Estado

Médicos aprovam gestão da Saúde do Estado

A classe médica do Rio Grande do Norte está satisfeita com a atuação do Governo do Estado, no que diz respeito a cumprir seus combinados com a categoria.

Além disso, a categoria aplaude condutas adotadas ao longo da pandemia da Covid-19.

A Governadora Fátima Bezerra tem sua aceitação entre os médicos. E melhorias na saúde estão previstas para 2021.

Estado

Sesap está atenta aos casos de esporotricose no RN e alerta profissionais sobre importância da notificação

As subcoordenadorias de Vigilância Ambiental (Suvam) e Vigilância Epidemiológica (Suvige) da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) reuniu, na manhã desta sexta-feira, 20, representantes das Unidades Regionais de Saúde Pública (Ursap’s), Secretaria de Saúde de Natal, Laboratório Central do RN (Lacen) e subcoordenadorias da Coordenadoria de Promoção à Saúde, para discutir a Nota Técnica nº 09/2020, que orienta sobre a notificação compulsória da esporotricose.

Embora a doença tenha cura e não seja considerada grave em humanos, nos animais o tratamento tardio pode agravar e levar ao óbito, principalmente em gatos. Por isso a importância de notificar a doença, para que os órgãos de saúde possam entender como está sua ocorrência e tomar as medidas necessárias.

Os profissionais de saúde que suspeitarem da esporotricose em humanos devem inserir a informação no banco de dados Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), do Ministério da Saúde.

Em relação aos animais, a Nota Técnica orienta que clínicas veterinárias, profissionais médicos veterinários, abrigos de animais, organizações não governamentais (ONG), tutores ou qualquer cidadão que identifique animais suspeitos de esporotricose deverão comunicar a ocorrência à autoridade sanitária estadual através do preenchimento do formulário FormSUS, disponível no endereço eletrônico http://formsus.datasus.gov.br/site/formulario.php?id_aplicacao=59554.

*Dados*
De 2016 a setembro de 2020, foram registrados 172 casos da doença em humanos. Em relação à ocorrência em animais, no mesmo período o SINAN notificou 198 casos em animais de quatro municípios do RN. Entre 2016 e 2019 o Instituto de Medicina Tropical da UFRN identificou 224 animais contaminados na 1ª e 7ª Regiões de Saúde.

*Esporotricose*
Esporotricose é uma micose causada por fungos do complexo Sporothrix schenckii que infecta a pele através de lesões, como arranhadura e mordedura por animais, em especial gato, ou contato da pele lesionada com a matéria orgânica presente na natureza (troncos de árvores, espinhos e solo).

A transmissão da doença dos gatos para o homem tem sido cada vez mais frequente, mas não é comum a transmissão entre pessoas. O gato, por seu hábito de enterrar as fezes, afiar as garras e disputar território, é o animal mais acometido pela doença. Os animais doentes podem ser tratados, mas é necessário o acompanhamento por um profissional médico veterinário.

Estado

Governadora sanciona lei que institui e disciplina Consórcios de Saúde no RN

A governadora Fátima Bezerra sancionou na manhã desta terça-feira (17) a lei que institui e disciplina os Consórcios Interfederativos de Saúde no Rio Grande do Norte (Lei nº 10.798/2020), proposta pela administração estadual e aprovada pela Assembleia Legislativa.

“O Rio Grande do Norte agora passa a ter uma legislação moderna para fortalecer o Sistema Único de Saúde (SUS) e fazer chegar a quem mais precisa atendimento de saúde público de qualidade, humanizado e eficiente”, afirmou Fátima Bezerra na solenidade de sanção no auditório da Escola de Governo.

O senador Jean-Paul Prates ressaltou ainda a importância dos consórcios para a integração e racionalização dos serviços de saúde e considerou que a nova lei pode servir como modelo para consórcios em outros setores da administração pública.

Governadora sanciona lei que institui e disciplina Consórcios de Saúde no RN - Foto: Elisa Elsie

Governadora sanciona lei dos Consórcios de Saúde no RN – Foto: Elisa Elsie

Estado

Governo do RN convoca mais 160 profissionais de saúde

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte publicou, por meio da edição de ontem (10) do Diário Oficial do Estado (DOE), a convocação de mais 160 profissionais de saúde compor o quadro de servidores da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) e atuar no enfrentamento pandemia do novo Coronavírus (Covid-19).

