26 de fevereiro de 2024
Natal

FELIZ NOVA AMSTERDÃ

A Adoração dos Magos (1482) – Leonardo da Vinci -Galleria degli Uffizi, Florença, Itália

A Universidade de Brighton, na Grã-Bretanha, recomendou à comunidade acadêmica parar de usar o termo “Natal”.

Sugere que a data seja referida como  período de recesso de inverno’

Tudo pela linguagem inclusiva.

Na justificativa, o argumento que a palavra é muito cristã para ser usada por muitos que professam – ou simplesmente declaram não ter – outras religiões.

A “orientação linguística inclusiva”, poderá ser aceita em outros países, mas dificilmente receberá o apoio do comércio e das agências de publicidade.

A linguagem e o significado estão fortemente condicionados pelas normas dominantes da cultura em que existem.

Atitudes, concepções errôneas e estereótipos podem ser ofensivos mesmo quando não é a intenção.

Um porta-voz da faculdade disse ao Daily Mail, em um comunicado:

“Esta orientação foi produzida com nossa equipe e alunos e faz parte do compromisso compartilhado de tornar Brighton um lugar onde todos se sintam respeitados e valorizados.

A orientação é exatamente esta – orientação.

As palavras não são “proibidas” em Brighton, nem o Natal – como fica claro nas decorações e árvores de Natal em nossos prédios e em nossos campi.”

A postura de Brighton ocorre depois que o censo oficial britânico foi divulgado, revelando que menos de 50% das pessoas na Inglaterra e no País de Gales se descrevem como “cristãos”.

Para quem não só  comemora o Natal, nas vive numa cidade batizada por ter sido fundada na época mais festejada do mundo, uma preocupação adicional.

Procurar um nome social.

Que tal voltarmos aos tempos da Nova Amsterdã?

A Virgem das Rochas (1486) – Leonardo da Vinci – Museu do Louvre, Paris, França

(Texto publicado em 19/12/2022)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *