Presidente da Anorc sugere políticas públicas para atividades do campo

O presidente da Associação Norte-Riograndense de Criadores (Anorc), Antônio Teófilo, cobrou a criação de políticas públicas que garantam a manutenção das atividades do campo. “O campo está se acabando por não ter condições de sobrevivência. Precisamos, urgentemente, políticas públicas em todos os sentidos”, disse.

Antônio Teófilo aproveitou a oportunidade para repercutir informação recebida pelo Governo do Estado, que seriam destinados apenas R$ 18 milhões para as obras da barragem Oiticica no Orçamento da União para 2016. O valor vai de encontro à declaração do investimento de aproximadamente R$ 120 milhões para as obras no RN, feita há menos de um mês, na Assembleia Legislativa.

“Estão achando que o RN é menos do que nada. Não se concebe, em um período como esse, com problemas muito sérios de recursos hídricos. Se existisse sensibilidade, acho que imediatamente nós teríamos um recurso maior”, disse.