Com mais essa convocação, a Sesap pretende manter a estrutura e funcionamento dos leitos UTIs Covid abertos durante a pandemia e que estão sendo convertidos em leitos de UTIs geral, deixando um legado para a saúde pública do nosso estado.

Foram convocados os seguintes profissionais para atuar nas diversas regiões de saúde: técnico em enfermagem (50), farmacêutico bioquímico e/ou biomédico (16), enfermeiro (26), farmacêutico (12), fisioterapeuta (10), técnico em laboratório (5), técnico em radiologia (5), auxiliar de cozinha (18), copeiro (7), cozinheiro (5), higienista hospitalar (6).

Clique aqui e confira a lista dos profissionais convocados!

(http://diariooficial.rn.gov.br/dei/dorn3/docview.aspx?id_jor=00000001&data=20201111&id_doc=702607)

Política

Deputado denúncia que Governo do Estado contrata OSCIP da Bahia para substituir a cooperativa de anestesiologistas do RN

Em pronunciamento na sessão ordinária desta quarta-feira (04), o deputado estadual Gustavo Carvalho (PSDB) denunciou a contratação, pelo Governo do Estado, de uma OSCIP da Bahia para substituir a cooperativa de anestesiologistas do Rio Grande do Norte.

Ele afirmou que um médico baiano que teve o nome citado no contrato, emitiu um documento afirmando que não autorizou a utilização de seu nome e que não integra o IBDS (Instituto Baiano de Desenvolvimento para a Saúde), órgão contratado pelo Governo do Rio Grande do Norte.

“Isso é um escândalo nacional e o Governo vai ter que responder por improbidade”, disse Gustavo, afirmando que vai continuar denunciando o que ele chama de “descalabros da Saúde”.

Rebatendo o colega de plenário, o deputado Francisco do PT disse que o contrato vem sendo questionado judicialmente pela cooperativa de anestesiologistas e ressaltou a prerrogativa da Casa Legislativa de fiscalizar, no que respeita a posição de Gustavo. “Mas o Governo não tem o receio de apurar”, conclamando o colega deputado para apurar denúncias que foram divulgadas referentes a governos passados e “bem próximos”.

Estado

Vigilância Sanitária orienta sobre protocolos na visitação aos cemitérios no Dia de Finados

A Subcoordenadoria de Vigilância Sanitária (Suvisa) da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) lançou uma Nota Informativa com recomendações aos gestores, trabalhadores e população em geral, sobre práticas adequadas ao enfrentamento da disseminação da Covid-19, na visitação aos cemitérios, durante o Dia de Finados, celebrado na próxima segunda-feira, 2 de novembro.

“O nosso intuito é esclarecer as pessoas para se adequarem aos protocolos sanitários corretos neste dia tão importante para eles ao homenagear os seus mortos, mas garantir ao mesmo tempo a preservação da sua saúde e dos demais”, disse Leila Mattos, subcoordenadora de vigilância sanitária da Sesap.

Entre as medidas básicas e já conhecidas da população estão o distanciamento social de no mínimo 1,5m, uso do álcool gel à 70% e da máscara, além de evitar tocar olhos, nariz e boca no momento da visita. Pessoas com febre, tosse, congestão nasal, coriza, dor de garganta, fadiga, cansaço, diarreia e dificuldade de respirar devem evitar ir aos cemitérios ou celebrações religiosas, assim como as pessoas do grupo de risco.

A orientação é para que as visitas aos cemitérios possam ser realizadas durante todo o final de semana e não apenas no dia 02, a fim de evitar aglomeração. Ao levar flores e velas para depositar nos túmulos, evitar compartilhar esses artigos com outras pessoas, de modo a prevenir a transmissão cruzada da Covid-19, ou seja, da superfície dos objetos para as mãos das pessoas e vice-versa. A fim de se evitar acidentes/queimaduras, recomenda-se o extremo cuidado com a utilização de álcool à 70% para higienização das mãos, devido a presença das velas nas sepulturas.

A Vigilância Sanitária orienta ainda que os cemitérios separarem o acesso de entrada e de saída, se possível, usando portas diferentes, a fim de possibilitar o distanciamento social. Também é importante fixar informações, na entrada do cemitério, orientando os visitantes para que não permaneçam no local por período superior a 30 minutos, no intuito de diminuir o tempo de exposição e evitar aglomerações.

Quando possível, os municípios deverão realizar credenciamento prévio, controle sanitário dos ambulantes e dar orientações específicas de prevenção à Covid-19 e também demarcar pontos para os ambulantes, obedecendo o distanciamento mínimo de 1,5m.

Após a permanência no cemitério deve-se:

– Retirar o calçado ao adentrar à residência e higienizá-lo com produto recomendado pela ANVISA;

– Fazer a troca imediata de toda a roupa utilizada, encaminhando-a para a lavagem; – Higienizar com álcool a 70% ou produtos desinfetantes certificados pela ANVISA, que possam ser usados em substituição do álcool a 70%, na concentração e tempo recomendado pelo fabricante os objetivos levados para o local, como chaves, carteiras e celular.

Nota Informativa Dia de Finados

Estado

Crise na Saúde do RN preocupa auxiliares da Governadora

Auxiliares da governadora Fátima Bezerra (PT) estão bastante preocupados com a crise na Saúde Estadual.

Nos últimos dias, a crise ficou ainda mais acentuada com a decisão da Justiça em suspender o contrato da Secretaria Estadual de Saúde com uma OSCIP, a partir de denúncia de possível irregularidade feita por um aliado do Governo Fátima: o vereador Fernando Lucena (PT).

O Hospital Walfredo Gurgel, maior pronto-socorro de urgência e emergência do RN, passou o último fim de semana sem ter como fazer um simples Raio-X.

Estado

Justiça manda Secretário Estadual de Saúde suspender contrato com OSCIP

O desembargador Dilermando Mota acatou Mandado de Segurança impetrado pelo SINDICATO DOS CONDUTORES DE AMBULÂNCIAS DO RIO GRANDE DO NORTE – SINDCONAMRN, contra ato imputado ao Secretário da Saúde Pública do Estado, Cipriano Maia.

O impetrado alegou que a contratação foi firmada entre a SESAP e o Instituto Santa Clara sem observância dos requisitos do edital.

Ao acatar o pedido de liminar, o desembargador disse: “entendo que houve violação ao caráter competitivo do certame com a autorização de participação e contratação do Instituto Santa Clara, de modo que, deveria a Administração Pública, se assim o entendesse conveniente, celebrar convênio ou Termo de Parceria, mas não autorizar a competição em clara ofensa ao princípio da igualdade”.

Veja aqui a decisão do desembargador

Estado

Relato das redes sociais: Walfredo sem raio-x

Os velhos problemas no Hospital Walfredo Gurgel.

Nosso maior pronto-socorro de urgência e emergência está sem raio-x, segundo relatos que chegam ao blog.

As máquinas estão quebradas e os médicos sem poder fechar diagnósticos.

Estado

Sindicato dos médicos vai à justiça contra o Governo do Estado para impedir desmonte do Hospital Ruy Pereira

O Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte (Sinmed-RN) e a Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV-RN) ingressaram na Justiça contra o Governo do Estado.

A medida foi necessária diante da desmobilização no atendimento à população prestado pelo Hospital Estadual Dr. Ruy Pereira dos Santos, unidade de referência no Rio Grande do Norte em cirurgias vasculares e principal porta de entrada de pessoas com risco de perda dos membros inferiores, principalmente pacientes diabéticos e com isquemia nos membros inferiores.

Para as duas entidades, as transferências de pacientes realizadas por determinação da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) para outros hospitais da rede pública, sem estrutura adequada para atender a demanda vascular e ortopédica, configura um desmonte no serviço especializado fornecido pelo Ruy Pereira e uma nova ameaça de fechamento.

Sinmed-RN e SBACV-RN destacam a preocupação com o destino desses pacientes e com as políticas públicas elaboradas pelo Governo do Estado que resultam em prejuízos na qualidade de vida dos pacientes portadores de doença vascular.

