antagonista

O site Antagonista publicou na tarde desta segunda-feira a volta do imposto sindical .

Dizia a nota:

O governo bateu o martelo: vai propor mesmo a volta do imposto sindical, sob outro nome — como se tirar a palavra “imposto” do nome mudasse o fato de praticamente ser um roubo institucionalizado.

O texto foi elaborado por membros do Grupo de Altos Estudos do Trabalho, ligado ao Ministério da Economia e sob a batuta de Rogério Marinho. Será uma PEC, acompanhada de projeto de lei para alterações legislativas infraconstitucionais.

O deputado Marcelo Ramos, do PL do Amazonas, já havia apresentado uma proposta de emenda à Constituição que institui a volta do imposto sindical e prevê a criação de um Conselho Nacional de Organização Sindical. Embora cause arrepios no governo, não está descartado um acordo para apensar uma na outra. O Antagonista apurou com integrantes do governo que Rogério Marinho ficou de conversar com Rodrigo Maia sobre essa possibilidade e também a de indicar o relator para a PEC.

O sindicalismo de resultados, pelo jeito, ganhou a parada.

Minutos depois , Marinho desmentiu e estranhou o que chamou de “Fake News”.

O site manteve a informação: “Fake news, uma ova”…

Comentários do Site

  1. observanatal
    Responder

    Se mudar de presidente, pode ser que esse imposto volte. É muita tolice achar que Rogério Marinho, fazendo parte do Governo Federal, afrouxaria sobre o retorno desse imposto, que alimenta muitas campanhas, eternos mandatos e conforto de alguns.

Deixe um comentário