Marcelo Alves, Luiz Suassuna e Dácio Galvão são eleitos para a Academia Norte-Rio-Grandense de Letras

A Academia Norte-Rio-Grandense de Letras encerra o ano de 2020 com todas as 40 cadeiras ocupadas. As três últimas vagas que estavam abertas ganharam novos ocupantes nesta sexta-feira, 17, quando aconteceu a última votação do ano.

O procurador geral da República e escritor Marcelo Alves foi conduzido por 30 votos para a cadeira de número 17, que pertenceu ao jornalista Murilo Melo Filho, falecido este ano, cujo patrono é Ferreira Itajubá.

O historiador e escritor Luiz Eduardo Brandão Suassuna, o professor Koquinho, também foi eleito com 30 votos e ocupará a cadeira 25, de João Wilson Mendes Melo, tendo como patrono Ponciano Barbosa.

Já o escritor e gestor cultural Dácio Galvão foi eleito e irá ocupar a cadeira de número 10 cujo último ocupante foi o jornalista Paulo Macedo, cujo patrono é Elias Souto. Galvão recebeu 29 votos.

Os três concorreram com Naide Maria Saraiva de Gouveia.