Diversos

PF faz operações contra tráfico de drogas nos Portos de Santos, Paranaguá e Itajaí

Informações do G1

A Polícia Federal iniciou, na manhã desta terça-feira (27), duas operações contra o uso de portos brasileiros para o tráfico internacional de drogas em navios cargueiros. Em uma delas, os agentes apreenderam cerca de US$ 4,5 milhões em espécie. As ações contra o tráfico são comandadas pelas delegacias da PF em Itajaí (SC) e Santos (SP).

Segundo as investigações, as organizações criminosas inseriam cocaína em contêineres embarcados nos portos das duas cidades, além do terminal de Paranaguá (PR), utilizando empresas de fachada com atuação na logística portuária. Em geral, a droga era escondida sem que os verdadeiros donos das cargas soubessem e eram enviadas para diferentes partes do mundo.

Na operação no litoral paulista, batizada de “Alba Vírus”, foram expedidos 42 mandados de busca e apreensão e 18 de prisão temporária. A 5º Vara Federal de Santos também determinou o bloqueio de mais de R$ 23 milhões em imóveis.

Os mandados eram cumpridos nesta manhã nos estados de São Paulo (São Paulo, Santos e Guarujá), Santa Catarina (Itajaí e Balneário Camboriú), Mato Grosso do Sul (Campo Grande) e Bahia (Salvador).

Na operação deflagrada pela PF em Santa Catarina, foram expedidos 33 mandados de busca e apreensão e 24 mandados de prisão nas cidades catarinenses de Itajaí, Balneário Camboriú, Blumenau, Balneário Piçarras e Ilhota.

No porto de Santos, apenas em 2019, 16,2 toneladas de droga foram encontradas escondidas. A maior parte da carga ilícita tinha como destino o continente europeu. No ano passado foram 23,1 toneladas apreendidas.

Estado

Presidente da CODERN dialoga com Governadora sobre os Portos do RN

O Diretor-Presidente da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), Almirante Öberg, tem primado pelo diálogo que será permanente em sua gestão, com as instituições, órgãos de controle e sociedade civil organizada. Na tarde desta quarta-feira (20), realizou uma visita a governadora Fátima Bezerra, para um diálogo sobre o Porto de Natal e Terminal Salineiro de Areia Branca.

Em relação ao Porto de Natal, onde a empresa CMA-CGM não realizou operações portuárias no mês de março, após apreensão de droga, o Almirante Öberg informou que está tomando uma série de medidas para melhorar a Segurança do local. “Uma das nossas metas é recuperar a certificação do Código Internacional para Proteção de Navios e Instalações Portuárias (ISPS CODE), o que vai nos tornar uma referência em Segurança Portuária”, disse o Diretor-Presidente.

O Terminal Salineiro de Areia Branca também fez parte da pauta da audiência. É por ele que ocorre o escoamento de 95% do sal produzido no país a partir do Rio Grande do Norte e contribui para a geração de 60 mil empregos diretos e indiretos no Estado. “Nós sabemos da necessidade de obras de manutenção no Terminal Salineiro e estamos tratando com o Governo Federal sobre isso”, explicou.

A governadora deu as boas-vindas ao Almirante em nome do Estado e demonstrou o intuito colaborativo do Governo Estadual naquilo que for necessário. “O Rio Grande do Norte lhe recebe de braços abertos e saiba que o Governo do Estado será um parceiro de todas as horas dos Portos, fundamentais para o desenvolvimento econômico”, disse a governadora, que enquanto senadora participou de uma articulação para a destinação de uma emenda ao Orçamento 2019 no valor de R$ 55 milhões para a CODERN.

Também participaram da audiência, o vice-governador Antenor Roberto e o secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico, Silvio Torquato.

Fotos: Demis Roussos

Almirante e Governadora - Foto Demis Roussos

Almirante durante audiência com Governadora - Foto Demis Roussos

Estado

CERNE discute logística e infraestrutura portuária no RN

O Centro do Estratégias em Recursos Naturais e Energia (CERNE) realiza nesta quinta-feira, 17 de maio, a segunda edição do Ciclo de Debates do Conselho Técnico Científico. O tema desta edição será Logística e Infraestrutura Portuária no Rio Grande do Norte.

As inscrições podem ser feitas gratuitamente pelo Sympla, clique aqui.
Confira a programação:

– Palestra 1:
PROPOSTA CONCEITUAL DE LOGÍSTICA PORTUÁRIA PARA O RN: PORTO POTENGI

Arquiteto Cláudio Catucci – Studio Catucci (Itália) – Via videoconferência
Jean-Paul Prates – Diretor-Presidente CERNE

– Palestra 2:
O TRANSPORTE NA MODALIDADE MARÍTIMA E A INFRAESTRUTURA NECESSÁRIA

Hanna Safieh – Consultor e ex-diretor da CODERN

– Palestra 3:
OS IMPACTOS AMBIENTAIS NAS SOLUÇÕES PORTUÁRIAS NO RN

Rondinelle Oliveira – Diretor Geral do IDEMA

– Palestra 4:
A IMPORTÂNCIA DA LOGÍSTICA E INFRAESTRUTURA PORTUÁRIA PARA O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E INDUSTRIAL DO RN

Thiago Gadelha – Empresário (Candy Pop) e Vice-Presidente da FIERN

MEDIADOR do evento 2: Jean–Paul Prates – Diretor-Presidente do CERNE

The World

Economia

Governo do Ceará busca investimentos para os Portos em viagem à China

O Governo do Ceará participa de uma série de eventos com investidores no continente asiático. Na sexta-feira (15), o governador Camilo Santana viajou para a China para participar de uma reunião com o banco de desenvolvimento chinês para a assinatura de compromisso financeiro para o investimento de construção da refinaria, no Complexo Industrial e Portuário do Pecém ( CIPP).

Para apresentar as potencialidades do CIPP aos investidores asiáticos, a Secretaria do Desenvolvimento Econômico (SDE) e a Cearáportos já estão participando da Missão Ásia – Investimentos em Portos Brasileiros, a convite da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), do Governo Federal, na China (Xangai e Hong Kong) e em Singapura, de 12 a 19 de setembro. Já a A Zona de Processamento de Exportação do Ceará (ZPE-CE) participa também da Feira Internacional de Investimento e Comércio da China (CIFIT), que acontece de 18 a 21 de setembro, em Xiamen, também na China.

O titular da SDE, Cesar Ribeiro, e o presidente da Cearáportos, Danilo Serpa, apresentam o Ceará e o Porto do Pecém aos investidores asiáticos.

Ceará

Economia

CODERN supera as barreiras da crise econômica e registra aumento de 75% na movimentação do Porto de Natal

A crise econômica que atinge diversos segmentos não tem impedido o crescimento na movimentação do Porto de Natal, nem do Terminal Salineiro de Areia Branca. Segundo a Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), o fechamento do balanço comercial do mês de março é motivo de se comemorar mais uma vez a superação de metas na empresa, ao conseguir um aumento de 75,68% na movimentação do Porto de Natal, onde entre janeiro e março de 2016 já foram movimentadas 233.184 toneladas de produtos como trigo, sal, camarão, frutas, equipamentos de energia eólica e têxteis. No mesmo período de 2015, a movimentação foi de 132.736 toneladas.

Já no Terminal Salineiro de Areia Branca, mais de 500 mil toneladas foram movimentadas, superando em 39% a movimentação, se comparando com as 412.160 toneladas de sal movimentadas entre os três primeiros meses de 2015. O crescimento representa o aquecimento da economia e fortalecimento das salinas do Rio Grande do Norte, as maiores do Brasil, responsáveis pela produção de 95% do sal no país.

Para o Diretor Técnico-Comercial, Hanna Yousef Emile Safieh, que responde interinamente pela Presidência da CODERN, o crescimento da movimentação se deve principalmente a dedicação dos funcionários e preparo técnico da empresa: “A CODERN se prepara mais a cada dia para atender as novas demandas do mercado, e somada a dedicação dos nossos servidores nos faz ser uma exceção no mercado de como crescer em meio a uma crise”.

Foto: Carla Belke

porto_22_carlabelke_2016

Geral

Presidenta Dilma Rousseff anuncia investimento de R$ 37,4 bilhões para os Portos do Brasil

Atendendo convite do Ministro de Portos Edinho Araújo, o Diretor Presidente da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), Emerson Fernandes Daniel Júnior, participou na manhã desta terça-feira (09), da cerimônia de lançamento da nota etapa do Programa de Investimento em Logística, que ocorreu no Palácio do Planalto com a presença da Presidenta da República Dilma Rousseff.

A nova etapa do Programa de Investimento em Logística (PIL) dá continuidade ao processo de modernização da infraestrutura de transportes do país e também atua na retomada do crescimento da economia.

O Brasil se desenvolveu e avançou nos últimos anos, aumentando as demandas da sociedade e o potencial de investimentos em infraestrutura. Neste contexto, estão previstos R$ 198,4 bilhões em investimentos, sendo R$ 69,2 bilhões entre 2015-2018 e R$129,2 a partir de 2019. Os investimentos estão divididos da seguinte forma:

  • Rodovias (R$ 66,1 bilhões)
  • Ferrovias (R$ 86,4 bilhões)
  • Portos (R$ 37,4 bilhões)
  • Aeroportos (R$ 8,5 bilhões)

A etapa de concessões portuárias prevê R$ 37,4 bilhões em investimentos e incluem 50 novos arrendamentos (R$ 11,9 bilhões), 63 novas autorizações para Terminais de Uso Privado -TUPs (R$ 14,7 bilhões) e renovações antecipadas de arrendamentos (R$ 10,8 bilhões).

A distribuição dos recursos por Estado ainda será anunciada posteriormente pelo Ministério da Secretaria de Portos da Presidência da República.

Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

z