Problema antigo

Em janeiro deste ano, o Sindicato dos Médicos visitou o hospital e constatou a carência de leitos, dificuldades no abastecimento de medicamentos e materiais, além de problemas estruturais do prédio.

Passados oito meses, pouca coisa mudou. Apesar das condições precárias enfrentadas pelos profissionais que atuam no Ruy Pereira, os pacientes continuam recebendo o benefício do atendimento especializado.

Governo desmobiliza para fechar

Em junho de 2019, o Governo do Estado, por meio da Sesap, anunciou o encerramento das atividades no Hospital Ruy Pereira até o mês de agosto daquele ano, com a promessa de distribuir os pacientes em outros hospitais da rede pública.

Com o entendimento da Justiça Potiguar de que nenhum outro hospital teria condições de prestar o serviço, a Sesap recuou e decidiu manter o funcionamento.

Em fevereiro de 2020, a Sesap iniciou a transferência dos serviços realizados no Ruy Pereira para o Hospital da Polícia Militar (integrado a rede pública desde novembro de 2019) e deu início ao processo de desmonte do hospital referência em cirurgias vasculares e no tratamento para pessoas diabéticas.

Hospital Ruy Pereira

Estado

Secretaria de Saúde do RN emite nota sobre mudanças no Hospital João Machado

Sobre a repercussão da postagem feita nesse blog, a respeito de pronunciamento feito pelo deputado Getúlio Rêgo (DEM), com relação ao Hospital João Machado, a Secretaria Estadual de Saúde emitiu uma nota que repercutimos na íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Natal (RN), 08 de setembro de 2020.

A SESAP informa que existe hoje uma nova maneira de olhar a saúde mental e todos os hospitais em todo o Brasil estão em adequação, em razão de uma necessidade de saúde chamada reforma psiquiátrica. E isso pertence a um contexto de evolução da promoção, atenção e cuidado à saúde da pessoa com transtorno mental em âmbito mundial. O modo e o modelo de lidar com a saúde de pessoas com transtorno mental evoluiu e essa transformação mudou a função do hospital psiquiátrico. Tradicionalmente o modelo de cuidado em saúde tinha a medicalização e a internação de longa duração em instituição fechada e asilar como o principal modo de tratar.

O Hospital Colônia Dr. João Machado vem se adequando a esse novo paradigma de transição, propondo mudanças de funcionamento como a que foi regulamentada pela Portaria nº 811, de 30 de março de 2020, que determina a regulação do seu pronto socorro psiquiátrico, o que não significa que esteja fechado. O pronto socorro continua aberto com médicos psiquiatras em escala às 24 (vinte e quatro) horas, todos os dias.

A lógica é favorecer o cuidado no espaço do território de residência dos pacientes, provocando uma maior mobilização da rede loco regional, desabituando assim o encaminhamento para o HJM como uma providência primeira diante de uma dificuldade apresentada pelo paciente ou uma crise.

Atualmente já existem leitos de saúde mental em hospital geral implantados e há um plano de ação de implementação dos leitos de saúde mental em hospital geral para o Rio Grande do Norte elaborado e que está em discussão pela gestão da SESAP/RN, com propostas para as regiões de saúde do estado.

Portanto é nesse momento que o estado do Rio Grande do Norte se encontra. É importante ressaltar que a questão dos leitos hospitalares de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Rio Grande do Norte era um ponto grave e urgente, mas que permanecia em inércia há muitos anos e então foi preciso um acontecimento de força maior da dimensão da pandemia da COVID-19 para tencionar até o ponto de ruptura com a velha forma. E agora existe um legado de leitos de UTI em todo o estado onde antes havia escassez permanente.

Rede de Atenção Psicossocial (RAPS)

Para que ocorra no Brasil essa superação de um modelo por outro em saúde mental foi criada no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS). A RAPS prevê a superação do hospital psiquiátrico, que subsiste nessa rede apenas como um apêndice, enquanto o modelo psicossocial não se consolida por completo. O hospital psiquiátrico pode ser acionado para o cuidado das pessoas com transtorno mental apenas enquanto o processo de implantação e expansão da Rede de Atenção Psicossocial ainda não se apresente suficientemente estruturado, devendo as regiões de saúde priorizar a expansão e qualificação dos pontos de atenção da RAPS, para dar continuidade ao processo de substituição dos leitos em hospitais psiquiátricos.

