15 de abril de 2024
Política

Um feriado diferente

 

Para os norte-americanos, o 4 de julho este ano não está sendo como os outros que passaram.

A volta da inflação, mesmo depois da retomada dos empregos a índices pré-pandêmicos, puxada pelo preços dos combustiveis, tem derrubado a popularidade do Presidente Joe Biden.

Com o litro da gasolina a 7,2 reais, as perspectivas de sucesso nas eleições legislativas de novembro são pequenas.

O jeito é fazer como aquele vizinho desprezado ao sul do equador: cortar impostos federais e estaduais dos combustíveis.

Um 4 de julho drasticamente diferente para Joe Biden

Fonte: Christian Datoc, repórter da Casa Branca, para o Washington Examiner, em 04 de julho de 2022

O presidente Joe Biden passará o Dia da Independência encarando seu desafio mais difícil desde que entrou na Casa Branca.

A inflação histórica, juntamente com meses de reveses legislativos, sobrecarregaram o presidente com seus piores índices de aprovação desde que assumiu o cargo.

Há um ano, o governo disse com entusiasmo que as políticas de Biden haviam  reduzido drasticamente os preços do Dia da Independência, postando repetidamente nas mídias sociais, e até montando vídeos sobre como o presidente cortou o custo de um churrasco de 4 de julho em 16 centavos em comparação com 2020.

Os preços mais altos dos alimentos, as interrupções na cadeia de suprimentos e a inflação tornaram os suprimentos agrícolas mais caros.

Em vez de entrar no fim de semana do feriado deste ano divulgando os custos reduzidos dos churrascos, Biden é forçado a angariar apoio para sua proposta de isenção de impostos sobre o os combustíveis.

“O pedido do presidente Biden por férias  fiscais sobre combustíveis tem um apoio esmagador do povo americano”, tuitou a Casa Branca.  “O Congresso deve suspender o imposto federal sobre gasolina e diesel por 90 dias para ajudar as famílias a pagar menos na bomba e os estados devem encontrar maneiras de fornecer alívio adicional.”

Ele também sugeriu que criticá-lo sobre a média nacional do preço do gás de quase US$ 5 por galão equivale a se opor à Ucrânia em sua guerra contra os invasores russos.

“O povo americano fez o que sempre fez: defender a liberdade em todo o mundo. Eles escolheram ficar com o povo da Ucrânia”, disse Biden durante um discurso anunciando o sua proposta de férias para os combustíveis.

Não é apenas a economia que está incomodando o presidente.  A decisão da Suprema Corte de sexta-feira passada derrubando a decisão de aborto histórica do país, está azedando ainda mais suas perspectivas políticas futuras.

2 thoughts on “Um feriado diferente

  • Geraldo Batista de Araújo

    Texto nota dez.

    Resposta
  • Geraldo Batista de Araújo

    Texto muito bem posto

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *