Da Folha 

Desde que foram inventadas, as vacinas já salvaram bilhões de pessoas. E nos próximos meses e anos, devem salvar muito mais. Enquanto a população mundial espera a imunização completa para retomar a vida de antes da pandemia, a Folha estreia o Resposta Imune, um podcast sobre como as vacinas mudaram o mundo.

A partir desta quarta-feira (25), o repórter de ciência Reinaldo José Lopes vai contar, em episódios semanais, a história desse poderoso instrumento para salvar vidas e também os desafios que a imunização ainda enfrenta.

 No podcast, o jornalista mescla referências históricas, cultura pop e entrevistas com especialistas para falar, de maneira informal e didática, sobre como as doses funcionam no nosso corpo, a resistência de alguns grupos à imunização, por que algumas vacinas nunca existiram e qual deve ser o futuro delas.

“A gente não quer deixar de lado as questões éticas e as incertezas que às vezes afetam o debate sobre a vacinação”, diz o apresentador. “É normal as pessoas terem dúvidas e temores em relação a uma tecnologia cujo funcionamento elas não compreendem. E nenhuma tecnologia é perfeita.

Nosso papel é explicar os fatos da melhor maneira possível, levar em conta essas dúvidas, mas também mostrar como as vacinas são cruciais para qualquer estratégia de saúde pública.”

 No primeiro episódio de Resposta Imune, o jornalista conta a história da vaca Florzinha. Nas lesões das tetas dela estava a fonte original da primeira vacina contra a varíola —uma das doenças mais letais causadas por um vírus. Só no século 20, quando a vacina contra a varíola já existia, ela matou 300 milhões de pessoas.

 DO TL

O material da Folha mostra o compromisso e responsabilidade da empresa com a sociedade em tempos que o negacionismo contagia milhares de pessoas acuadas, temerosas e com pouca informação sobre o dever de se vacinar em plena pandemia.

Ou seja, informação com linguagem acessível a leigos que querem e buscam informação de qualidade.

Deixe um comentário