Dos oitos deputados federais do Rio Grande do Norte, apenas dois não integram a base do Governo Bolsonaro; Natalia Bonavides (PT) e Rafael Motta (PSB). Ambos contra as últimas intervenções antidemocráticas nas instituições federais de ensino.

Motta criticou a nomeação da nova reitora da UFERSA e prometeu “lutar pela posse do mais votado”.

Bolsonaro anunciou a prof Ludimilla Amorim no comando da Ufersa. É lamentável que mais uma instituição do RN tenha sua autonomia atacada com imposições antidemocráticas, desrespeitando o poder de voto da comunidade acadêmica. Vamos lutar para garantir a posse dos reitores eleitos. 

Comentários do Site

  1. PedroArtur
    Responder

    Recomendo a ele fazer greve de fome, quem sabe assim ele consiga nomear quem ele pretende! Não passa de um imbecil babacão eleito com o dinheiro da Assembléia e do IDEMA.

  2. Valentim
    Responder

    Não entendo esse povo, o rito é democrático escolhe um da lista tríplice e por acaso ela está na lista, não vejo problema algum ela assumir. o presidente tem a prerrogativa da escolha e ponto.

Deixe um comentário