Hoje completa exatamente 40 anos da primeira descoberta de petróleo no nosso Rio Grande do Hoje Norte, uma data que não está sendo convenientemente marcada para mostrar sua importância para o Estado.

A Petrobrás atua no Rio Grande do Norte desde 1951. Seu primeiro campo descoberto foi o de Ubarana, na costa de Guamaré, em operação desde 1976.

O primeiro poço terrestre entrou em operação em dezembro de 1979, há 40 anos,  e permanece em atividade, sendo movido a energia solar.

Canto do Amaro está entre os maiores campos de produção terrestre do país e entrou em operação no ano de 1986.

O Projeto de Injeção Contínua de Vapor (Vaporduto), na região do Vale do Açu, é o primeiro a operar com vapor superaquecido. Ele é considerado o maior do mundo, com uma extensão aproximada de 30 km.

Esses 40 anos prenunciavam uma eterna Lua de Mel entre o Rio Grande do Norte e a Petrobrás, porém a conjuntura nacional mudou completamente.

Nova descobertas de petróleo mudaram completamente a posição do Brasil que tornou-se detentor de uma das maiores reservas mundiais, enquanto a companhia estatal meteu-se em escândalos e má gestão que, no meio da fartura desandou e com aplicações temerárias ficou literalmente quebrada.

A empresa estatal colocou sua própria salvação como prioridade. E o RN perdeu a antiga prioridade, sua produção começou a diminuir e os recursos da Petrobrás tiveram de ser alocados no Pré Sal, enquanto os campos potiguares se tornaram anti econômicos e deixaram de interessas a empresa que os colocou à venda.

Pois esse marco de 40 anos de petróleo não pode ter a leitura do fim da atividade. Pelo contrário, essa é a hora de recomeçar dentro de uma novo modelo. Um desafio colocado para todos os norte-rio-grandenses.

TERRA DO PETRÓLEO

No Brasil a primeira descoberta do petróleo foi em terra no ano de 1939, em Lobato, Bairro de Salvador. Com a perfuração de poços na região na busca do óleo negro, em 1941 surgia a primeira refinaria do Brasil, no Campo de Candeias, que está ativo até hoje. Esse campo foi um gerador de conhecimentos que foram aplicados em novos campos.

Em 2016, o Brasil produziu aproximadamente 120 mil barris por dia de petróleo extraído em terra. No ano seguinte, 2017 eram 192 campos, sendo os maiores campos encontrados no Rio Grande do Norte e na Bahia. Porém, existem campos no Maranhão, Piauí, Minas Gerais, Paraná e São Paulo.

Comentários do Facebook

Deixe um comentário