jair-bolsonaro-citou-joao-doria-no-comentario-1605005657181_v2_450x450

É inacreditável! A interrupção de uma vacina que vai salvar milhares de vida deveria ser motivo de tristeza e desapontamento para qualquer governante. Não para o Presidente Jair Bolsonaro.

Em um comentário no Facebook, o presidente Jair Bolsonaro compartilhou a notícia de suspensão pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) dos testes da vacina Coronavac por causa de um evento grave adverso e disse que ganhou do governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

O imunizante contra a covid-19 é desenvolvido pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, ligado ao governo de São Paulo.

“Morte, invalidez, anomalia. Esta é a vacina que o Dória queria obrigar a todos os paulistanos tomá-la. O Presidente disse que a vacina jamais poderia ser obrigatória. Mais uma que Jair Bolsonaro ganha”, escreveu.

O presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, disse que o voluntário que apresentou reação durante os testes da vacina Coronavac morreu, mas que o óbito não teria relação com a vacina.

À TV Cultura, Dimas Covas disse ter estranhado a decisão da Anvisa de suspender os testes com o imunizante.

“Porque é um óbito não relacionado à vacina. Ou seja, como são mais de 10 mil voluntários nesse momento, podem acontecer mortes, pode ter um acidente de trânsito e morrer. E é o caso aqui. Ocorreu um óbito que não tem relação com a vacina”, disse.

DO TL

Quando o presidente Bolsonaro diz que ganha de Doria ele esquece que o perdedor não é apenas o governador de São Paulo, seu possível adversário nas eleições de 2022.

São milhares de brasileiros que podem ter suas vidas poupadas a partir desta vacina. E que cada vida importa. Um dia significar centenas de esperanças que não morrem.

Deixe um comentário