Estado

Ministro Rogério Marinho lança nesta sexta (15) licitação para chegada das águas do São Francisco ao RN

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, anuncia, nesta sexta-feira (16), medidas para apoiar o desenvolvimento dos municípios das regiões Norte e Nordeste do Brasil.

Entre as ações estão o lançamento da licitação do Ramal do Apodi/Salgado, que levará as águas do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco para municípios do Ceará, da Paraíba e do Rio Grande do Norte.

O valor global do empreendimento está orçado em R$ 1,77 bilhão e são previstos quatro anos de execução. Ao todo, 750 mil pessoas em 48 cidades desses três estados serão beneficiadas.

Política

Prefeito de Tangará pede a Rogério Marinho ampliação da transposição do São Francisco

O prefeito de Tangará, Jorginho Bezerra, enviou ofício ao Ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, solicitando que a Região Trairi seja beneficiada pela transposição do Rio São Francisco.

Na sugestão do prefeito, a finalidade seria agregar e integrar a bacia hidrográfica do Rio Trairi e do Açude Trairi ao projeto da transposição.

“O Açude Trairi é o principal reservatório hídrico da região de mesmo nome que engloba 9 municípios e que tem uma capacidade de armazenamento estimada em 35.230.000 m³, com sua bacia hidrográfica de 1.580km² tendo sido construído pelo DNOCS em 1953, o qual durante muitos anos foi o responsável pelo abastecimento d’água do nosso município encontrando-se há cerca de 5 anos totalmente seco”, disse o prefeito no ofício.

Geral

Bolsonaro libera comporta que permite a chegada das águas do São Francisco ao Ceará

No município de Penaforte (CE), o presidente da República, Jair Bolsonaro acionou, nesta sexta-feira (26), a comporta do Eixo Norte do projeto de integração do Rio São Francisco que permite a chegada das águas ao Ceará.

O Eixo Norte levará água para 220 cidades da Paraíba, Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Norte beneficiando 6,5 milhões de pessoas. Com a ação, a água que já abastece o Reservatório Milagres, em Pernambuco, passa pelo Túnel Milagres e começará a encher o Reservatório Jati, que fica no Ceará. A água seguirá, por fim, até a Paraíba e Rio Grande do Norte, com previsão de chegada para 2021.

Após acionar a comporta da Estrutura de Controle de Milagres, o presidente disse que a obra leva água a quem realmente precisa e vai impulsionar a atividade econômica.

“A agricultura, irrigar terras, levar água para a casa do cidadão nordestino que sempre teve carência disso. E é uma novela enorme que está chegando ao fim”, disse. A obra de integração das águas do Rio São Francisco foi iniciada em 2007. O projeto inicial se deu ainda no Governo de Itamar Franco, época em que o potiguar Aluízio Alves era Ministro da Integração Regional.

O presidente lembrou que foi uma decisão de governo concluir obras que sofriam com descontinuidade. “Foi recomendação desde o início do governo que não deixaríamos nenhuma obra parada. Isso faz parte desse compromisso nosso e a gente fica muito feliz de trazer água para quem realmente precisa”, afirmou.

Bolsonaro viajou ao Ceará acompanhado dos ministros do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, da Agricultura, Tereza Cristina e do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno.

Do Rio Grande do Norte, além do Ministro Rogério Marinho, os deputados federais General Girão e Beto Rosado acompanharam a agenda.

Presidente acionou a comporta do Eixo Norte do projeto de integração do Rio São Francisco que permite a chegada das águas ao Ceará - Foto: Alan Santos/PR

Presidente acionou a comporta do Eixo Norte do projeto de integração do Rio São Francisco que permite a chegada das águas ao Ceará – Foto: Alan Santos/PR

Girão

IMG_4251

Estado

Governo Federal investiu R$ 1,3 bilhão na transposição do Rio São Francisco em 2019

Mais de R$ 1,3 bilhão foram investidos pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) nas obras e ações dos eixos principais do Projeto de Integração do Rio São Francisco, em 2019. Os recursos foram concentrados principalmente na recuperação de etapas que já apresentavam 100% de execução física, mas que exigiram intervenções e reparos no sistema, a exemplo do Dique Negreiros, no Eixo Norte, e da Barragem Cacimba Nova, no Eixo Leste, com objetivo de avançar na conclusão do maior empreendimento hídrico em construção no país.

