O Governo do RN assinou hoje “Memorando de Entendimento” com  a Empresa Enterprize Energy PTE LTD para  implementação de parques eólicos offshore (no mar) e produção de hidrogênio e amônia verde.

Fátima ressaltou o potencial para produção de energia renovável do RN:

“Não é à toa que somos o maior produtor de energia eólica do Brasil. E temos boas perspectivas para avançar ainda mais. No último leilão para novas usinas, o RN ficou em primeiro lugar.

Aprovou quase três vezes mais projetos que o segundo colocado – o estado mais rico do país, São Paulo. Isso mostra que o RN tem feito seu papel: respeito aos investidores, segurança jurídica, celeridade no licenciamento ambiental, adequação das políticas fiscais e tributárias de incentivo, oferecendo ambiente seguro e atrativo aos investimentos”.

A Enterprize Energy desenvolve projetos para atrair investidores. Tem projetos executados no Reino Unido, Singapura, Taiwan e Vietnã.

Ian Hatton, principal executivo do grupo, disse que já tem equipe pronta para projetos no Brasil e que o RN tem as melhores condições para produção de energia eólica no mar.

A partir das instalações eólicas, os estudos apontam para a produção de água dessalinizada, hidrogênio e amônia verde que podem ser utilizados na indústria química, de fertilizantes e combustíveis.

“O RN é lugar excepcional para projetos que podem gerar mais de 2 gigawatts. Tem boas condições geográficas, de produção e armazenamento no mar e em terra, e pode vir a se estabelecer como centro de produção de distribuição de hidrogênio verde”, afirmou Ian Hatton.

Comentários do Site

  1. observanatal
    Responder

    Com 30 anos de atraso. Na realidade, como essa potência éolica favorece a maioria da população do RN? Isso ninguém explica.

Deixe um comentário