morror de sal

Roda Viva – Tribuna do Norte – 20-06-21

Com 173 salinas artesanais, das quais 93 mapeadas, o município de Grossos tem um enorme problema pela ilegalidade com que elas vem funcionando e tornou-se parceira do programa “Ekosal”, criado pela UFERSA para oferecer suporte a regularização e modernização dessas unidades de produção de sal marinho.

O Projeto Ekosal começa tentando atrair os produtores.

Já foram realizados dois encontros com representantes dos núcleos de Córrego, Boi Morto e Coqueiros.

O projeto visa preservar a produção artesanal de sal marinho uma das atividades industriais mais antigas do Brasil.

Deixe um comentário