Proibido divergir?

O governador Robinson Faria escolheu um caminho perigoso quando se trata de postura de um homem público. Resolveu eleger os críticos a sua administração como inimigos figadais.

Como se perseguido fosse, Faria enfrentou hoje os microfones da Radio Cidade para um bate papo desabafo com o jornalista Alex Viana.
Falou sobre o curso de etiqueta idealizado e cancelado pela primeira dama secretária, depois de criticado pela imprensa nacional com a socialite Claudia Matarazzo. 
O governador chegou a nominar profissionais respeitados da imprensa potiguar e veículos comprometidos com o bom jornalismo como adversários políticos. O mesmo valeria para os do exército “a favor”? 
Citou o caos deixado por sua antecessora Rosalba, lembrando inclusive situações mais graves na saúde, segurança, sistema penitenciário e estradas .. 
Nesse momento, uma autocrítica parece despontar, mas é desmentida pelo mesmo governador ao atribuir a repercussão a inconformados pela derrota nas eleições de 2014.
-Mas nós vamos vencer nesse Governo…
Alguém avise ao Governador que a vitória é dele. O comando do Rio Grande do Norte, também!
Num misto de passado e presente, candidato e governador, perseguido e perseguidor, Faria vai levando…, o tempo passando e os problemas do RN persistindo.
Quando esses tiverem resposta no mundo real, certamente essa meia dúzia que tanto incomoda os amigos do Rei não terá motivos a reclamar.. Nem terão tanto eco como agora.