“Felizmente, as águas do ‘Velho Chico’ voltaram a percorrer os trechos e estão seguindo rumo aos estados que serão contemplados nos dois eixos”, disse o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, ao fazer um balanço das ações realizadas no âmbito do projeto, no ano passado.

O avanço da água, porém, só foi possível após a realização de diagnósticos, serviços e reparos nas duas estruturas – Dique 1217 e Cacimba Nova, ambos em Pernambuco – construídas, respectivamente, entre 2013 e 2015 e no período de 2012 a 2014.

Informações da Agência Brasil

Estado

Fátima e outros governadores do Nordeste voltam a discutir sobre o Projeto São Francisco

A governadora Fátima Bezerra reforçou a necessidade de agilidade do Governo Federal para concluir o projeto de integração das bacias do Rio São Francisco.

O encontro, realizado nesta terça-feira (9), teve a participação do advogado-geral da União, André Mendonça, do ministro de Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto e também dos governadores de Pernambuco, Paulo Câmara; do Ceará, Camilo Santana, e da Paraíba, João Azevêdo Lins Filho.

“Tão importante quanto implantarmos e participarmos deste espaço, é termos um cronograma de quando essas águas chegarão ao Rio Grande do Norte, que será o último estado a receber a transposição”, enfatizou Fátima.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, enfatizou que o momento foi o primeiro de muitos que ainda estão por vir. “Este é o primeiro passo de uma jornada que trará alegria a todos nós. A gente precisa avançar, chegarmos a um consenso em relação aos contratos, colocar o PISF realmente em operação comercial para poder evoluir.”

Foto: Vinicius Borba

Estado

Audiência Pública em Currais Novos debate sobre a chegada da Transposição do Rio São Francisco ao RN

A Transposição do Rio São Francisco foi tema de audiência pública na manhã desta terça-feira (17), em Currais Novos, promovida pela Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo no Senado Federal, presidida pela senadora Fátima Bezerra (PT).  Além de Fátima, também participaram da audiência pública, o prefeito de Currais Novos, Odon Jr (PT), além de prefeitos da região Seridó, autoridades, técnicos do Ministério da Integração Nacional, representantes de entidades e instituições, imprensa e sociedade.

Um dos objetivos da audiência é mobilizar a população em prol da conclusão das obras da transposição, principalmente o “Eixo Norte”, que beneficiará diretamente o Rio Grande do Norte.

Os técnicos do Ministério da Integração apresentaram um balanço das obras e a perspectiva para a chegada das águas em solo potiguar.

Durante a audiência, a Senadora Fátima Bezerra comentou sobre a liberação, por parte do Ministro da Integração, Pádua Andrade, de R$239 milhões para a conclusão da Barragem de Oiticica, e reforçou o pedido para que as obras da transposição no eixo norte sejam concluídas e que beneficie o povo do Rio Grande do Norte.

Audiência Pública Transposição Rio São Francisco 01

Estado

Ministro garante que águas do Rio São Francisco chegarão ao RN entre setembro e outubro

Em audiência pública realizada a pedido da senadora Fatima Bezerra (PT), na Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo, o ministro da integração Pádua Andrade informou que o calendário da transposição do Rio São Francisco está mantido para 2018. Segundo ele, até o final de agosto, as águas chegarão ao Ceará. “No Rio Grande do Norte, as águas chegarão entre setembro e outubro”, garantiu.

