O apresentador do Jornal Nacional usou o Twitter para denunciar fraudes envolvendo o CPF do seu filho, segundo ele, os estelionatários têm usado o nome do seu filho para abertura de empresas, contratação de serviços de TV por assinatura e – ainda mais grave – o pedido do auxílio emergencial.

Bonner ainda denunciou que o pedido do auxílio emergecial, em nome do seu filho, foi aprovado de acordo com o site do Dataprev. “Pelos critérios do programa de auxílio emergencial, alguém nas condições socio-econômicas do meu filho não tem direito aos 600 reais de ajuda.”, disse ele.

A denúncia de William Bonner revela as possivei irregularidades e fraudes envolvendo o auxílio emergencial, sobretudo, o dinheiro público. “Leio no Globo que a Dataprev não verificou na Receita se os CPFs, embora pertencentes a pessoas sem renda própria, eram de dependentes de cidadãos com renda (como filhos, filhas,parceiros,parceiras). Quantos entre esses foram vítimas de fraudadores, como aconteceu com meu filho?”, endaga Bonner.

O apresentador do JN cobra por apuração rápida por parte dos gestores do auxilio emergencial e ressalta a preocupação com o funcionamento para aqueles que realmente precisam “E para que o controle eficaz do programa não prejudique ainda mais aqueles cidadãos que realmente precisam do auxílio neste momento tão doloroso.”, disse ele.

Veja os tweets:

01
2
3
4

Deixe um comentário