Honda-868x644

O assunto vem repercutindo na chamada grande imprensa e até nas redes sociais de políticos, como é o caso do presidente da Câmara Rodrigo Maia.

A fábrica da Honda em Sumaré (SP), na região de Campinas, está sendo processada na Justiça do Trabalho “por negligência à saúde de empregados e assédio organizacional”.

O MPT (Ministério Público do Trabalho) pede a condenação da montadora japonesa e pagamento de multa de R$ 66 milhões por danos morais coletivos e desrespeito às leis trabalhistas.

O motivo do processo é o fato de a fábrica japonesa impor a seus funcionários “ritmo frenético” e “muito acelerado”, conforme destaca o MPT em ação civil pública.

O órgão menciona, por exemplo, que “a quantidade de veículos produzidos correspondeu a 123,3% da capacidade de produção da empresa” em 2015.

Além da condenação e imposição de multa à empresa japonesa, os procuradores do trabalho requerem ainda que sejam impostas 14 obrigações de fazer ou não fazer na fábrica da Honda.

Rodrigo Maia comentou a postura do MP: “Pelo jeito, a Justiça do Trabalho quer acabar com os empregos.”

Comentários do Facebook

Deixe um comentário