DSC_1927

O ministro informou também que o projeto do ramal do Apodi está pronto e espera lançar o edital ainda este ano. “Após a conclusão dos eixos da transposição do Rio São Francisco, o desafio será dar andamento as obras complementares, como os ramais do Apodi (RN), do Piancó (PB) e do Agreste (PE)”, disse. “O edital (do Apodi) está pronto. No entanto, para lança-lo, é preciso já termos recursos para executar a obra. O valor do Ramal do Apodi é de R$ 2,2 milhões”, completou.

A senadora Fátima lembrou que a Comissão de Desenvolvimento Regional tem desempenhado papel muito importante no acompanhamento e na fiscalização da obra da transposição. “Esperamos que esse calendário seja mantido. Temos que estar cada vez mais mobilizados, para que este novo calendário não sofra mais atrasos”, enfatizou.

DSC_1891

“Eu tenho participado de sucessivas audiências no Ministério, feito despachos pessoais permanentes com o ministro, não paro de lutar pela finalização da transposição no meu estado porque tenho consciência de que ela é de interesse não só regional, como nacional”, destacou José Agripino.

O senador Garibaldi Filho ressaltou a expectativa da população do RN com a chegada das águas do Rio São Francisco e cobrou do Ministro Antônio de Pádua Andrade a possibilidade de apressar o fluxo de recursos para que as obras possam ser entregues na data estabelecida.

Do RN, a deputada federal Zenaide Maia (PHS) também participou da audiência pública e cobrou agilidade na obra, destacando sua importância para o Sertão Potiguar.

Estado

Bancada volta a debater com Ministro sobre prazo para a chegada das águas do Rio São Francisco ao RN

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Nesta terça-feira (20), integrandes da bancada federal do RN participaram de uma audiência pública na Comissão de Desenvolvimento Regional do Senado Federal, presidida pela potiguar Fátima Bezerra (PT), para um debate com a presença do Ministro da Integração, Helder Barbalho, sobre a chegada das águas da transposição do Rio São Francisco ao RN.

Participaram também da audiência pública, além de Fátima, os senadores Garibaldi Filho (MDB) e José Agripino (DEM), deputados federais Felipe Maia (DEM) e Beto Rosado (PP). O deputado estadual Fernando Mineiro (PT) também aconpanhou o debate.

— Nós entregaremos ainda neste semestre as águas ao Reservatório Jati (CE), assim, atendendo o estado do Ceará e liberando a água para o “caminho das águas” seguir o curso da transposição no Eixo Norte até o os estados da Paraíba e depois do Rio Grande do Norte — afirmou o Ministro.

Barbalho estimou o período de quatro meses para a chegada da água do reservatório de Jati até o Rio Piranhas-Açu, que se encontra no final do Eixo Norte. Já sobre as obras do Ramal do Apodi (RN) — uma espécie de extensão do Eixo Norte —, ele afirmou que o projeto executivo está concluído e é estimado em R$ 2,1 bilhões, contudo, não há recursos orçamentários suficientes para a execução deste.

As obras em andamento no Eixo Norte, contudo, dispõem de R$ 200 milhões ainda do orçamento de 2017 e mais R$ 300 milhões previstos do orçamento deste ano. Apesar da sustentabilidade financeira, o ministro afirmou que existem problemas de atraso nas entregas da empresa prestadora de serviço contratada para a execução das obras. O primeiro prazo de entrega das intervenções estava previsto para ano passado.

Política

Temer inaugura mais uma etapa da transposição do Rio São Francisco

Ao inaugurar nesta sexta-feira (2) a segunda etapa do Eixo Norte da Integração do Rio São Francisco, o presidente da República, Michel Temer, atribuiu o avanço nas obras da região ao aporte de recursos feito pelo Governo do Brasil nos últimos meses. Na visão do presidente, a obra é uma forma de prestigiar o povo do Nordeste, que “sustenta o nosso país”.

“Sem embargo das dificuldades econômicas, porque as obras estavam paralisadas, o que nós fizemos foi aportar recursos e recursos altos”, disse o presidente. “Nós rompemos com uma cultura que é muito tradicional na nossa atividade administrativa. Quem chega não quer continuar ou não quer prestigiar as obras adequadas que se iniciaram no passado”, salientou.

