Da Veja 

A Câmara Municipal do Rio vai pedir o afastamento do vereador Doutor Jairinho, preso na manhã desta quinta-feira sob a acusação de envolvimento na morte do enteado Henry Borel.

O pedido de afastamento será feito pela vereadora Teresa Bergher (Cidadania) ao Conselho de Ética da Câmara, que se reúne às

às 18h.

Ironicamente, Jairinho é um dos integrantes do Conselho de Ética – eleito no último dia 11, quando a morte da criança já havia ocorrido.

“Precisa ser afastado imediatamente. Pela imagem da casa, pela credibilidade de cada um de nós vereadores e por respeito a esta criança vítima de um cruel assassinato e a toda a população que representamos”, diz Teresa.

A mãe de Henry, A professora Monique Medeiros também foi presa . A prisão é temporária por 30 dias.

Comentários do Site

  1. PedroArtur
    Responder

    Esse canalha ja era para esta preso , so nao nao via culpa nesse C…. quem nao queris ver, entrega eles aos colegas de sela que com certeza eh melhor do que esse C…… ai a justiça acontece em menos de meia hora.

Deixe um comentário