Política

Em nova fase da Operação Lava Jato, PF prende seis pessoas e cumpre 50 mandados de busca e apreensão

A Polícia Federal deflagrou hoje (22) a 48ª fase da Operação Lava Jato – Operação Integração. A investigação policial tem como foco a apuração de casos de corrupção ligados aos procedimentos de concessão de rodovias federais no Estado do Paraná que fazem parte do chamado Anel Da Integração.

Policiais federais, servidores da Receita Federal e membros do Ministério Público Federal participam da ação realizada simultaneamente nos estados do Paraná, Santa Catarina, Rio de Janeiro e São Paulo. Estão sendo cumpridos 50 mandados de busca e apreensão e seis mandados de prisão temporária.

Nas investigações se detectou o uso das estruturas de lavagem de dinheiro reveladas na Operação Lava Jato para operacionalizar os recursos ilícitos pagos a agentes públicos, principalmente através de operadores financeiros investigados na Operação Lava Jato.

Uma das concessionárias se utilizou dos serviços de deles para operacionalizar, ocultar e dissimular valores oriundos de atos de corrupção. Dentre os serviços prestados por estes operadores está a viabilização do pagamento de vantagens indevidas a agentes públicos do DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, DER/PR – Departamento de Estradas de Rodagem no Paraná e Casa Civil do Governo do Estado do Paraná.

A ação tem por objeto a apuração, dentre outros, dos crimes de corrupção, fraude a licitações e lavagem de ativos. As ordens judiciais foram determinadas pelo Juízo Titular da 13ª Vara Federal de Curitiba/PR.

Foram presos

  • Nelson Leal Júnior – diretor-geral do DER/PR
  • Oscar Alberto Gayer da Silva – ex-funcionário do DER/PR
  • Wellington de Melo Volpato – sócio da Eco Sul Brasil Construtora
  • Helio Ogama – diretor-presidente da Triunfo Econorte
  • Leonardo Guerra – administrador da empresa Rio Tibagi
  • Sandro Antônio de Lima – funcionário da Econorte

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em órgãos do Governo do Paraná.

*Informações da PF e G1

Cidades

Grupo de vereadores que deseja antecipar eleição da mesa diretora aceita denúncia contra o Prefeito de Caicó

A Câmara Municipal de Caicó aprovou, na noite desta quarta-feira (21), o recebimento de denúncia do caicoense Wagner Felipe Costa, que pede a possível cassação do prefeito Batata.

O pedido do popular foi protocolado na Casa Legislativa alegando o resultado de um relatório produzido por uma CEI apontando o pagamento da energia dos permissionários pela Prefeitura.

Coincidentemente, a denúncia foi votada no mesmo dia em que foi protocolada pelo popular e aceita pelo grupo de vereadores que deseja antecipar a eleição da mesa diretora do legislativo caicoense.

Os vereadores que votaram pelo recebimento da denúncia: o presidente Odair (PSDC), Alisson Jackson (PROS), Andinho Duarte (PRP), Diogo Silva (PP), Erinaldo Lino (PP), José Alexandre (PRP), Ivonete Dantas (MDB), Mara Costa (PROS), Rosângela Maria (PR), Zaqueu Fernandes (PHS).

Os vereadores que votaram contra o recebimento da denúncia: José Rangel (PDT), Ivanildo do Hospital (PROS), Júlio Gregório (MDB), Lobão Filho (MDB) e Maria Cleide (PP).

Do Blog: Em Caicó, se comenta que a denúncia contra o prefeito não tem fundamentação jurídica e sim política.

Cultura

Social Samba agita o Solar Bela Vista neste sábado; ingressos estão esgotados

Com o patrocínio da Unimed Natal e a realização da lei Djalma Maranhão, através da Prefeitura do Natal, a Social Samba vai agitar o Solar Bela Vista neste sábado, dia 24. A programação será das 16h às 00h. A festa terá a animação de Verdadeira Chama, Xingu, Mesa Doze e Pura Retrô.

Um momento especial de confraternização, o Social Samba contribui com uma entidade filantrópica através da sua bilheteria. Com a festa, são arrecadadas mais de 1000 latas de leite. A entidade assistida será a Caravana Natal Feliz, que faz um trabalho lindo em Natal. Os ingressos, que foram trocados por latas de leite na loja Ellus do Midway, estão esgotados.

