Outro dia este Território Livre perguntou em coletiva virtual à Governadora Fátima Bezerra como seria sua postura caso ela estivesse hoje, ocupando uma das 24 cadeiras de nossa Assembleia Legislativa.

A resposta não veio de forma direta e objetiva, mas uma entrevista à Tribuna do Norte em 2003, quando era deputado estadual pode responder melhor com as devidas atualizações.

Para relembrar; O presidente era Lula e já sabia a necessidade da Reforma da Previdência – “a previdência pública está quebrada”, disse Fátima há 17 anos.

Até aí sem incoerências.

O problema foi a crítica ao Governo do presidente Fernando Henrique Cardoso que , antes de Lula, tentou  taxar os inativos em 11%.

Hoje, a PEC enviada pelo Governo Fátima Bezerra à Assembleia Legislativa é criticada exatamente por essa diferença de alíquotas.

Os deputados de oposição dizem que precisa haver aumento do piso sem qualquer taxação e compensação no andar de cima, os chamados super salários. Mas a Governadora e sua base já declararam que não.

Veja abaixo como é a proposta enviada pelo Governo . Os 11% de FHC e o “esclerosado discurso do PFL”  faria bonito, hein?

img_1332.jpg

Deixe um comentário