unnamed

Linchamento virtual pra cá e pra lá,  nem um colégio quase centenário como Marista está livre. O patrulhamento é real e não brinca em serviço.

Por isso vale a pena saber o ponto de vista de quem é do ramo, de quem é chargista, o que se sente e o que pretende ao desenhar realidades que nem sempre são agradáveis aos  olhos.. São nasceram para ser.

Abaixo um resumo da interpretação do Brum, desta Tribuna do Norte, em suas redes sociais  sobre a polêmica charge do colega Carlos Latuff envolvendo policiais e preconceito contra pretos e pobres.

Ta rolando uma polêmica sobre charges usadas em uma prova no Colegio Marista de Natal, denunciando a truculencia policial e o racismo. A pergunta é: isso não existe? Infelizmente isso é uma realidade, que tem sim, que ser denunciada, exposta.

E falar isso não faz você ser contra toda a polícia, e sim, afirmar o obvio que tá estampado nos noticiarios e compartilhado diariamente em redes sociais. Tem bons policiais? Muitos. Na hora que precisar é a policia que chamarei? Claro.

Parabens aos professores, parabens aos bons policiais que não são os denunciados pelas charges, parabens aos chargistas, parabens aos pais que apoiam tal atitude e parabens aos alunos que vão tirar algo positivo dessa questão. Gerem debates e não ataques!!!

Vamos gerar debates construtivos, com todos os envolvidos. Discordancias existem e são elas que geram os debates pra chegarmos a uma sociedade melhor. As charges foram pesadas? Muito. Mas um peso necessário para esse tipo de denuncia.

Tenho certeza que os bons policias não se viram refletidos nas charges, podem até terem ficados chateados com os desenhos, mas não se viram ali, e sabem que dentro da instituição existem policiais como os retratados.

Comentários do Site

  1. observanatal
    Responder

    Brum é um gênio. Tem desenhado ótimas charges.
    As pessoas não podem mais opinar sobre a polícia que criam o discurso de que quem critica é contra a polícia, contra o bem. Todos deveriam criticar: a polícia ruim, ineficaz, o policial truculento, bandido. Esses deveriam ter o caminho da rua e nunca mais voltar para a corporação.
    Existem pessoas que criticam as charges porque entendem que é a esquerda falando, e a esquerda não pode falar nos dias atuais. Opinião só tem quem é de direita, é só quem tem liberdade de expressão.
    Falta espírito crítico, falta leitura, falta raciocínio. Os alunos Maristas agora serão mais alienados e cheios de mimimi. Aliás, que ridículo o diretor ir beijar as mãos dos comandantes da polícia, pedindo perdão.
    Eu tiraria meus filhos do Marista, não quero que sejam doutrinados nem de esquerda e nem de direita, muito menos cresçam sem noção crítica do mundo, fingindo não ver preconceitos e injustiças sociais e por fim, não quero que virem adultos mimizentos, bajuladores, submissos seja a quem for.

Deixe um comentário