Os filmes recém lançados no streaming “A Menina que Matou os Pais e “O Menino que Matou Meus Pais”, respectivamente as duas versões do assassinato dos pais de Suzane Von Richthofen, que chocou o mundo em 2000, aumentaram significativamente o interesse e as buscas pelo caso.

Segundo o Google, houve um aumento de 350% logo depois da estreia no Amazon Prime Video, na sexta passada.

O primeiro tem como base a visão de Suzane e o segundo do ex-namorado Daniel Cravinhos, ambos com roteiro de Ilana Casoy e Raphael Montes, e direção de Maurício Eça.

Os filmes foram baseados no julgamento que teve 65 horas de duração, entre contradições e reviravoltas.

Nas redes, o assunto está rendeeendo… e a dica de muitos é assistir primeiro “O menino…”, seguido do outro.

fhasdhfasç-768x768 Logo Anninha Logo Fabi Logo Bebeto

Deixe um comentário