A partir de ontem, dia 2 de setembro, o Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro, abre suas portas ao público com a exposição “A história da botica mais tradicional do Brasil” sobre os 150 anos de história da Granado.

São mais de 300 itens que fazem parte do acervo inédito da empresa que incluem relíquias como o vidro do remédio usado pelo Imperador D. Pedro II. O monarca concedeu à botica o título de “Pharmacia Oficial da Família Imperial Brasileira”.

Na exposição, se entrelaçam o crescimento da cidade do Rio, o desenvolvimento da farmácia e da publicidade. O passeio começa pela origem da marca com seus rótulos, embalagens e impressos de diferentes épocas.

Produtos icônicos, registros de clientes ilustres, condecorações nacionais e internacionais em exposição pela primeira para o público que, ao final, tem a chance de conhecer a produção e desenvolvimento dos produtos e ainda visitar duas salas interativas sobre o universo da perfumaria.

Pra quem não sabe, o Museu Histórico Nacional é um dos mais importantes museu de história do país, reunindo um acervo com mais de 300 mil itens, entre objetos, documentos e livros. Um espaço de produção e difusão de conhecimento.

A história da Granado no Museu Histórico Nacional

A história da Granado no Museu Histórico Nacional

Logo Anninha Logo Fabi Logo Bebeto

Deixe um comentário