Visão semelhante tem o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho. Para ele, o Governo do Brasil se esforçou para gerir recursos e viabilizar o avanço das obras de Integração do São Francisco – que já teve seu Eixo Leste entregue e está próximo de concluir o Eixo Norte. “[O presidente da República] determinou ao Ministério da Fazenda e ao Ministério do Planejamento que não faltasse um real sequer para que essa obra pudesse se adiantar”, disse ele.

A estação de bombeamento inaugurada pelo presidente vai levar as águas de Cabrobó (PE) para o interior do Ceará, no município de Jati. Com investimentos de mais de R$1,4 bilhão, a previsão é que todo o Eixo Norte do projeto fique concluído até junho deste ano.

Foto: Beto Barata/PR

Foto: Beto Barata/PR

Estado

Audiência pública em Assu debate sobre Transposição do São Francisco

A Comissão Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado Federal (CDR), presidida pela senadora Fátima Bezerra (PT), promoveu em Assu uma audiência pública sobre o projeto de implantação da transposição das águas do Rio São Francisco e o impacto da obra no sistema hídrico do Rio Grande do Norte, em especial no Rio Piranhas-Assu.

Os técnicos da Secretaria Nacional de Infraestrutura do Ministério da Integração Nacional, da Agência Nacional das Águas (ANA) e do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs) estiveram presentes com objetivo de esclarecer alguns pontos pendentes do projeto e responder dúvidas dos participantes.

A audiência pública serviu para explicar as responsabilidades de cada esfera do poder; como ocaso do Rio Piranhas-Açu que passa pelo RN e Paraíba, portanto, com maior empenho e diálogo entre a União e os estados, no tocante a gestão das águas.

Além de Fátima, o evento teve a presença do senador Garibaldi Filho, os deputados federais Rafael Motta e Zenaide Maia; os deputados estaduais Fernando Mineiro e George Soares; a vice-prefeita de Assu, Sandra Regina Meireles; prefeitos de municípios do RN; técnicos do Governo Federal; entidades civis e convidados.

Garibaldi ratificou a importância da obra da transposição para a qualidade de vida do nordestino, principalmente do norte-rio-grandense, destacando o trabalho conjunto da bancada federal e o empenho na busca de soluções e recursos para agilizar a obra.

Estado

Comissão do Senado realiza audiências em Assu e Apodi

Presidida pela senadora Fátima Bezerra, a Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) do Senado promoverá audiências públicas nesta sexta-feira (6), em Apodi (às 9h, no IFRN local) e Assu (às 15h, no auditório da Uern), para tratar das obras do eixo norte da Transposição do Rio São Francisco.

As audiências públicas da CDR, requeridas pela senadora Fátima Bezerra, visam promover o diálogo entre autoridades, técnicos especializados e as populações beneficiadas pela obra. Para esta sexta-feira, foram convidados toda a bancada do Rio Grande do Norte, Governo do Estado, deputados estaduais, prefeitos, vereadores e representantes da sociedade civil em geral.

A senadora Fátima Bezerra destaca a importância do envolvimento e da mobilização de todos os envolvidos para que, uma vez finalizada a obra do eixo norte, as águas do rio São Francisco adentrem ao Rio Grande do Norte.

Estado

Bancada Federal pede ao Ministro da Integração que priorize a chegada das águas do Rio São Francisco ao RN e Oiticica

Com a retomada das obras do Eixo Norte, há 30 dias, será possível levar água da transposição do São Francisco ao Ceará a partir de janeiro de 2018. E num prazo estimado até meados do próximo ano, as águas do velho chico chegarão também ao Rio Grande do Norte. A previsão é do ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, que participou de uma audiência pública da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR), presidida pela senadora Fátima Bezerra (PT), nesta quarta-feira (23).

