Mossoró: MP Eleitoral pede impugnação de Cláudia Regina; Candidata diz que está autorizada pelo TSE

O Ministério Público Eleitoral, através do promotor Lúcio Romero Marinho Pereira, ingressou com ação pela impugnação da candidatura da ex-prefeita de Mossoró, Cláudia Regina (DEM), que disputa novamente o cargo, tendo como vice o Dr. Daniel (PSL).

No entendimento do promotor, Cláudia está inelegível, em razão das condenações decorrentes do pleito eleitoral de 2012.

“No caso da impugnada, o termo final de sua inelegibilidade ainda não se esgotou, tendo em vista que a data das eleições do ano de 2012 (7 de outubro), e, o momento de informar a Justiça Eleitoral as suas condições de registrabilidade (condições de elegibilidade e não incidência das causas de inelegibilidade), é no momento do protocolo do Requerimento do Registro de Candidatura (RRC), que no caso, ainda não se expirou”, afirma o promotor eleitoral.

Em nota, Cláudia Regina se disse surpresa com ação e afirmou que sua candidatura está autorizada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

É com surpresa que a coligação “Juntos por Mossoró” recebe a notícia de que o Ministério Público Eleitoral – MPE entrou com ação pedindo impugnação de registro de candidatura da democrata Cláudia Regina alegando “suspensão dos direitos políticos”, coincidentemente, à véspera do primeiro dia de campanha eleitoral. 

A decisão julgada no dia primeiro de setembro de 2020 pelo Tribunal Superior Eleitoral – TSE autoriza a candidatura de Cláudia Regina. Neste sentido, a candidata manifesta seu respeito à atuação do Ministério Público, órgão de extrema importância para o exercício da democracia, ao passo que reitera sua plena confiança no exercício da Justiça e no transcurso propositivo da campanha eleitoral à Prefeitura de Mossoró.