MR. GUEDES RIDES AGAIN

11C9C5CD-00BD-45A7-8BD6-3DD373B6EBD3Alguns mistérios demoram a serem esclarecidos.

Na feira de Jucurutu, foi um alívio geral.

Quando todos pensavam que era um fiscal do governo da primeira mulher de origem, pra verificar a cobrança de impostos da primeira prefeitura-ambulância do seridó setentrional, o enigma finalmente foi esclarecido.

Aquele senhor que andou fazendo perguntas, querendo saber o preço de tudo,  reclamando do que estavam pedindo pelas mangas de João do Vale, cheio de razão, porque o frete, de ladeira a baixo, não podia ser tão caro, era ele.

Também, com aquele bonezão do Chicago Bulls, a cara mais branca que a de Pedro Bial, de tanto protetor solar, óculos escuros como se tivesse  varado a noite no cabaré de Zefinha, quem havera de saber.

Só agora é que se descobriu que o homem forte da minoria civil do governo, tem batido perna por aí. E como.

É só dar uma googlada pra ver que em qualquer folguinha, das mais de mil palestras que já fez para empresários, pega a patroa e vai torrar as milhas acumuladas.

Em Foz do Iguaçu, já está até manjado pelos vendedores de eletrônicos. Sempre conferindo a nota coxa-branca e a turma esperta empurrando mais uma, nas maquininhas fajutas do Paraguai.

Em Presidente Figueiredo, já tirou a ziquizira dos petistas em tudo que é cachoeira. Até na da Suçuarana que não é todo mundo que tem coragem de ir.

Só em Alter do Chão, não quis nem pernoitar. E não foi  por conta de carapanã. Que tinha pouco. É que uns rapazes da ONG estavam testando se a mata pega fogo. E deu naquela fumaça que nem o colega Salles soube explicar.

Nas praias do nordeste, já esteve em quase todas.

De Jeri a Arraial d’Ajuda, só não quis ainda ver o que rola em Tambaba.

Até no Cachoeiro do Itapemirim foi visto. Assuntando, querendo saber a casa onde Lady Laura pariu o rei.

Dizendo que aquilo tudo ainda ia virar uma imensa Graceland.

Anda mexendo os pauzinhos para trazer a turma do Fórum, já meio enjoada de  Davos,  para ver as luzes de Gramado.

Friozinho e vinho da colônia garantidos.

Da falta de neve, ninguém vai reclamar. Nessas mudanças climáticas não dá nem pra notar que a de Snowland é fake.

90AD1324-2083-4E00-9E6A-6BE6CF4BCB93Só não convenceu foi a secretária doméstica a desistir da sonhada viagem a  Orlando.

Pelos folhetos da CVC espalhadas pela casa, não tinha jeito.

E não adiantou falar que o dólar não ia parar de subir.

Da última vez que Rogério Marinho apareceu pra jantar, ela grudou e ficou por dentro  de tudo que era vantagem da nova lei trabalhista.

E gozou as melhores férias da sua vida.

What a wonderful world!

Domicio Arruda

Aprendiz de Cronista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.