Fátima Bezerra confirmou o compromisso dos parlamentares de direcionarem emendas de bancada para as obras do Ramal Apodi da Transposição. Ela destacou a situação difícil pela qual passam os municípios do Rio Grande do Norte. Segundo ela, trata-se de um colapso, visto que 80% dos reservatórios monitorados estão com capacidade hídrica abaixo de 20%.

— A Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, que é o maior e mais importante reservatório, chegará ao volume morto em dezembro — alertou Fátima.

Durante a audiência, o senador Garibaldi Filho (PMDB) pediu uma atenção especial do Ministério da Integração Nacional para a conclusão da Barragem de Oiticica. “Expliquei ao ministro que, além da transposição do São Francisco, outra obra transcendental para que o Rio Grande do Norte possa solucionar sua crise hídrica é a Barragem de Oiticica”, afirmou. A barragem, localizada em Jucurutu, é considerada a solução definitiva para o problema da seca na região do Seridó.

O senador José Agripino Maia (DEM) também participou da reunião e pediu o empenho do Ministro, bem como os deputados federais Felipe Maia (DEM), Rafael Motta (PSB), Zenaide Maia (PR), Beto Rosado (PP), Antônio Jácome (PODEMOS) e Fábio Faria (PSD).

Uma comitiva de Mossoró formada pela deputada estadual Larissa Rosado (PSB) e as vereadoras Sandra Rosado (PSB) e Izabel Montenegro (PMDB), também participaram das discussões.

Bancada

Bancada 2

Política

Agripino celebra retomada das obras de transposição do Rio São Francisco

O senador José Agripino (DEM-RN) também comemorou, nesta terça-feira (20), a assinatura da ordem de serviço para retomada das obras do Eixo Norte da transposição do Rio São Francisco.

A assinatura foi feita pelo ministro da integração nacional, Helder Barbalho, durante encontro com o presidente do Senado, Eunício Oliveira e com Rodrigo Maia, que assumiu de forma interina a Presidência da República com a viagem do presidente Michel Temer à Rússia.

O encontro ocorreu na tarde desta terça-feira (20) no gabinete de Eunício e contou com a presença de Agripino.

– Eu, como potiguar, aplaudo o gesto e a iniciativa do ato que acabou de acontecer, porque a perenização do Rio Açu, com a garantia do nível de água da barragem de Açu, está garantida pelo ato – elogiou.

Foto: Jonas Pereira/Agência SenadoAgripino no ato de assinatura da retomada das obras da transposição do Rio São Francisco

Política

Garibaldi: “A transposição do São Francisco é fundamental para o Rio Grande do Norte”

Diante de parlamentares nordestinos, do presidente da República em exercício, deputado Rodrigo Maia, e do ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, foi assinada – na tarde desta terça-feira (20), no gabinete do presidente do Senado, Eunício Oliveira – a ordem de serviço para a conclusão das obras remanescentes do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco. O custo é de R$ 516,84 milhões e a obra será tocada pelo o Consórcio Emsa-Siton.

A assinatura da ordem de serviço só foi possível porque a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, suspendeu a liminar concedida pelo desembargador Souza Prudente, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), no dia 25 de abril, suspendendo a licitação do trecho. A presidente do STF acatou o recurso impetrado pela Advocacia-Geral da União, em nome do Ministério da Integração Nacional.

“A transposição do São Francisco é fundamental para o Rio Grande do Norte, como também é para o Ceará, a Paraíba e Pernambuco. Estamos entrando no sexto ano de seca e nossos reservatórios estão em uma situação periclitante. A Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, a maior do RN, poderá em curto prazo ingressar no chamado volume morto. A bancada do Nordeste deve ficar atenta para que a obra não sofra mais nenhuma interrupção”, opinou o senador Garibaldi Filho.

Plenário do Senado durante sessão deliberativa ordinária. Ordem do dia. Em pronunciamento, senador Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN). Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Plenário do Senado durante sessão deliberativa ordinária. Ordem do dia.
Em pronunciamento, senador Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN).
Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Estado

Parlamentares defendem retomada das obras do Eixo Norte da transposição do São Francisco

Três parlamentares do Rio Grande do Norte integram a Caravana das Águas, que na manhã desta segunda-feira (19), começou as visitas aos trechos do Eixo Norte da Transposição do Rio São Francisco.

