Hotel Parque da Costeira, que está sendo adaptado para a implantação do Hospital de Campanha do Município, que deve receber pacientes durante a pandemia do novo coronavírus (COVID-19). Na ocasião, os parlamentares anunciaram que a Câmara deverá se organizar para destinar emendas e recursos do próprio orçamento para ajudar o Executivo a enfrentar a doença.

De acordo com a secretária adjunta de atenção integral a saúde de Natal, Rayanne Araújo, a primeira fase do hospital funcionará com 100 vagas, distribuídas em 50 quartos equipados para receber os doentes com Covid-19. “Nos próximos dias estaremos recebendo os leitos clínicos e, para iniciar o atendimento efetivo, em 20 dias chegam os leitos de UTI. É preciso lembrar que não se trata de um hospital de porta aberta, mas regulado para pacientes encaminhados”, explicou.

“Hoje pudemos ver o andamento das obras e a preocupação para entregar à cidade o quanto antes. Entendemos que todo o investimento para esse momento pode ser reforçado para manter o hospital, além desse momento de pandemia”, reforçou o vereador Preto Aquino (PSD).

“A Mesa Diretora já estuda uma forma de retirar recursos do seu orçamento para devolver ao Executivo, contribuindo com os investimentos na luta contra essa doença. Estamos verificando uma forma legal de devolução de parte do duodécimo”, revelou o vereador Felipe Alves (PDT), 1º secretário da Mesa Diretora.

Câmara