Por Igor Gadelha no Metrópoles 

O ministro das Comunicações, Fabio Faria, ligou para o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes na sexta-feira (13/8), para questionar às recentes decisões do magistrado que atingiram o presidente Jair Bolsonaro e seus aliados.

Na ligação, Faria teria questionado sobre a prisão preventiva do presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, determinada naquele dia por Moraes.

O auxiliar de Bolsonaro ressaltou que decisões como essa não contribuiriam para diminuir a tensão entre os poderes.

O ministro do Supremo, por sua vez, fez questão de ressaltar a Faria que o pedido de prisão teria partido da Polícia Federal, e não diretamente dele.

A ordem foi dada no âmbito do inquérito da milícia digital, continuidade do inquérito dos atos antidemocráticos.

Antes da prisão de Jefferson, bolsonaristas já estavam irritados com a decisão de Moraes, na quinta-feira (12/8), de abrir um novo inquérito contra Bolsonaro, para apurar a divulgação, nas redes sociais, de um inquérito sigiloso que investigava a invasão no sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Deixe um comentário