Política

Deputado Gustavo Carvalho propõe CPI para investigar a Saúde do Estado

Os deputados Gustavo Carvalho (PSDB) e Cristiane Dantas (SDD) se pronunciaram no horário destinado às lideranças, na sessão remota desta quinta-feira (3), na Assembleia Legislativa, sobre o contrato do Governo do Estado para serviço de transporte sanitário de pacientes com Covid-19 durante a pandemia. Cristiane se somou ao colega parlamentar nas críticas feitas ao Executivo, reiterando o apoio à abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito.

“Na terça-feira vou entregar ao presidente da Assembleia o documento com 9 assinaturas solicitando a abertura de uma CPI”, disse Gustavo Carvalho, que vem trabalhando junto aos deputados de oposição para viabilizar a instalação da CPI. Gustavo critica o contrato firmado pelo Governo para contratar o transporte em ambulâncias equipadas e com pessoal especializado, porém, afirma que encontrou irregularidades durante os 60 dias em que vem investigando o caso.

O deputado questionou a suspensão do contrato, anunciada nesta quarta-feira pelo deputado Francisco do PT, e disse que, ‘coincidentemente’, ele foi suspenso poucos dias depois da presença de uma servidora da Secretaria de Saúde na Comissão de Finanças da Casa. “De nada adianta cancelar esse contrato”, ressaltou Gustavo, afirmando que não abre mão de apresentar a solicitação para abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito.

“Não é só por ser de oposição, mas é por ter compromisso com a verdade”, declarou Cristiane Dantas, justificando que apoia a abertura da CPI. Para a deputada, as provas que vêm sendo anunciadas pelo deputado Gustavo Carvalho são “graves” e o caso é “preocupante”.

Deputados

Estado

TCE notifica Sesap sobre aditivo de contrato para gestão de UTI nos hospitais João Machado e Alfredo Mesquita

O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RN), Gilberto Jales, recomendou que a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) não celebre termo aditivo ao contrato nº 512/2020, firmado para implementação e gestão de leitos de UTI em dois hospitais da rede estadual (João Machado e Alfredo Mesquita), até que sejam esclarecidas inconsistências apontadas no Relatório de Acompanhamento produzido pela comissão técnica da Diretoria de Administração Direta (DAD).

Na peça, os auditores de controle externo apontam que o referido contrato, firmado em 14 de maio de 2020 com o Instituto Jurídico para efetivação da Cidadania e Saúde – Avante Social, não vem sendo cumprido de forma adequada, com indícios de que o Governo do Estado estaria arcando com custos que deveriam ser da contratada. No total, foram contratados 30 leitos de UTI, sendo 20 no hospital João Machado e 10 no Hospital Regional Alfredo Mesquita.

Diante dos apontamentos, o conselheiro notificou a Sesap a fim de oportunizar, no prazo de 72 horas, a manifestação sobre o pedido de medida cautelar no sentido de que não seja celebrado o termo aditivo sem que antes seja demonstrado nos  autos do procedimento administrativo, analiticamente, as variações dos componentes dos custos do contrato, realizando, inclusive, alterações que reduzam os valores que serão executados diretamente pelo poder público, conforme previsto no art. 65 da Lei no 8.666/1993. Ele também recomendou a adoção de providências em relação a melhorias na fiscalização do contrato, na catalogação de equipamentos e bens utilizados nos hospitais e que seja dado conhecimento do contrato ao Conselho Estadual de Saúde.

Estado

Sesap divulga edital para contratação de 20 profissionais da saúde

A Secretaria de Estado da Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap) publicou edital para contratação temporária de 20 profissionais para atuarem como apoiadores técnicos na articulação da atenção básica e vigilância em saúde do estado.

As inscrições serão realizadas exclusivamente via internet, por meio do site: https://selecao.saude.rn.gov.br/selecao/, no período das 00h da sexta-feira (7) até às 23h59 da segunda-feira (10), do mês de agosto. O processo seletivo foi publicado na edição extraordinária do Diário Oficial do Estado (DOE), da quarta-feira (5).

