21 de maio de 2024
Natal

Prefeito Álvaro Dias acompanha avanço nos serviços de construção do Hospital Municipal

As obras do Hospital Municipal de Natal estão avançando a cada dia e o projeto, que representa o maior investimento na área da saúde da história da cidade, vai se materializando para ser entregue a população. O prefeito de Natal, Álvaro Dias, visitou o local na tarde desta terça-feira (23) ao lado do secretário municipal de Saúde, Adílson Boldo, para acompanhar o andamento dos serviços. A obra está dividida em etapas, que acontecem paralelamente.

A primeira parte da obra é a que está mais avançada. São dois pavimentos onde serão instalados leitos de enfermaria e UTIs. A chamada pelos técnicos ala intermediária também já iniciou as fundações. Além dos leitos para internamento, o complexo hospitalar quando estiver concluído contará com centro de diagnóstico de imagens e laboratório de análises clínicas. 

“Essa é uma obra de larga importância para a cidade. Estamos falando de um complexo hospitalar que vai oferecer um serviço de excelência amplo e com várias especialidades aos usuários do sistema de saúde da rede pública municipal. Como cidadão, prefeito e médico, estou realizado, pois estamos vivenciando um momento histórico com a eminência de entregar o hospital”, disse o prefeito Álvaro Dias.

O hospital irá concentrar boa parte dos serviços prestados hoje em unidades que funcionam em prédios alugados e está sendo erguido na avenida Omar O’Grady, no bairro Pitimbu, em frente à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Cidade Satélite.  

Dentro do bloco logístico, estão contemplados setores como almoxarifado, CAF (Central de Abastecimento Farmacêutico), farmácia central, cozinha, lactário/enteral, refeitório, Central de Material e Esterilização. Além disso, a primeira etapa abrangerá a área administrativa e disponibilizará vestiários, sanitários e alojamentos para os funcionários.

Quando estiver finalizado, o Hospital Municipal vai contemplar diversas especialidades, dentre elas ginecologia, obstetrícia, atendimento neonatal, Centro Cirúrgico e de Diagnóstico. Na totalidade, serão 266 leitos de internação, sendo 40 de UTIs divididos entre UTI adulta geral (20), neonatal (10) e pediátrica (10), além de leitos específicos classificados como PPP – para pacientes de pré-parto, parto e pós-parto (10). 

As linhas de atenção planejadas para o hospital preveem atendimentos referenciados a pacientes adultos clínicos para internação hospitalar e cirúrgicos para cirurgias programadas (eletivas), além de atendimento de urgência 24h em ginecologia e obstetrícia de risco habitual e alto risco.

Foto: Joana Lima