O desembargador Vivaldo Pinheiro acatou os argumentos da Prefeitura de Natal cobrando do Governo do Estado uma posição oficial acerca das ruínas do Hotel Reis Magos.

O Governo do Estado tem 15 dias para decidir pelo tombamento das ruínas ou pela demolição.

É o atraso ou progresso.