Com 217 quilômetros de extensão, o Eixo Norte vai garantir a segurança hídrica de 94 municípios potiguares, beneficiando 1,2 milhão de habitantes, por meio do aumento da garantia da oferta de água dos açudes Santa Cruz e Armando Ribeiro Gonçalves, da perenização permanente de todos os trechos dos Rios Apodi e Piranhas-Açu, em associação com uma rede de adutoras que vem sendo implantada.

Estão acompanhando as visitas a senadora Fátima Bezerra (PT) e os deputados estaduais Fernando Mineiro (PT) e Carlos Augusto Maia (PSD).

Foto: João Gilberto

Foto: João Gilberto

Política

Governadores do Nordeste pedem ao STF retomada das obras do São Francisco

Governadores do Nordeste trataram da urgência da retomada das obras de transposição do Rio São Francisco, em reunião com a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármem Lúcia, na tarde desta terça-feira, 13.

O Governador do RN, Robinson Faria, participou do encontro, além do Ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, o presidente do Senado, Eunício Oliveira, a advogada-geral da União, Grace Mendonça, e mais dois governadores do Nordeste, Camilo Santana, do Ceará, Ricardo Coutinho, da Paraíba, além do vice-governador de Pernambuco, Raul Henry.

Estado

Transposição do Rio São Francisco vai garantir abastecimento de 94 municípios do RN

O Eixo Norte do Projeto de Integração do São Francisco levará água para os estados do Ceará, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte.

No percurso das estações de bombeamento, a água passará por reservatórios nas cidades pernambucanas de Cabrobó, Terra Nova, Salgueiro e Verdejante. O equipamento acionado tem capacidade de bombear até 14 m³ por segundo.

Por meio do Eixo Norte, a água será levada para os rios Brígida (PE), Salgado (CE), do Peixe e Piranhas-Açu (PB e RN) e Apodi (RN), garantindo o fornecimento para os açudes Chapéu (PE), Entremontes (PE), Castanhão (CE), Engenheiro Ávidos (PB), Pau dos Ferros (RN), Santa Cruz (RN) e Armando Ribeiro Gonçalves (RN).

Estão em construção, somente no Eixo Norte do projeto, cerca de 260 km de canais, 3 estações de bombeamento, 9 aquedutos, 3 túneis e 17 reservatórios. O maior reservatório de todo o PISF está localizado no Eixo Norte.

Com a chegada da água a essa região cearense, teremos o aumento da oferta hídrica proporcionada pelos maiores reservatórios estaduais (Castanhão, Orós e Banabuiú), que operados de forma integrada com os açudes fornecem água para os diversos usos da maior parte da população das Bacias do Jaguaribe e Metropolitanas, alcançando 5 milhões de habitantes em 56 municípios.

Já no Rio Grande do Norte, o Projeto de Integração do São Francisco vai garantir o abastecimento seguro para 94 municípios, com 1,2 milhão de habitantes, por meio do aumento da garantia da oferta de água dos açudes Santa Cruz e Armando Ribeiro Gonçalves e da perenização de todos os trechos dos rios Apodi e Piranhas-Açu, em associação com uma rede de adutoras que vem sendo implantada.

Além disso, haverá ampliação da disponibilidade hídrica dos maiores trechos dos rios Apodi e Piranhas-Açu, situados a montante dos açudes Santa Cruz e Armando Ribeiro Gonçalves, estabelecendo uma fonte hídrica permanente para as populações de mais de 50 municípios localizados nessas duas bacias hidrográficas.

A Transposição do Rio São Francisco é uma luta iniciada por Aluízio Alves, como Ministro da Integração Nacional no Governo de Itamar Franco. 

