As cirurgias no Hospital Estadual Ruy Pereira foram suspensas desde a segunda-feira (18).

A direção alega falta de profissionais que estão impossibilitados de ir ao trabalho pela falta de salário e assim não tem como pagar transporte.

Os servidores estão registrando Boletim de Ocorrência e ficando resguardado por lei.