O Social Samba é um projeto que tem por objetivo divulgar o samba na nossa cidade, esse ritmo, genuinamente brasileiro e presente na vida de todos. O evento ajuda ainda os grupos musicais de qualidade de Natal, divulgando a sua música autoral e interpretações próprias de clássicos do Samba.

Política

Brasil 200: Flávio Rocha diz que não será candidato, mas tem nome lançado para presidente

Ao lançar o programa Brasil 200 no Teatro Riachuelo, o empresário Flávio Rocha afirmou antes, em coletiva à imprensa, que não será candidato.

O discurso de Flávio Rocha para o teatro lotado (Foto: Heitor Gregório)

Mas as faixas com frases de efeito como “A Hora é Agora” deixou todos os presentes suspeitando que o empresário poderá ir para a disputa.

Aliás, o fundador da Centauro, Sebastião Bonfim, lançou o nome de Flávio Rocha para presidente.

E do RN o presidente da FIERN, Amaro Sales, fez um apelo para Flávio Rocha ir para a disputa.

Amaro Sales lançou Flávio Rocha para Presidente (Foto: Ana Cláudia Costa/FIERN)

Política

Brasil 200 é lançado no RN com presença da classe produtiva e empresários

Movimento apartidário da sociedade civil organizada, o Brasil 200 foi lançado por seu fundador Flávio Rocha na noite desta quarta-feira (21), em Natal.

Com o teatro Riachuelo lotado por representantes da classe produtiva e empresários, Flávio Rocha disse que não defende nomes e sim idéias. “Queremos construir um Brasil melhor baseado em um conjunto de princípios sustentado por valores sólidos e que refletem o pensamento majoritário da população e não de grupos de pressão ou que lutam por privilégios”, disse Flávio Rocha.

Dirigentes da FIERN, FCDL, CDL, Fecomércio, SINDPOSTOS, empresários de vários seguimentos prestigiaram o encontro.

Do Judiciário estava o desembargador Cláudio Santos e da classe política apenas dois deputados estaduais: Tomba e Dison.

Política

Brasil 200 será lançado em Mossoró por Tião, Jorge do Rosário e Marcelo Alecrim no dia 05 de março

Durante o lançamento do Brasil 200 em Natal já foi anunciado que o programa será lançado em Mossoró no dia 05 de março, pelos empresários Tião Couto, Jorge do Rosário e Marcelo Alecrim.

Tião e Jorge disputaram em 2016 os cargos de prefeito e vice de Mossoró, respectivamente, e serão candidatos um a deputado federal e o outro a estadual.

Marcelo Alecrim defendeu levar o Brasil 200 a todas as regiões do Estado e começará por Mossoró no dia 05 de março.

O Brasil 200 está fundamentado na retomada dos valores morais e uma proposta de redução do Estado com novo modelo de política econômica.

Estado

Desembargadora nega liminar e Governo do Estado continuar impedido de realizar novos saques ao Fundo Previdenciário

A desembargadora Judith Nunes negou liminar impetrada pelo Governo do Estado que pedia para usar recursos do Fundo Previdenciário para pagar aos aposentados e pensionistas.

O Governo de Robinson Faria já utilizou quase R$ 900 milhões do Fundo Previdenciário.

Fica portanto o Estado impedido de realizar novos saques.

Política

MPRN vai recorrer da decisão do TJRN que não aceitou denúncia contra Prefeito de Natal

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) vai recorrer da decisão do pleno do Tribunal de Justiça que rejeitou denúncia contra o prefeito de Natal, Carlos Eduardo, nesta quarta-feira (21).

O MP acusa o prefeito de utilizado antecipadamente recursos do Executivo, tese que foi refutada por quatro magistrados e aceita por outros quatro, favorecendo o prefeito.

A denúncia foi oferecida ao TJRN pela Procuradoria-Geral de Justiça no dia 8 de junho de 2017.