O edital contempla profissionais de nível superior com bacharelado em saúde coletiva ou formação na área da saúde, com pós-graduação em saúde pública/saúde coletiva. Os profissionais devem cumprir carga horária semanal de 40h, com remuneração definida de acordo com a região de atuação. As 20 vagas foram distribuídas pelas 8 regiões de saúde do RN, da seguinte forma: São José de Mipibu (3); Mossoró (2); João Câmara (3); Caicó (2); Santa Cruz (2); Pau dos Ferros (3); Natal (3) e Assú (2). A publicação contempla, também, cadastro de reserva com 60 selecionados.

Estado

Governo nomeia e convoca 540 profissionais de saúde

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte nomeou, no último sábado (1°), 223 candidatos aprovados no concurso público Edital n° 001/2018 para cargo efetivo da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) e convocou 317 profissionais de saúde aprovados provenientes dos editais de Recrutamento para Contratação Temporária, totalizando mais 540 profissionais de saúde.

O objetivo da nomeação e convocação é fortalecer a estrutura da saúde pública do Rio Grande do Norte, especialmente, para combater a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19).

Os profissionais nomeados do concurso público Edital n°001/2018 – SEARH/SESAP para compor o quadro da Sesap são decorrentes de vacâncias (aposentadorias e falecimento de servidores) e substituições de candidatos nomeados anteriormente que não tomaram posse. Foram nomeados os profissionais dos seguintes cargos: Assistente Social (10), Enfermeiro (13), Técnico em Enfermagem (41), Engenheiro Biomédico (1), Engenheiro de Segurança do Trabalho (1), Farmacêutico (3), Farmacêutico Bioquímico (2), Fisioterapeuta (6), Fonoaudiólogo (2), Nutricionista (7), Médico Pediatra (1), Médico Ginecologista e Obstetra (3), Médico Psiquiatra (4), Médico do Trabalho (6), Psicólogo (6), Terapeuta Ocupacional (1), TAS/Administrador (6), TAS/Contador (8) e Assistente Técnico em Saúde (102).

Natal

Segundo Centro de Enfrentamento à Covid-19 inicia operação na Zona Oeste

Localizado no Centro de Referência em Educação Aluízio Alves (Cemure), no bairro Nossa Senhora de Nazaré, o segundo Centro de Atendimento para Enfrentamento à Covid-19 começou a funcionar nesta segunda-feira (27) na Zona Oeste de Natal. Pessoas que apresentem sintomas como febre, tosse ou dor de cabeça podem procurar atendimento de segunda a quinta-feira, das 8h às 16h, e às sextas-feiras, das 8h às 12h. Contarão no local com atendimento médico, testagem SWAB e acesso a tratamento medicamentoso, caso seja prescrito pelo médico responsável.

O Centro funciona nos mesmos moldes do que foi instalado no ginásio Nélio Dias, na Zona Norte. “Os dados epidemiológicos mostram que os casos estão agora se concentrando mais na Zona Oeste, por isso resolvemos instalar mais esse centro de Atendimento como uma referência para testar, isolar os casos positivos e evitar a transmissão, ao mesmo tempo em que iniciamos o tratamento precoce para evitar que a doença chega a fases mais agudas”, diz o prefeito Álvaro Dias, lembrando que os resultados obtidos na Zona Norte foram muito positivos, com quedas constantes dos casos registrados e das internações por causa da Covid-19 naquela região.

O secretário George Antunes lembra também do serviço que vem sendo prestado em toda a rede de atenção básica. “Essa ação é uma extensão do que vem sendo feito na rede de atenção básica, em que casos leves são atendidos pelo profissional médico, que define a melhor estratégia, de acordo com o caso clínico. Nossa intervenção aqui na Zona Oeste tem expectativa de pelo menos 30 dias de funcionamento”, aponta.

A estratégia de criação do segundo centro foi feita após observação de que a Zona Oeste é uma das áreas que possui maior concentração de casos de Covid-19 na capital potiguar. Para se ter uma ideia, o bairro de Felipe Camarão é um dos bairros com maior incidência do novo coronavírus na região, contabilizando 654 casos confirmados e 2.234 suspeitos, de acordo com o último boletim epidemiológico de Natal, disponibilizado na sexta-feira (24).

Para ter atendimento, o paciente deve levar CPF, Cartão SUS e comprovante de residência de Natal. A primeira etapa tem uma triagem com aferição de pressão, preenchimento de ficha e classificação de acordo com o quadro sugestivo de infecção do coronavírus: espera verde para assintomáticos e espera amarela para indivíduos com sintomas. Na segunda fase, é feita a consulta com profissional médico e definida a melhor estratégia para tratamento diante do caso clínico apresentado.

Centro de Atendimento para Enfrentamento à Covid na Zona Oeste

Centro de Atendimento para Enfrentamento à Covid na Zona Oeste

Estado

Casos de arboviroses diminuem no RN

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) registrou, até a 27ª semana epidemiológica, 1.878 casos de confirmados de dengue no Rio Grande do Norte. Uma redução de 73% em comparação ao mesmo período em 2019, quando o estado contabilizava 7.016 casos confirmados. O número de mortes também caiu. Em 2019 foram oito vítimas fatais da doença e em 2020 cinco mortes foram confirmadas.

A chikungunya teve uma redução de 55% no número de casos confirmados. Em 2020, o RN contabilizou 1.413 pessoas infectadas pela doença e, no mesmo período em 2019, o número chegou a 3.208.

A diminuição no número de infectados pelo Aedes aegypti pode estar relacionada ao cenário epidemiológico causado pela pandemia do Covid-19, que provocou uma redução nas notificações de casos de dengue e chikungunya.

Os casos de zika também apresentaram uma redução. Em 2019 o estado somava 53 casos confirmados e sete crianças nasceram com microcefalia, como consequência da doença. E em 2020, houve 24 casos confirmados e cinco bebês nasceram com a doença.

Estado

Cooperativa médica atua em conjunto com Governo para interiorização de leitos de UTI no RN

Uma das maiores cooperativas do Brasil, a Cooperativa Médica do RN – Coopmed-RN, vem dando suporte profissional médico qualificado e bem treinado para o cenário atual. Desta forma, a Cooperativa contribui, em contrato firmado com o Governo do Estado do Rio Grande do Norte, para abertura de leitos de UTI, nas mais diversas regiões do Estado.

A expansão ocorreu nos leitos de UTI de Caicó, Currais Novos, João Câmara e Pau dos Ferros, com destaque para a ampliação dos serviços de urgência e emergência em Santo Antônio do Salto da Onça e São Paulo do Potengi.

A diretoria da Coopmed ressalta que a interiorização dos leitos de UTI tem uma importância imensurável, pois abre caminhos para levar a medicina de ALTA/MÉDIA Complexidade para o interior do Estado.

O presidente do Cooperativa, Dr. Victor Vinícius de Almeida Ferreira, enfatizou que o projeto de interiorizado do cooperativismo é fundamental para levar medicina de qualidade a todo RN.

Estado

Hospital João Machado, Coronavírus e o atendimento psiquiátrico

O Hospital João Machado (HJM), em Natal, referência para o tratamento de doenças psiquiátricas, abriu, nesta sexta-feira (12), 10 leitos destinados a pacientes com Covid-19, para fortalecer o enfrentamento à pandemia no estado.

A enfermaria da qual os novos leitos fazem parte já conta com uma estrutura para a abertura de mais nove leitos e o plano final é chegar a um total de 36 leitos, dos quais 10 são de cuidados intermediários (UCI) e os demais clínicos, para estabilização de pacientes.

Além disso, já se encontra em obras uma ala para comportar 48 novos leitos clínicos também voltados ao tratamento da Covid-19.

O João Machado também irá dispor de 20 leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI), cujo processo de implantação está previsto para ser finalizado na próxima semana, pela empresa Avante Social, contratada pelo Governo do Estado também para se encarregar do gerenciamento desses leitos.

Do Blog: Ótimo que o Estado esteja ampliando os leitos para tratar a Covid-19. Mas que no caso do Hospital João Machado, não se perca seu foco, o tratamento de doenças psiquiátricas.

Leitos Hospital João Machado