13 de junho de 2024
Política

“Eu não fico ao lado de bandido”, diz Ciro Gomes sobre aliança com Lula ou Bolsonaro

A declaração do presidenciável do PDT, Ciro Gomes ao Antagonista deixa a situação do seu palanque no Rio Grande do Norte ainda mais delicada.

“Eu vou falar com todos as letras.

Eu não fico ao lado de bandido em nenhuma circunstância.

Seja bandido de PT, seja bandido de Bolsonaro. Eu não faço campanha ao lado de bandido nunca mais. Nunca mais. Por nenhuma ordem de consideração”. 

Ciro é o candidato do pré-candidato ao Senado do PDT, Carlos Eduardo. Nome oficial do PT  ao Senado no Rio Grande do Norte.

Falando no assunto, o também pré-candidato ao Senado Rafael Motta, do PSB, foi abordado sobre o tema na noite de quinta-feira na 98 FM por jornalistas.

E quando Lula vier ao RN, o senhor subirá no mesmo palanque? 

Ele disse sem titubear:

O candidato ao Senado de Lula no Rio Grande do Norte sou eu.

Afinal, sou eu que represento p PSB do vice Geraldo Alckmin na chapa e sou eu o candidato ao Senado que vai pedir voto para ele no Estado. 

Por essas e outras, a vista de Lula ao RN promete muitas emoções…

One thought on ““Eu não fico ao lado de bandido”, diz Ciro Gomes sobre aliança com Lula ou Bolsonaro

  • O Camarada Carlos, vai assistir Lula, Fátima e Rafael bem de longe, ele força uma barra que não combina com ele, que assuma a sua soberba e vaidade e deixe de querer enganar o eleitor se passando por quem ele não é, todos o conhece e sabe que dentro dele mora uma ego maior que o RN, ele como corimaz traidor, está sendo vítima da traição do PT e vai chorar a derrota no terraço do Porto Brasil, local de onde não deveria ter saído.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *