230320

Este Território Livre tem acompanhando passo a passo da novela chamada Hotel dos Reis Magos.

Com lado e opinião de quem conhece um pouco da história do Hotel que foi um marco incontestável ao Turismo do Rio Grande do Norte.

Hoje, 08 de janeiro, mais um capítulo que pode merecer destaque e importância no que ainda se pretende escrever sobre a orla urbana e os impactos imediatos na vocação turística de Natal e do RN.

Tudo isso para dizer que o Governo do RN respondeu à determinação judicial sobre o tombamento da área.

O que diz a resposta?

Pouco de conclusivo. Um sim e não de quem não queria decidir.

Mais críticas a pretensos culpados pela situação atual do que resolução.

Passado o prazo, os rigores da lei.

E é se pegando a ele que os donos do imóvel, do grupo Hotéis Pernambuco, pretendem reaver o que possuem e não podem dispor há mais de 20 anos.

Informações  de que foram notificados por sua assessoria jurídica que a demolição está permitida.

Na tarde desta quarta-feira,  já poderiam ser dadas as primeiras marretadas na combalida edificação.

O embate envolvendo o  Hotel dos Reis Magos não é o maior problema de Natal, mas indiscutivelmente é símbolo de enfrentamento a um cartão postal de descaso e omissão que pinta e paralisa a orla urbana de Natal há décadas.

 

Comentários do Facebook

Comentários do Site

  1. observanatal
    Responder

    A DEMOLIÇÃO, e não TOMBAMENTO, não resolve o problema da área que ocupa, não resolve nada, mas dá a impressão que devemos deixar de valorizar o que não tem mais valor, e voltar a preservar nossa história como nunca feito antes.
    A governadora trate de dar um jeito na Fortaleza dos Reis Magos, que é nosso berço histórico. Trate de, junto com a prefeitura, investir de forma decisiva para a Ribeira ser um bairro agradável, com muita história para contar, sem pieguismos. O mundo cansa de dar exemplo e nós continuamos na Idade da Pedra.
    Fátima termina esse episódio mostrando sua face mais covarde quando envolve opinião pública.

Deixe um comentário