bouboulina-carlos-goniz1
A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara em sua primeira sessão fora de Brasília foi a Polícia Federal de Natal e constatou  que o óleo cru encontrado no litoral brasileiro é de origem venezuelana, provavelmente vazado de um navio da Grécia.

O presidente da CPI do Óleo, deputado Herculano Passos (MDB-SP) disse na Assembleia, em audiência na manhã desta sexta-feira que:

“Não tem dúvida sobre a origem do óleo: é óleo venezuelano. E há uma chance muito grande de ter sido derramado de um navio grego a uma distância aproximadamente de 550 km das praias brasileiras. Disso tudo, eles têm informação por satélite da Nasa. E foi derramado aproximadamente um mês antes de chegar aqui na praia”.

Trata-se do petroleiro grego Bouboulina. A investigação, porém, enfrenta dificuldades porque o navio continua navegando em águas internacionais e atracando em países com os quais o Brasil não tem acordo internacional para diligências.

Os deputados também não têm dúvidas de que se trata de um crime, inclusive pelo fato de o vazamento não ter sido comunicado a nenhuma autoridade. Falta saber se foi um crime intencional ou não.

O deputado Benes Leocádio (PRB)  falou sobre a importância de se achar culpados, mas ponderou a boa notícia de nua se te pescados nem pessoas contaminadas pelo óleo. Assim como a necessidade de se pensar um projeto de lei que torne a costa brasileira melhor protegida:

-Vimos que não tínhamos bons instrumentos de combate a crimes ambientais, como também não temos no combate a armas e drogas por nosso litoral. Temos que a aproveitar o momento para repensar tudo isso. Se crescemos na crise, esta uma grande oportunidade.

Deixe um comentário