Política

No Ministério da Educação, Garibaldi e Walter Alves pleiteiam recursos para municípios potiguares

O senador Garibaldi Alves Filho e o deputado federal Walter Alves, ambos do MDB-RN, intermediaram, na tarde de hoje (21), uma audiência com o ministro da Educação, Mendonça Filho, e cinco prefeitos do Rio Grande do Norte. Os parlamentares solicitaram recursos e projetos para os municípios potiguares.

Walter Alves explica que uma das solicitações foi a construção de creches e escolas, além de reformas ou ampliações de unidades já existentes nos municípios. “A audiência com o ministro Mendonça foi proveitosa. Reforçamos a necessidade de liberação de recursos para as prefeituras e houve compromisso de analisar as solicitações”, disse o deputado federal.

Além dos parlamentares e ministro, participaram da audiência o deputado estadual Hermano Morais e os seguintes prefeitos: Thales Fernandes, de Major Sales; Mariana Fernandes, de Luís Gomes; Gilson Dantas, de Carnaúba dos Dantas; Cássio Cavalcante, de Ielmo Marinho; e Alexandre Petronilo, de Parelhas. O ex-prefeito de Luís Gomes, Pio X Fernandes também participou do encontro.

Economia

Receita Operacional Líquida da COSERN chegou a R$ 2,1 bilhões em 2017

A Cosern, empresa do Grupo Neoenergia, divulgou os resultados econômico-financeiros de 2017. O destaque foi para o lucro de R$ 188 milhões (10% a mais em relação a 2016) e para o EBITDA (sigla em inglês para “Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização”), que alcançou R$ 367 milhões (aumento de 16% comparado ao ano anterior).

A Receita Operacional Líquida (ROL) da Cosern, que atende 1,4 milhão de clientes em todo Rio Grande do Norte, cresceu de R$ 1,8 bilhões em 2016 para R$ 2,1 bilhões em 2017 – um aumento de 17%.

Para o Diretor Presidente da Cosern, Luiz Antonio Ciarlini, mesmo num contexto macroeconômico adverso, o desempenho econômico-financeiro divulgado evidencia a solidez da Cosern. “Os números também se refletem em melhoria expressiva nos nossos indicadores de qualidade, no reforço da confiabilidade do nosso sistema elétrico e na satisfação dos nossos clientes”, disse Ciarlini.

Foto: Canindé Soares

Política

Bancada Federal busca novas cisternas para o RN

Durante reunião com o secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do Ministério do Desenvolvimento Social, Caio Rocha, a bancada federal do Rio Grande do Norte reivindicou nesta quarta-feira (21), a inclusão do Rio Grande do Norte no plano de trabalho elaborado pela Associação Programa Um milhão de Cisternas para o Semiárido.

Caio Rocha garantiu que estudará o processo e buscará uma forma alternativa para que a Asa Potiguar receba os recursos a que tem direito.

O estado do Rio Grande do Norte foi beneficiado com dois projetos no edital de chamamento público nº 3 de 2017, que selecionou projetos de implementação de tecnologias sociais de acesso à água para consumo humano em escolas e domicílios localizados na zona rural na região do Semiárido. Dados divulgados recentemente mostram que, dos 163 municípios do Rio Grande do Norte, 95 estão sofrendo com a escassez de água.

A senadora Fátima Bezerra (PT), presidente da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado, convidou o secretário para uma audiência pública na comissão para debater o programa de cisternas no país. A audiência está prevista para acontecer no final de março.

Além da senadora Fátima Bezerra e do coordenador da bancada do Rio Grande do Norte, deputado Felipe Maia (DEM), participaram da reunião a deputada Zenaide Maia (PR), o deputado Beto Rosado (PP), o coordenador da Asa Potiguar, Marcírio de Lemos, o presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica Piancó/Piranhas/Açu, José Procópio de Lucena, e prefeitos.

WhatsApp Image 2018-02-21 at 12.34.04

Economia

Exportadora de produtos de sisal do RN desenvolve projeto para incentivar plantação de agave no Estado

Única empresa fabricante de produtos manufaturados com fibra de sisal do Rio Grande do Norte, a Sisaltec está desenvolvendo uma série de ações para implantação de um programa de incentivo a cultura do agave, planta de onde é produzida a fibra de sisal.