Política

Ministério da Integração assina contrato de obras do Eixo Norte do Projeto São Francisco

As obras remanescentes da primeira etapa (1N) do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco podem ser retomadas já na próxima semana. O Ministério da Integração Nacional assinou nesta quinta-feira (20) contrato com o Consórcio Emsa-Siton, que apresentou a melhor proposta no processo de licitação RDC 7/2016-MI. A previsão é de que as águas do rio São Francisco corram pelas estruturas físicas de todo o Eixo Norte e cheguem ao Ceará até o final de 2017. Esse trecho foi projetado para beneficiar mais de 7 milhões de pessoas no estado e também no Rio Grande do Norte, Pernambuco e Paraíba.

O passo seguinte do processo será a publicação do Extrato de Contrato entre o ministério e o consórcio no Diário Oficial da União. Após essa formalização, será assinada a Ordem de Serviço para início das obras remanescentes já na próxima semana. O valor pactuado é de R$ 516,84 milhões. Os pagamentos dos recursos federais às construtoras são realizados conforme o andamento da obra, após apresentação das medições e apurações mensais de serviços pela equipe técnica do ministério. Ao tomar conhecimento da notícia, o senador Garibaldi Filho cumprimentou o ministro Helder Barbalho pelo desfecho do processo.

“A atuação do ministro Helder Barbalho foi decisiva para que finalmente houvesse a assinatura do contrato. Ele cumpriu o compromisso assumido com os parlamentares do Nordeste de não economizar esforços para que a obra pudesse ser reiniciada o mais rapidamente possível, como ocorrerá na próxima semana”, comentou Garibaldi Filho. O Projeto São Francisco é uma prioridade do Governo Federal, em virtude da crise hídrica que atinge o Nordeste.

WhatsApp Image 2017-04-20 at 3.18.59 PM

Estado

Bispos do RN almoçam com bancada federal no Restaurante do Senado

Após participarem da audiência pública promovida pela senadora Fátima Bezerra (PT), na Comissão de Desenvolvimento Regional, os bispos do RN que foram participar da audiência foram almoçar com integrantes da bancada federal no Restaurante do Senado.

Lá estavam: os senadores Garibaldi Filho e José Agripino Maia mais os deputados federais Rafael Motta (PSB), Felipe Maia (DEM) e Antônio Jácome (PTN).

z

Estado

Audiência proposta por Fátima Bezerra reúne igreja católica e parlamentares para discutir chegada das águas do São Francisco ao RN

Presidente da Comissão de Desenvolvimento Regional (CDR) do Senado Federal, a senadora Fátima Bezerra (PT), realizou nesta quarta-feira (05), em Brasília, uma audiência pública com a presença do Ministro da Integração, Helder Barbalho, para se discutir estratégias da chegada das águas do Rio São Francisco ao Rio Grande do Norte.

A audiência reuniu representantes da igreja católica, como o Arcebispo Dom Jaime Vieira Rocha e os Bispos Dom Antônio (Caicó) e Dom Mazano e Dom Mariano (Mossoró), além de parlamentares do Nordeste, movimentos sociais, reitores do IFRN e UFRN, entre outros.

Do Rio Grande do Norte, estiveram presentes os senadores Garibaldi Filho (PMDB) e José Agripino Maia (DEM), os deputados federais Felipe Maia (DEM), Walter Alves (PMDB) e Zenaide Maia (PR), mais os deputados estaduais Fernando Mineiro (PT) e Gustavo Fernandes (PMDB).

O senador Agripino sugeriu durante a audiência que os onze parlamentares potiguares destinem suas emendas de bancada para a transposição do Rio São Francisco.  “Na próxima reunião com a bancada federal, vou propor que, assim como eu fiz este ano, os parlamentares do Rio Grande do Norte destinem suas emendas de bancada para a transposição”, destacou Agripino.

“E aproveito ainda esta reunião na CDR para sugerir que uma das emendas de bancada desta comissão seja específica para o ramal do Apodi”, acrescentou o senador.

Fotos: Mariana DiPietro e Guia Dantas

_DSC9737

_DSC9743

z

_DSC0008

z