As medidas de contenção de gastos anunciadas pelo novo presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, desembargador Cláudio Santos, tem apoio total do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Aliás, o Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN) já publicou no Diário Eletrônico a decisão do Pleno que estabelece o prazo de 60 dias para o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte apresentar um plano para incorporação das despesas com pessoal decorrentes de decisão judicial – nos pagamentos de caráter continuado há mais de 12 meses – no cômputo de gastos totais com pessoal.

A decisão unânime dos conselheiros, com suspeição de Renato Dias, acompanha integralmente o voto do relator Gilberto Jales.