Junto com a Federação dos Trabalhadores da Agricultura do Estado do Rio Grande do Norte (FETARN) está sendo debatido um projeto para melhoria dos campos existentes e recuperação dos campos abandonados, além de ampliação de novas áreas para o cultivo.

Nesse foco, o assessor da Fetarn, engenheiro agrônomo Joseraldo Medeiros do Vale, esteve com os pesquisadores da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, unidade de Campina Grande – PB) Odilon Reny Ferreira e Waltemilton Vieira Cartaxo , ambos com vasta experiência no agronegócio do sisal, e visitaram a Sisaltec. Eles conheceram todo trabalho desenvolvido pela industria.

 A diretoria da empresa, que exporta desde 2016 fio agricola de sisal para os Estados Unidos, apresentou as inovações e ideias já implantadas. Um dos destaques abordados na reunião foi a perspectiva da ampliação dos negócios no mercado internacional e nacional a partir da crescente preocupação mundial com o meio ambiente.

Os diretores da Sisaltec estiveram com os engenheiros da Fetarn e Embrapa na área rural de João Câmara, mostrando a realidade atual dos campos no Estado, que no passado já chegou a produzir 8.000 toneladas por ano e hoje não chega nem a 1.500 toneladas. Os diretores da indústria ressaltaram a necessidade urgente do projeto de reorganização e ampliação do cultivo de agave no Rio Grande do Norte. O projeto, que melhora a qualidade e produtividade, visa tornar  esse cultivo uma atividade mais rentável e convidativo para os trabalhadores rurais.

diretores da Sisaltec e engenheiros da fetarn e embrapa

Natal

Câmara de Natal define novos membros das comissões

Nesta terça-feira (21) a Câmara Municipal de Natal definiu os membros das comissões temáticas da casa. O vereador Felipe Alves (MDB) foi eleito por unanimidade presidente da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final. O vereador Ney Lopes Jr. foi eleito vice-presidente da comissão.

Felipe Alves, que é advogado, durante a legislatura passada já foi por 3 anos consecutivos presidente da mesma comissão. Ao reassumir o posto o vereador declarou: “Agradeço a confiança dos meus pares pela escolha. Retorno à presidência da mais importante comissão da casa com mais experiência, querendo contribuir ainda mais com a produção legislativa que cresce ano após ano”.

Já a vereadora Júlia Arruda (PDT) assume agora a presidência da Comissão da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, além de permanecer na vice-presidência da comissão de Turismo e membro também da Comissão de Ciência e Tecnologia. Júlia continua na coordenação das Frentes Parlamentares em Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente e da Pessoa com Deficiência.

E o vereador Sueldo Medeiros foi reconduzido à Presidência da Comissão de Ciência, Tecnologia e Inovação da Câmara Municipal. Ele foi eleito pelos vereadores que integram a Comissão e ficará à frente dos trabalhos da mesma ao longo deste ano. “Essa é uma pauta sobre a qual temos grande atenção. Natal precisa se posicionar no cenário nacional e até internacional de Tecnologia e Inovação, para atrair novos tipos de investimento e gerar oportunidades de empregos para profissionais qualificados”, justificou Sueldo.

Em 2018, Sueldo permanece como membro de outras duas comissões: a de Legislação, Justiça e Redação Final e a de Planejamento Urbano, Meio Ambiente, Habitação, Legislação Participativa e Assuntos Metropolitanos. Esta responsável pela revisão do Plano Diretor de Natal, que, segundo Sueldo, deve acontecer a partir do segundo semestre deste ano.

Kleber Fernandes (PDT) como presidente da Comissão de Defesa do Consumidor.

Política

‘O mercado quer um candidato de direita, não de centro’, diz Flávio Rocha

Pedro Venceslau e Gilberto Amendola, O Estado de S.Paulo

O empresário e ex-deputado federal Flávio Rocha, dono da Riachuelo, abandonou a vida parlamentar há 23 anos, mas desde o processo que culminou no impeachment de Dilma Rousseff virou voz ativa no cenário político a ponto de ser considerado uma opção na eleição presidencial. O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) chegou a citá-lo como uma alternativa para compor sua equipe. “Tenho conversado com os candidatos de uma forma geral e constatado uma imensa lacuna, uma lacuna que é a falta do chamado candidato óbvio”, disse em entrevista ao Estado.

Na busca pelo “candidato óbvio”, Rocha não parece confortável com nenhum dos nomes colocados até então. Ele diz que Bolsonaro precisa acertar uma “sintonia fina” e que Geraldo Alckmin estaria migrando para um “centro amorfo”. “O mercado quer um candidato de direita democrática. A direita democrática entra em campo para consertar o País”, afirma.

Rocha lança nesta quarta-feira, 21, em Natal, o braço nordestino do Brasil 200 – movimento de empresários que pretende pautar as eleições com um projeto liberal na economia e conservador nos costumes.

O senhor conversou sobre eleição presidencial com o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ)?

Tenho conversado com os candidatos de uma forma geral e constatado uma imensa lacuna, uma lacuna que é a falta do chamado candidato óbvio. O candidato óbvio é alguém que ofereça um contraponto a esse triste ciclo que a gente imaginava que fosse ficar para trás.

E sobre ser vice de Bolsonaro? Ele chegou a elogiar publicamente o seu nome…

Fiquei lisonjeado, mas isso iria comprometer o crescimento do (movimento) Brasil 200.

Bolsonaro tem o perfil desse ‘candidato óbvio’?

Bolsonaro merece o mérito de ser o único candidato que toca nos temas tabus. Pode se questionar a sintonia fina de carregar demais nas cores, mas é o único que fala de temas que têm apoio de 80% do eleitorado.

Está difícil achar esse nome?

O que a gente está vendo é que o quadro está cada vez mais nebuloso. A fórmula da prosperidade é conjunção de liberdade política com liberdade econômica. Nós precisamos de um liberal na economia e um conservador nos costumes. O discurso liberal na economia é a grande solução para consertar o País depois de eleito, mas o que ganha a eleição é o discurso dos costumes, o contraponto ao marxismo cultural.

O apresentador Luciano Huck poderia ser esse candidato?

Olha, o Luciano Huck é um querido amigo, que tenho admiração. Mas não concordei quando ele disse que ‘não existe mais esquerda e direita’. Dizer que não existe esquerda ou direita é dizer que tanto faz se você está ao lado de Coreia do Norte, por exemplo.

Aparentemente todos os pré-candidatos querem flertar ou se colocar no centro.

A tática maliciosa da esquerda é tachar a direita democrática de ser simpatizante da ditadura militar. Ora, a ditadura militar foi tão estatizante quanto o PT. Na economia, direita é Estado pequeno. O que é o centro? O centro é um contingente da classe política que até admite que o livre mercado é a melhor forma de criar riquezas, mas acha que precisa existir Estado para distribuí-la, como se não fosse a caridade estatal a pior que existe, a mais vulnerável à politicagem, mais nociva e barata. O centro é muito menos eficiente. Com um política de centro, uma retomada será muito mais lenta do que uma política de livre mercado autêntica.

Então, não é verdade que o mercado quer um candidato de centro?

O mercado quer um candidato de direita democrática. A direita democrática entra em campo para consertar o País. É a direita dos costumes que é o discurso que toca a imensa maioria do eleitorado brasileiro. Nós ainda não temos esse candidato que tenha esse discurso coerente para tocar o coração do eleitor – aliado à fórmula eficiente para consertar a economia.

O governador Geraldo Alckmin não teria esse perfil?

Ele poderia ser mais incisivo na agenda dos costumes. Isso é o que falta a ele para chegar mais próximo a esse perfil. Ele tem convicções que não estão sendo externadas – que é de um candidato mais conservador nos costumes. Ele está migrando perigosamente para esse centro amorfo. Com isso, ele corre o risco de ser ‘cristianizado’ entre dois polos radicais. Ao não se posicionar sobre certos temas, ele ficará esmagado entre essa polarização.

Pode surgir um outsider?

Pode sim.

O senhor?

Não. Entre muitos outros motivos por falta de votos…

O senhor teria sido cogitado como candidato até pelo presidente Michel Temer… 

Vi isso com surpresa. Volto a insistir, não sou candidato. Se eu fosse (candidato), o Brasil 200 não teria saído do chão.

Concorda que a reforma da Previdência foi enterrada? 

O tempo trabalha a favor da Previdência. Cada vez está ficando mais claro que o presidente está falando em combater o privilégio de 2 milhões de pessoas, dos que estão em cima da carruagem estatal. O Estado, além de gigantesco, balofo e gastador, também ficou ensimesmado dentro de si.

O senhor foi autuado pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte por questões ligadas a condições de trabalho de empresas subcontratadas pela Riachuelo. 

A máquina de não fazer do Ministério Público nos autuou em R$ 38 milhões por conta de uma tese acadêmica. Não existe em nenhum lugar da lei algo chamado de subordinação estrutural. Se aplicar essa tese, não fica uma montadora. Trazer 50 fornecedores para dentro da sua folha de pagamento é inviável.

Mas a denúncia causou danos à imagem da empresa, não?  

Causou um dano enorme para a imagem da Riachuelo. Mas o principal dano não é para a gente. É para dezenas de milhares de desempregados que tem lá. Apareceram viaturas, guardas com metralhadoras querendo achar coisas erradas, mas não acharam nada.

Entrevista com Flavio Rocha na sede da Riachuelo - Foto GABRIELA BILO / ESTADAO

Entrevista com Flavio Rocha na sede da Riachuelo – Foto GABRIELA BILO / ESTADAO

Política

Tribunal de Justiça do RN rejeita denúncia contra Carlos Eduardo

O Tribunal de Justiça do RN rejeitou denúncia contra o prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT), na manhã desta quarta-feira (21).

O processo era por suposto uso no próprio Executivo Municipal de recursos antecipados do IPTU, taxas de lixo e COSIP.

Quatro desembargadores votaram pelo recebimento da denúncia: João Rebouças, Gilson Barbosa, Ricardo Tinoco e Judith Nunes.

E outros quatro magistrados foram contrários ao recebimento: Cícero Macedo, Saraiva Sobrinho, Dilermando Mota e Ibanez Monteiro.

Com o empate, a denúncia não foi aceita.

Poder

Flávio Rocha poderá participar de almoço com fórum de empresários na Fecomércio antes de lançar Brasil 200

O empresário Flávio Rocha está em Natal para lançar o programa Brasil 200 na tarde desta quarta-feira (21), no Teatro Riachuelo, apenas para convidados.

E antes poderá participar de um almoço fechado do Fórum de Empresários na Fecomércio.

Haverá uma homenagem ao ex-senador Fernando Bezerra e in memoriam ao empresário João Patriota e ao ex-senador Fernando Bezerra.

Entre os participantes, além de Fernando Bezerra e familiares de João Patriota, estarão também os empresários Antônio Gentil, Marcelo Queiroz, Marcelo Alecrim, Afrânio Miranda, Luiz Roberto Barcellos, dentre outros.

Política

Agripino diz ao primeiro-ministro da Espanha que Brasil deverá eleger um presidente de centro nas eleições

Representando os democratas do Brasil, o presidente nacional do DEM, senador José Agripino (RN), se reuniu nesta quarta-feira (21), em Madri, com o primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy. O encontro, foi marcado por discursos relacionados ao tema “Populismos versus Representação Democrática”, abordados com uma visão de responsabilidades sobre o futuro das nações.

Mais de 36 países enviaram representantes para o debate com Rajoy promovido pela Internatiocal Democrat Union (IDU) [União Democrata Internacional].

Durante o discurso aos democratas, Rajoy destacou a necessidade de se atuar contra a instabilidade provocada pelo populismo no mundo inteiro. “O populismo e o nacionalismo excludentes são desafios que só provocam a pobreza, divisão e instabilidade” ressaltou o primeiro-ministro. “O centro-direita deve reagir unido para seguir defendendo os ideais da democracia, convivência e progresso”, finalizou.

O senador potiguar conversou rapidamente com o primeiro-ministro e afirmou ter comentado sobre as próximas eleições no Brasil. “Minha conversa com Rajoy versou sobre as perspectivas de vitória de um candidato de centro nas eleições presidenciais de outubro no nosso país”, disse Agripino.