Depois de todo o movimento a favor do turismo do RN, no último final de semana, englobando bares, restaurantes, e eventos, onde toda sociedade civil e empresarial se mobilizou e demonstrou apoio total, o Governo do Estado continua na usa redoma de empáfia e fazendo descaso com as consequências que a pandemia vem causando no setor.

Aliás, o mesmo acontece no ensino, com as aulas ainda paradas.

Ou seja, prejuízo pra todos os lados, especialmente pros cidadãos de bem.

A impressão que passa é que os gestores públicos vivem numa redoma de bajuladores e só escutam o que lhe interessam… lamentável.

A última nova que está circulando e que espanta é a notícia de que o Governo da Estado negou o socorro para os trabalhadores do turismo, entretanto, pasmem, bancou o reajuste dos auditores fiscais. Nada contra os profissionais nem os aumentos, só que o momento não é propício. Deve-se lembrar que a conta da pandemia já chegou e todos os esforços devem ser voltados para minimizá-los.

É de desanimar… sofrem os empresários e trabalhadores correlacionados ao turismo, aos eventos, aos bares e restaurantes, e hotéis.

6f9823c2-1054-49ae-90f4-ac4a98b81327 439c364a-5d6e-404e-8f51-e248465fcb42

Comentários do Site

  1. Maria das Graças de Menezes Venâncio
    Responder

    Este é um setor que entendo um pouco, mas pelo visto nunca é considerado prioritário. A não ser numa crise que a Pandemia afetou no mundo todo. Acho que os empresários têm se viram como podem, mas o o gestor encontra-se na estrutura organizacional. Uma lástima, mas faz tempo.

Deixe um comentário