16 de junho de 2024
Política

Sergio Moro deve concorrer ao Senado com ex-aliado Álvaro Dias no Paraná

Primeiro partido de Moro foi o Podemos do “padrinho” Álvaro Dias

Por Gerson Camarotti

O ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro não deve recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) da decisão do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), que nesta terça-feira (7) decidiu que ele não poderá concorrer a uma vaga de senador pelo estado.

Por 4 votos a 2, o tribunal rejeitou a transferência do domicílio eleitoral de Moro para São Paulo.

Diante da decisão do TRE-SP, Moro agora avalia o futuro eleitoral, mas o mais provável é que ele se lance como candidato a senador pelo Paraná.

Se isso acontecer, Moro poderá concorrer nas urnas com o senador Alvaro Dias, artífice da filiação dele no ano passado ao partido Podemos, que pretendia lançá-lo candidato a presidente da República.

Mas, em março , Moro decidiu deixar o Podemos e se transferir para o União Brasil. Ele vislumbrou que, no União, um partido maior, teria mais dinheiro e estrutura para a campanha.

No entanto, a reação interna de uma ala do União Brasil a tê-lo como candidato a presidente eliminou essa possibilidade, e o partido lançou como pré-candidato o presidente da legenda, deputado Luciano Bivar (PE).

One thought on “Sergio Moro deve concorrer ao Senado com ex-aliado Álvaro Dias no Paraná

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *