O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, deputado estadual Ricardo Motta (PROS), convidou eleitores para fazer um exame de consciência e votar no candidato ao Governo do Estado, Henrique Eduardo Alves (PMDB). Os dois se encontraram em comício na cidade de Ielmo Marinho, na noite da segunda-feira (20).

“Peço que façamos uma reflexão no próximo domingo. Um exame de consciência, para elegermos o 15 para governador. Tenho certeza que o eleitor de Ielmo Marinho, São Gonçalo do Amarante e Ceará Mirim é esse eleitor consciente. Venho aqui nesta noite fazer um apelo aos homens e mulheres de bem. Precisamos de um Governo competente. Precisamos de um homem preparado e determinado, para que o cidadão tenha segurança em suas cidades. Este homem, compromissado com a saúde, educação e infra-estrutura é Henrique Eduardo Alves”, discursou.

O comício de Ielmo Marinho encerrou a agenda de compromissos do candidato do PMDB, em sua última segunda-feira de campanha política nesta eleição. Antes de ir para Ielmo Marinho, Henrique cumpriu agenda na comunidade de Traíras, em Macaíba.

Participaram dos comícios; lideranças e políticos da região Metropolitana e Mato Grande, além dos deputados estaduais Hermano Morais (PMDB) e Ricardo Motta, os deputados federais eleitos, Walter Alves (PMDB), Rafael Motta e Zenaide Maia (PR).

Em Ielmo Marinho, o candidato Henrique Eduardo Alves falou emocionado do apoio recebido no primeiro turno e lançou o desafio de dobrar a diferença de 680 votos que conquistou em relação ao segundo mais votado, o vice-governador Robinson Faria (PSD).

“Não pude vir aqui no primeiro turno e quando as urnas se abriram me deu um arrependimento. Quando vi o resultado eu entendi porque os adversários estavam tão raivosos, já que diziam que iam ganhar com mil votos. Eles estão mais raivosos ainda e agora vamos ganhar com mil votos. Essas pessoas, queiram ou não queiram. Gostem ou não gostem. Precisam me respeitar como o presidente da Câmara dos Deputados. E a partir de domingo, gostem ou não, vão se referir a mim como o governador do Rio Grande do Norte”, afirmou Henrique.

z