24 de junho de 2024
Bom Saber

Grude de Extremoz será “patrimônio imaterial” do Rio Grande do Norte

DSC_0228

Depois da ginga com tapioca da Redinha, do pastel de Tangará, agora chegou a vez do grude de Extremoz ganhar seu lugar especial na legislação do RN.

A proposição é do deputado Albert Dickson (PROS) e foi aprovado hoje, sem ressalvas, na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa.

A receita tradicional da iguaria leva goma de tapioca, açucar, sal, manteiga, leite e coco fresco ralado.

02

3 thoughts on “Grude de Extremoz será “patrimônio imaterial” do Rio Grande do Norte

  • observanatal

    Seremos grudentos? Grudeiros? Grudados?

    Resposta
  • Jaci

    Parabéns pela proposição, Extremoz cidade abençoada e merecida, Deputado Albert Dickson sempre atuante

    Resposta
  • Luiz de Freitas

    Várias pessoas com braços estendidos segurando os pacotes com a iguaria, margeiam a rodovia em direção as praias, mas fica a pergunta no ar: “o que é isso que eles carregam nas mãos”? Turistifiquem-se, façam propaganda, criem placas e coloquem antes de chegar ao local de venda.
    Coco+goma+sal+manteiga+açucar… Façam placas, banners, festivais…

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *