unnamed

Quinta passada, como de costume, foi noite de uma sessão com pipoca. Assisti “Adam”, numa sala Cinépolis.

Um filme simples, mas premiado, de produção marroquina, com foco no universo feminino entre duas mulheres e uma criança. Aliás, duas crianças.

Apesar de ser focado em diálogos, o filme não se mostra monótono, pelo contrário, ele cresce com a história e com a atuação impecável das atrizes Nisrin Erradi e Lubna Azabal.

Entretanto, apesar da simplicidade da história, o filme é forte, com um contexto idem e um final bem ao modo “cinema de arte francês”.

Sinopse:

A viúva Abla dirige uma modesta padaria em sua casa em Casablanca, onde vive com sua filha de oito anos Warda. Sua rotina é interrompida pela chegada de Samia, uma jovem grávida procurando por emprego e moradia. Abla não imaginava que ao deixá-la entrar sua vida mudaria para sempre.

Opinião da Coluna: 4 estrelas, muuito bom!!

439c364a-5d6e-404e-8f51-e248465fcb42

Deixe um comentário